Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Programa de Pós-graduação >
DAE - Administração - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1020

Title: Política de concessão de microcrédito: reflexões a partir de um estudo multicaso no Tocantins
???metadata.dc.creator???: Barbosa, Déborah Mara Siade
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Antonialli, Luiz Marcelo
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Sugano, Joel Yutaka
???metadata.dc.contributor.referee1???: Souza Neto, Bezamat de
Castro, Cleber Carvalho de
???metadata.dc.description.concentration???: Gestão Estratégica, Marketing e Inovação
Keywords: Microfinança
Perspectiva welfarista
Objetivo social
Autonomia financeira
Perspectiva institucionalista
Microfinance
Institucionalist perspective
Social goals
Financial autonomy
Welfarista perspective
???metadata.dc.date.submitted???: 26-Mar-2013
Issue Date: 2013
???metadata.dc.description.sponsorship???: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Citation: BARBOSA, D. M. S. Política de concessão de microcrédito: reflexões a partir de um estudo multicaso no Tocantins 2013. 108 p. Dissertação (Mestrado em Gestão Estratégica, Marketing e Inovação)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
???metadata.dc.description.resumo???: O presente trabalho foi realizado com o objetivo de verificar, na perspectiva das organizações concessoras, a política de concessão de microcrédito no estado de Tocantins, a fim de identificar se ela possibilita às organizações atingirem seus objetivos sociais, bem como autonomia financeira. Para tanto, foi realizado um estudo de casos múltiplos, de caráter qualitativo, em três organizações financeiras concessoras de microcrédito, sediadas naquele estado. Foram realizadas entrevistas, utilizando-se de roteiros semiestruturados, com os responsáveis pelo microcrédito em cada uma das organizações. Após a transcrição, as entrevistas foram submetidas à análise de conteúdo e, com a ajuda do software Weft-QDA, três categorias de análise e oito subcategorias foram definidas. Observou-se que, de modo geral, duas das organizações estudadas utilizam metodologia adequada ao alcance dos objetivos sociais, para a concessão do microcrédito. No entanto, uma delas apresenta inconformidade relevante, ao exigir que os pleiteantes do microcrédito já sejam seus clientes. Ademais, observou-se que os meios de divulgação do microcrédito podem ser considerados parcialmente adequados, haja vista que os métodos utilizados poderiam atingir mais efetivamente o público final. As duas organizações que têm processo de concessão adequado são dependentes de recursos financeiros governamentais, ou seja, não têm autonomia financeira. Por sua vez, a organização que alega ser autônoma financeiramente não atinge o objetivo social de conceder microcrédito à população de baixa renda, pois exige que os indivíduos tenham relações comerciais anteriores. Assim, a perspectiva “welfarista”, que defende a existência de um trade off entre objetivos financeiros e sociais, se confirma. Um modelo de análise para a compreensão dos objetivos sociais e de autonomia financeira das organizações concessoras de microcrédito é proposto e discutido. Espera-se que os resultados aqui encontrados auxiliem em melhorias para a efetivação do processo de microcrédito no país.
This study was made with the objective of verifying in the perspective of grantors organizations, the policy of microcredit in the state of Tocantins, in order to identify if it enables the organizations to achieve their social purposes and financial autonomy. For this, we have performed a qualitative multiple case study, in three microcredit organizations, located in that state. Interviews were conducted using semi-structured roadmaps, with those responsible for the grant of the microcredit in the organizations. After transcription, the interviews were submited to content analysis and with the help of software Weft-QDA three analysis’ categories and eight subcategories were defined. It was observed that, in general, two of the organizations use appropriate methodology to achieve the social purposes for granting of microcredit. However, one of that organization, presented relevant inconformity with the premisses microcredit, by asking of its plaintiffs to microcredit the necessity of already being its customers. Moreover, it was observed that the medias of microcredit's publicization can be considered partially adequate, given that the methods used could more effectively reach the final public. The two organizations have adequate grant process depend on government resources, and so, do not have financial autonomy. In turn, the organization that claims to be financially autonomous does not reach the social goal to provide microcredit to low income people, as it requires the individuals to have previous business relations. So the "welfarist" perspective, which asserts the existence of a trade off between financial and social objectives, is confirmed. An analytical model for understanding the social purposes and financial autonomy of grant microcredit organizations is proposed and discussed. It is hoped that these results are improvements to assist the achievement of the process of microfinance in the country.
Description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Administração, área de concentração Gestão Estratégica, Marketing e Inovação, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1020
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTACAO_Política de concessão de microcrédito....pdf870.04 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback