Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10315

Título: Plasticidade de espécies de fitofisionomias do cerrado à disponibilidade de luz e água
Título Alternativo: Plasticity of cerrado phytophysiognomies of species to the availability of light and water
Autor(es): Ribeiro, Paula Rodrigues Gayer
Lattes: http://lattes.cnpq.br/6286719085899279
Orientador: Barbosa, João Paulo Rodrigues Alves Delfino
Membro da banca: Polo, Marcelo
Membro da banca: Teodoro, Grazielle Sales
Assunto: Fitofisionomia savânica
Savanna phytophysiognomy
Fitofisionomia florestal
Forest phytophysiognomy
Aclimatação
Acclimatization
Antioxidantes
Antioxidants
Troca gasosa
Gas exchange
Data de Defesa: 24-Jul-2015
Data de publicação: 8-Set-2015
Agência de Fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: RIBEIRO, P. R. G. Plasticidade de espécies de fitofisionomias do cerrado à disponibilidade de luz e água. 2015. 61 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fisiologia Vegetal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: O Cerrado é um domínio vegetacional composto por fitofisionomias que variam desde florestas a campestre. Apesar de estarem sob condições climáticas semelhantes, as condições topográficas criam diferentes condições de disponibilidade hídrica e de radiação. Assim, as fitofisionomias florestais tendem ocorrer em maior disponibilidade de água, e o padrão contrário pode ser observado nas fitofisionomias savânicas. Pimenta pseudocaryophyllus (Gomes) Landrum, Machaerium opacum Vogel ocorrem em fitofisionomias florestais, Tabebuia serratifolia (Vahl) Nich e Zeyheria montana Mart são espécies encontradas em savânicas, o que pode levar a padrões de respostas diferentes. Objetivou-se, neste trabalho, verificar o comportamento fisiológico contrastante em relação às diferentes disponibilidades hídrica e radiação das espécies, compondo um delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2x3x2. Durante o período experimental, foram realizadas avaliações em relação às trocas gasosas, fluorescência e análises bioquímicas. Todos os dados foram submetidos à Análise de Componentes Principais (PCA). Assim, notou-se que T. serratifolia consegue ajustar sua rede de respostas fisiológicas de forma a controlar as trocas gasosas conforme a disponibilidade de água e ambiente luminoso. Para Z. montana em geral em pleno sol, independente da disponibilidade hídrica, apresenta maior fotossíntese e condutância estomática. Para as plantas em insufilm, houve diferença dos comportamentos de acordo com a disponibilidade hídrica. As plantas de P. pseudocaryophyllus em ambiente PS e S apresentaram comportamento muito semelhante, com forte dependência das variáveis de trocas gasosas, e à baixa dependência do sistema antioxidante. As plantas de M. opacum apresentaram o mesmo comportamento, em todas as condições estudadas, apresentando maior dependência das trocas gasosas e dos sistemas antioxidantes. Pode-se concluir, T. serratifolia possui pouca plasticidade e Z. montana exibe elevada plasticidade, já a P. pseudocaryophyllus tem comportamento típico de ambiente florestal e M. opacum é uma das mais hábeis para enfrentar as mudanças climáticas globais.
Abstract: The Cerrado is a vegitational domain comprised by phytophysiognomies that range from forests to fields. Despite being submitted to similar climatic conditions, the topographic conditions cause distinct water and radiation availability. Therefore, forest phytophysiognomies tend to occur with higher water availability. The opposite pattern can be observed in savanna phytophysiognomies. Pimenta pseudocaryophyllus (Gomes) Landrum and Machaerium opacum Vogel occur in forest phytophysiognomies, while Tabebuia serratifolia (Vahl) Nich and Zeyheria montana Mart are found in savanna phytophysiognomies. This might lead to distinct response patterns. In this work, we aimed at verifying the contrasting physiological behavior in relation to the different water and radiation availabilities of the species, using a completely randomized design in a 2x3x2 factorial scheme. During the experimental period, we performed evaluations regarding gas exchange, fluorescence and biochemical analyses. All data were submitted to Principal Component Analysis (PCA). We verified that T. serratifolia is capable of adjusting its physiological responses, enabling the control of gas exchanges according to water availability and environment lighting. In general, Z. montana, under full sunlight, regardless of water availability, presents higher photosynthesis and stomatal conductance. For plants in insulfilm, there was difference in behavior according to water availability. P. pseudocaryophyllus plants, in PS and S environments, presents very similar behavior, with strong dependence of gas exchange variables, and low dependence of the antioxidant system. M. opacum plants presented the same behavior in all studied conditions, presenting higher dependency of gas exchanges and antioxidant systems. We can conclude that T. serratifolia presents low plasticity, and Z. montana shows high plasticity. P. pseudocaryophyllus presents typical behavior in forest environment, and M. opacum is one of the most capable of overcoming global climatic changes.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10315
Idioma: por
Aparece nas coleções: DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTACAO_Plasticidade de espécies de fitofisionomias do cerrado à disponibilidade de luz e água.pdf892,89 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback