Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1033

Title: Ractopamina para suínos machos imunocastrados
???metadata.dc.creator???: Silva, Leonardo Rafael da
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Cantarelli, Vinícius de Souza
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Rodrigues, Paulo Borges
???metadata.dc.contributor.referee1???: Abreu, Márvio Lobão Teixeira de
Faria, Peter Bitencourt
Sousa, Raimundo Vicente de
Ferreira, Rony Antônio
???metadata.dc.description.concentration???: Produção e Nutrição de Monogástricos
Keywords: Nutrição
Lisina
Ractopamina
Suíno - Castração
Swine
Balanço de nitrogênio
Carne - Qualidade
Nutrition
Lysine
Ractopamine
Nitrogen balance
Meat - Quality
???metadata.dc.date.submitted???: 22-Mar-2013
Issue Date: 2013
Citation: SILVA, L. R. da. Ractopamina para suínos machos imunocastrados. 2013. 128 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
???metadata.dc.description.resumo???: Três experimentos foram conduzidos a fim de o efeito de planos nutricionais (PN) em suínos machos imunocastrados (MIC), durante as etapas de produção e manejo pré-abate. No primeiro experimento, avaliou-se efeito dos PN sobre o desempenho, características de carcaça e a viabilidade econômica das dietas de suínos MIC. Foram utilizados 48 suínos MIC, com peso inicial de 59,22 ± 3,39 kg, em delineamento em blocos casualizados (DBC). Os animais foram distribuídos em quatro PN (PN 1: 0,9% lisina digestível (LISd) na fase de crescimento – 0 ppm de ractopamina (RAC) na fase de terminação; PN 2: 0,9% LISd na fase de crescimento – 10 ppm RAC na terminação; PN 3: 1,0% LISD na fase de crescimento – 0 ppm RAC na fase de terminação; PN 4: 1,0% LISd na fase de crescimento – 10 ppm RAC na fase de terminação), com seis repetições e parcela experimental composta por dois animais. O período experimental foi de 56 dias. Observou-se que o PN 2 resulta em melhora (P<0,05) na conversão alimentar, redução (P<0,05) na espessura de toucinho e melhora (P<0,10) no rendimento de carne na carcaça. No segundo experimento avaliou-se o balanço de nitrogênio de suínos MIC em fase de terminação suplementados ou não com RAC. Foram utilizados 12 suínos MIC com peso inicial de 88,38 ± 7,26 kg. O delineamento experimental foi em DBC, constituídos de dois tratamentos (0 e 10 ppm RAC), com seis repetições, sendo a unidade experimental composta por um animal. O período experimental foi de 28 dias. A adição de RAC em dietas para suínos MIC aumentou (P<0,05) a quantidade de Ningerido e as porcentagens de Nretido e Nretido/absorvido na média dos períodos. O terceiro experimento avaliou o efeito da RAC e da densidade de carregamento (DC) na etapa de transporte pré-abate dos animais sobre os parâmetros fisiológicos relacionados ao bem-estar animal e qualitativos da carne. Foram utilizados 32 animais, com peso final de 125,94 ± 7,24 Kg. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizados, em arranjo fatorial 2 x 3, sendo dois níveis de RAC (0 e 10 ppm) e três DC (0,32; 0,39 e 0,49 m²/100 kg), totalizando seis tratamentos. A adição de 10 ppm de RAC da dieta de suínos MIC aumentou (P<0,05) o nível de creatinina e no sangue do animal. A DC de 0,39 m2/100 kg diminuiu (P<0,05) o nível de creatinina e lactato no sangue de suínos MIC. A RAC altera (P<0,05) a textura da carne. Por meio do presente trabalho pode-se concluir que a utilização do PN 2 atende as necessidades nutricionais de suínos MIC. A utilização de RAC permite melhor aproveitamento de N pelo animal. A utilização da RAC nas dietas de suínos MIC e a densidade de carregamento durante o transporte pré-abate dos animais altera os parâmetros fisiológicos dos animais, mas não a ponto de comprometer o bem-estar animal e a qualidade de carne.
Three experiments were conducted in order to evaluated the effect of nutritional plans (NP) on immunocastrated male (ICM) pig’s, during growing and finishing stages. In the first experiment we evaluated the effect of NP over performance, carcass characteristics and economic viability. Forty eight IMC pigs, with initial weight of 59.22 ± 3.39 kg, were used in a randomized block design. The animals were distributed into four NPs (NP 1: 0.9%digestible lysine (dLYS) in the growing phase – 0 ppm of ractopamine (RAC) in the finishing phase; NP 2: 0.9% dLYS in the growing phase – 10 ppm of RAC in the finishing phase; NP 3: 1.0% dLYS in the growing phase – 0 ppm RAC in the finishing phase; NP 4: 1.0% dLYS in the growing phase – 10 ppm RAC in the finishing phase), with six replicates and an experimental plot comprised of two animals. The experimental period was of 56 days. We observed that the NP 2 results in an improvement (P<0.05) in food conversion, reduction (P<0.05) in bacon width and improvement (P<0.05) in carcass meat yield. In the second experiment, we evaluated the nitrogen balance of ICM pigs in finishing phase supplied with RAC or not. Twelve ICM pigs with initial weight of 88.38 ± 7.26 kg were used. The experimental design was in randomized blocks, with two treatments (0 and 10 ppm of RAC), with six replicates and the experimental unit comprised of one animal. The experiment period was of 28 days. The addition of RAC in diets for ICM pigs increased (P<0.05) the amount of Ningested, as well as the percentages of Nretained and Nretained/absorbed in the period averages. The third experiment evaluated the effect of RAC and of loading density (LD) in the pre-slaughter transportation stage over the physiological parameters related to animal welfare and meat quality. Thirty two animals, with final weight of 125.94 ± 7.24 kg were used. We used a completely randomized design, in a 2x3 factorial arrangement, with two RAC levels (0 and 10 ppm) and three loading densities (0.32, 0.39 and 0.49 m2/100 kg), in a total of six treatments. The addition of 10 ppm of RAC in ICM pig diet increased (P<0.05) the levels of blood creatinine. The LD of 0.39 m2/100 kg decreased (P<0.05) the levels of blood creatinine and lactate. RAC alters (P<0.05) the texture of the meat. With the present work, we concluded that the use of NP 2 meets ICM pigs’ nutritional needs.The use of RAC allows for a better use of nitrogen by the animals. This use and the loading density during pre-slaughter transportation alter the physiological parameters of the animals, although not enough to compromise animal welfare and meat quality.
Description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, área de concentração em Produção e Nutrição de Monogástricos, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1033
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTACAO_Ractopamina para suínos machos imunocastrados.pdf766.37 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback