Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DFP - Departamento de Fitopatologia >
DFP - Programa de Pós-graduação >
DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1039

Título: Caracterização genômica de isolados de Potato virus Y (PVY) e determinação do seu efeito em plantas de batata cv. Ágata
Autor(es): Ramalho, Thaís Oliveira
Orientador: Figueira, Antônia dos Reis
Coorientador(es): Souza, Ricardo Magela de
Membro da banca: Pinto, César Augusto Brasil Pereira
Abreu, Mário Sobral de
Área de concentração: Fitopatologia
Assunto: Teste sorológico
Hipersensibilidade
Caracterização molecular
Serological test
Hypersensitivity
Molecular characterization
Vírus Y da batata
Data de Defesa: 29-Fev-2012
Data de publicação: 2013
Agência de Fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Referência: RAMALHO, T. O. Caracterização genômica de isolados de Potato virus Y (PVY) e determinação do seu efeito em plantas de batata cv. Ágata. 2012. 89 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: O Potato virus Y (PVY) era originalmente dividido em três principais grupos de estirpes, denominadas de PVYN, PVYO e PVYC, porém, devido ao constante aparecimento de novos variantes genéticos, novas estirpes têm sido propostas, como PVYE e PVYZ. Dentro de cada um desses grupos de estirpes, existe ainda uma grande variabilidade, o que torna esse vírus um dos mais difíceis de serem controlados. Algumas cultivares de batata, como a ‘Ágata’, são mais resistentes e, às vezes, se apresentam assintomáticas no campo, dependendo do isolado e das condições ambientais. Neste trabalho, 26 isolados de PVY, coletados em diferentes localidades de Minas Gerais, foram caracterizados por meio de métodos biológicos, sorológicos e moleculares e inoculados mecanicamente na batata cv. Ágata, que é uma das mais plantadas no Brasil, para investigar a reação dessa cultivar durante três gerações sucessivas. Na caracterização biológica, esses isolados foram inoculados mecanicamente em plantas de batata com ‘background’ genético conhecido e em plantas de fumo. Posteriormente, foram realizados TAS-ELISA com anticorpos monoclonais e RT-PCR multiplex. Além desses 26 isolados coletados, mais 5 isolados, pertencentes à Coleção de Vírus do Laboratório de Virologia da UFLA, foram inoculados em plantas de batata cv. Ágata e os sintomas avaliados em três gerações consecutivas. Dos 26 isolados, um deles, o DMO-AG-1, foi classificado como PVYO, por induzir reação de HR nas cultivares Maris Bard e Desiree e pelos resultados sorológicos e de RT-PCR. O isolado MF-AG-52 se portou de maneira diferente da esperada, apresentando reação para anticorpo monoclonal PVYO e padrão de bandas específico para PVYNTN no RT-PCR. Sete isolados foram classificados como PVYN-Wi e os restantes como PVYNTN. Quando inoculados na cv. Ágata, dos 31 isolados testados, cinco não induziram sintoma de mosaico: AD-AG-2 (PVYN-Wi), ALF-VI, MF-AG-105 e SGOT-AR (PVYNTN), e os demais induziram sintomas que variaram de mosaico leve a severo, dependendo da geração. Dois isolados pertencentes ao grupo PVYN-Wi, sendo um que não induziu sintoma AD-AG-2 e outro que induziu sintoma, tiveram o seu genoma completamente sequenciado e comparados entre si e com outros isolados do GenBank. O mesmo foi feito com dois isolados de PVYNTN já sequenciados anteriormente. Não foi possível correlacionar a indução ou não de sintomas com diferenças no genoma desses isolados.
The Potato virus Y (PVY) was originally divided into three main groups of strains, PVYN, PVYO and PVYC. Due to the constant new genetic variants arising, new strains have been proposed as PVYE and PVYZ. Within each of these groups of strains, there is still a great variability which makes this virus one of the most difficult to be controlled. Some potato cultivars, such as Ágata, are more resistant and sometimes they are asymptomatic in the field, depending on the environmental conditions and isolate. In this work, 26 isolates of PVY were collected at different sites in Minas Gerais, characterized by biological, serological and molecular methods, and mechanically inoculated in potato cv. Ágata, one of the most cultivated in Brazil, to investigate this cultivar reaction for three successive generations. In biological characterization, potato plants with known genetic background and tobacco plants were mechanically inoculated with these 26 isolates. Then, TAS-ELISA with monoclonal antibodies and multiplex RT-PCR were carried out. In addition to these 26 strains, five isolates belonging to the virus collection of the Virology Lab from UFLA in potato plants cv. Ágata and the symptoms were evaluated in three consecutive generations. One of the 26 isolates, the DMO-AG-1, was classified as PVYO, by inducing HR reaction in cvs. Maris Bard and Desiree and by serological and RT-PCR results. The strain MF-AG-52 behaves different than expected, reacting to PVYO monoclonal antibody and showing specific standard bands to PVYNTN in RT-PCR assay. Seven isolates were classified as PVYN-Wi and the others as PVYNTN. Four of the 31 isolates tested, do not induced mosaic symptom when inoculated in cv. Ágata: AD-AG-2 (PVYN-Wi), ALF-VI, MF-AG-105 and SGOT-AR (PVYNTN), and the others induced symptoms that ranged from medium to severe mosaic, depending on the generation. Two isolates belonging to PVYN-Wi group, one not inducing symptom: AD-AG-2, and another that induced had their genome completely sequenced and compared with each other and with others isolates from GenBank. The same was done with two isolates from PVYNTN group previously sequenced. It was unable to correlate the induction of symptoms or not with differences in the genome of these isolates.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia, área de concentração em Fitopatologia, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1039
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Caracterização genômica de isolados de Potato virus Y (PVY) e determinação do seu efeito em plantas de batata cv. Ágata.pdf2,69 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback