Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1041

Título: Aplicação de ácido abscísico (ABA) e caracterização fisiológica e anatômica em dois híbridos de milho contrastantes ao estresse de seca
Autor(es): Souza, Thiago Corrêa de
Orientador: Castro, Evaristo Mauro de
Coorientador(es): Magalhães, Paulo César
Membro da banca: Barbosa, Sandro
Bastos, Ana Rosa Ribeiro
Pasqual, Moacir
Área de concentração: Fisiologia Vegetal
Assunto: Estresse hídrico
Anatomia foliar
Anatomia radicular Zea mays
Troca gasosa
Fluorescência da clorofila
Water stress
Leaf anatomy
Root anatomy Zea mays
Gaseous exchange
Chlorophyll fluorescence
Data de Defesa: 13-Fev-2012
Data de publicação: 2013
Agência de Fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: SOUZA, T. C. de. Aplicação de ácido abscísico (ABA) e caracterização fisiológica e anatômica em dois híbridos de milho contrastantes ao estresse de seca. 2012. 133 p. Tese (Doutorado em Fisiologia Vegetal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: O intuito deste trabalho foi desenvolver bases científicas para garantir em médio prazo o entendimento dos mecanismos utilizados pelas plantas de milho sob déficit hídrico (seca) e identificar os principais efeitos da aplicação do ácido abscísico na tolerância à seca. Assim, os objetivos deste trabalho foram: caracterizar, em condições de campo (Janaúba-MG), as modificações morfofisiológicas e morfoanatômicas e avaliar a produção de grãos; investigar, em condições de casa de vegetação, o efeito da aplicação do ácido abscísico (ABA) na atividade enzimática antioxidante, nos parâmetros hídricos, nas trocas gasosas e na fluorescência da clorofila. Utilizaram-se dois híbridos de milho contrastantes à seca conduzidos em 3 experimentos: um em campo e dois em casa de vegetação. O experimento de campo foi conduzido por dois anos e a deficiência hídrica foi imposta suspendendo a irrigação por 22 dias no pré-florescimento, e as avaliações foram realizadas no final do estresse. Já os de casa de vegetação a deficiência hídrica foi imposta por 10 dias no estádio de florescimento quando uma dose de 100 µM de ABA foi aplicada na parte aérea. As avaliações foram feitas durante o estresse e após recuperação hídrica (volta da irrigação). Em condições de campo o híbrido tolerante (DKB 390) apresentou maior desempenho na produção do que o sensível (BRS 1030) além de maior condutância estomática, menor porcentagem de folhas secas, maior sincronismo das inflorescências, e maior relação Fv/Fm. Na raiz, o DKB 390 apresentou maior quantidade de aerênquima no córtex, um aumento da espessura exoderme, metaxilemas numerosos e com menor diâmetro. A folha também apresentou maior número de estômatos e menor distância entre os feixes vasculares do limbo. Em condições de casa de vegetação, observou-se que a aplicação de ABA levou a maior tolerância apenas no DKB 390, devido ao aumento do status hídrico, da atividade enzimática antioxidante (principalmente a catalase), aumento dos parâmetros fotossintéticos e diminuição do declínio nas funções do fotossistema II (PSII) durante o estresse.
This work aimed to develop scientific bases to understand at medium term the mechanisms used by maize plants under water deficit (drought) and identify the main effects of abscisic acid application on drought tolerance. Therefore the objectives of this study were: to characterize at field condition (Janauba – MG), the morph physiological and morph anatomical alterations and as well as to evaluate the grain production; at greenhouse conditions to research the application effect of abscisic acid (ABA) on antioxidant enzymatic activity, hydric parameters, gaseous exchange and chlorophyll fluorescence. It was used two maize hybrids contrast to drought carried out in three experiments: one at field and two in greenhouse. The field experiment was carried out for two years and the water deficit was imposed for 22 days at pre flowering growth stage, the evaluations were done at the end of stress period. On the other hand at greenhouse the water deficit was imposed for 10 days at flowering, when ABA application was accomplished at the concentration of 100 µM on the leaves plant. The evaluations were done during water stress and after recovery period, in other words, when irrigation was back. At field condition the water tolerant hybrid (DKB 390) showed better performance on grain production than the sensitive one (BRS 1030), furthermore DKB had higher stomata conductance, lower percentage of drought leaves, greater flowering synchronism and greater Fv/Fm relationship. At the root system, DKB 390 presented higher aerenchymaquantity on cortex, an increase of exoderm thickness and numerous metaxylems with shorter diameter. At the leaf this hybrid also presented higher stomata number and shorter distance between vascular bundle on leaf blade. At greenhouse conditions it was observed that ABA application induced greater drought tolerance only for DKB 390, due to better water status, antioxidant activity (especially catalase), increase photosynthetic parameters and decrease of PSII functions during the water stress.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fisiologia Vegetal, área de concentração em Fisiologia Vegetal, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1041
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Aplicação de ácido abscísico (ABA) e caracterização fisiológica e anatômica em dois híbridos de milho contrastantes ao estresse de seca.pdf1,01 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback