Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10493
Título: Relações mutualísticas e antagônicas entre insetos e (L.) Rich (Malpighiaceae) em área de Cerrado
Título(s) alternativo(s): Mutualistic and antagonistic interactions between insects and Byrsonima verbascifolia (L.) Rich (Malpighiaceae) in the Brazilian savannah
Autor : Souza, Livia Aparecida de
Lattes: http://lattes.cnpq.br/0123820400343091
Primeiro orientador: Souza, Brígida
Primeiro membro da banca: Fontes, Marco Aurélio Leite
Segundo membro da banca: Silva, Marconi Souza
Terceiro membro da banca: Frieiro-Costa, Fernando Antônio
Palavras-chave: Biologia reprodutiva
Fenologia
Inflorescências
Visitantes florais
Parasitoides
Reproductive biology
Phenology
Inflorescences
Floral visitors
Parasitoids
Data da publicação: 19-Out-2015
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: SOUZA, L. A. de. Relações mutualísticas e antagônicas entre insetos e (L.) Rich (Malpighiaceae) em área de Cerrado. 2015. 80 p. Dissertação (Mestrado em Entomologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: O Cerrado abriga enorme diversidade de espécies e, em consequência, apresenta amplo conjunto de interações planta-animal que assumem importância na formação e na estrutura desse bioma. Entre as principais famílias vegetais presentes, destaca-se a Malpighiaceae, conhecida pela diversidade de espécies e, principalmente, pela produção de frutos, muito utilizados na alimentação de várias espécies animais, sobretudo os insetos. Byrsonima verbascifolia (L.) Rich, conhecida popularmente como murici, exibe interações multitróficas envolvendo plantas, formigas e outros visitantes florais. Embora seja um vegetal de grande importância ecológica e econômica, poucas são as informações sobre sua fenologia e, especialmente, sobre as interações que mantém com outros organismos. A pesquisa teve como objetivos descrever a fenologia dessa espécie durante um ciclo biológico, avaliar a taxa de visitação floral na presença e ausência de formigas e relacionar os insetos visitantes florais e frugívoros. Os experimentos foram conduzidos em área de cerrado stricto sensu, em uma Reserva Biológica ao sul de Minas Gerais. No estudo da fenologia, as plantas foram acompanhadas quinzenalmente durante doze meses visando à quantificação das folhas, botões florais, inflorescências, infrutescências e altura das mesmas. Para avaliação do efeito das formigas na visitação floral foram realizadas observações de espécimes visitantes em botões florais e inflorescências, com e sem a exclusão dos formicídeos. Observou-se que as plantas apresentaram crescimento contínuo ao longo do período de produção de folhas e de botões florais, inflorescências e infrutescências. Houve maior número de visitantes florais nas plantas onde as formigas foram excluídas. Os visitantes florais mais frequentes foram representados por espécies de Hymenoptera, principalmente abelhas sem ferrão (Trigona sp.), as quais frequentemente foram observadas raspando as glândulas produtoras de óleo floral. Em associação direta com os frutos foram encontrados imaturos das ordens Lepidoptera, Coleoptera e Diptera. Himenópteros parasitoides e representantes de Blattodea, Hemiptera e Thysanoptera também foram observados no interior das gaiolas de coleta. Com esta pesquisa pode-se conhecer a fenologia de B. verbascifolia, demonstrar a influência das formigas sobre a taxa de visitação floral e conhecer diversos grupos de Insecta associados à fase reprodutiva dessa malpighiácea.
Abstract: The Brazilian Savannah hosts a wide diversity of species that shows wide range of plant-animal interactions which take importance in the formation and structure of this biome. Among the main plant families present, there is the Malpighiaceae, known for the diversity of species and especially for fruit production, widely used in feed for various animal species, particularly insects. Byrsonima verbascifolia (L.) Rich, popularly known as murici, displays multitrophic interactions involving plants, ants and other floral visitors. Although it is a vegetable of great ecological and economic importance, few are the information about its phenology and, specially, about the interactions that maintains with other organisms. This research had as objectives to describe this specie’s phenology during one biological cycle, evaluate the floral visitation rate in the presence and absence of ants and relate the floral visiting insects and frugivores. The experiments were performed in strict sensu Brazilian Savannah area, in a Biological Reserve in southern of Minas Gerais State. In the phenology study, the plants were monitored fortnightly during twelve months aiming the quantification of leafs, flower buds, inflorescences, infructescenses, and plants’ height. It was observed visitor specimens in flower buds and inflorescences for the ants’ effect evaluation in the floral visitation, with and without exclusion of ants. It was observed that the plants presented continuous growth along production period of leafs, flower buds, inflorescences and infructescenses. There was a higher number of floral visitors in plants where the ants were excluded. The most frequent floral visitors were represented by Hymenoptera species, mainly stingless bees (Trigona sp.), which were frequently observed rasping the floral oil-producing glands. In direct association with the fruits were found immature of the orders Lepidoptera, Coleoptera and Diptera. Parasitoid Hymenoptera and representatives of Blattodea, Hemiptera and Thysanoptera were also observed inside of the cages. With this research it is possible to know the phenology of B. verbascifolia, demonstrate the ants’ influence over the floral visitation rate and know several Insecta groups associated to the reproductive phase of this Malpighiaceae.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10493
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.