Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10527
Título: Regimes de desfolhação sobre a ciclagem de nitrogênio e produção da forragem em pastos consorciados
Autor : Gomes, Fernanda de Kássia
Primeiro orientador: Casagrande, Daniel Rume
Primeiro membro da banca: Boddey, Robert Michael
Segundo membro da banca: Gionbelli, Mateus Pies
Palavras-chave: Arachis pintoi
Amendoim forrageiro
Desfolhamento
Ciclagem de Nitrogênio
Serrapilheira
Forragem
Defoliation
Nitrogen cycling
Leaf litter
Forage
Data da publicação: 23-Out-2015
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Referência: GOMES, F. de K. Regimes de desfolhação sobre a ciclagem de nitrogênio e produção da forragem em pastos consorciados. 2015. 85 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: Frequências de desfolhação de dosséis, manejados em lotação intermitente, podem causar mudanças na produção, persistência e ciclagem de nitrogênio em pastos consorciados. Assim, objetivou-se, neste trabalho, definir manejo que otimize a entrada e a ciclagem do N favorecendo maior produção e consumo de forragem ,em pastagem consorciada de Brachiaria brizantha cv. Marandu com Arachis pintoi cv. Mandobi. Foram testadas quatro frequências de desfolhação, definidas pelos intervalos variáveis de tempo para o dossel atingir 90 (90IL), 95 (95IL) e 100% (100IL) de interceptação luminosa e um intervalo fixo de 42 dias (42DF). O delineamento foi em blocos casualizados. A Massa de Forragem (MF) de gramínea no pré-pastejo foi maior nos dosséis de 100IL e 95IL. O acúmulo de N na MF de gramínea foi maior nos dosséis de 90IL e de leguminosa foi maior nos dosséis de 42 DF, frente aos demais. O acúmulo de N e a massa da serrapilheira depositada foram maiores nos dosséis de 42DF, frente aos demais. O acúmulo total de N na serrapilheira foi maior nos dosséis de 42DF. O acúmulo total de N (MF+serrapilheira) nas gramíneas foi maior nos dosséis de 90IL e nas leguminosas nos dosséis de 42 DF, frente aos demais. O teor de PB foi de gramínea e de leguminosa foi maior nos dosséis de 42DF, em relação aos demais. Houve maior produção de proteína microbiana em g/dia nos animais que consumiram forragem dos dosséis de 90IL e 95IL, menor nos dosséis de 100IL e intermediários nos dosséis de 42DF. O consumo de matéria seca (CMS) total foi maior nos dosséis de 95%IL e 90IL, sendo que este último foi semelhante aos dosséis de 42DF e 100IL, que foram menores. O CMS da leguminosa e de PB total foi menor nos dosséis de 100IL, frente aos outros dosséis. A quantidade de N nas fezes por animal foi maior nos dosséis de 95IL e 90IL. A quantidade de N na urina por animal foi maior nos dosséis de 42 DF e 90IL, menor nos dosséis de 100IL e 95IL, e este ultimo foi semelhante aos dosséis de 42DF. O N total excretado pelos animais em kg/ha em todo período experimental foi maior nos dosséis de 42DF e 90IL. A taxa de desaparecimento da serrapilheira foi maior nos dosséis de 42DF. O N acumulado da serrapilheira+N excretado foram maiores nos dosséis de 42DF, intermediários nos dosséis de 90IL e 100IL, e este último foi igual aos dosséis de 95IL, que foi o menor. Dosséis com maiores frequências de desfolhação acumulam maiores quantidades de N, porém, há menor CMS nesses dosséis. O consumo de PB é maior e o N em excesso é excretado na urina. A ciclagem do N é maior nos dosséis de 100IL, porém o menor consumo dos mesmos pelos animais pode afetar o desempenho animal.
Abstract: Defoliation frequencies of dossal managed in intermittent grazing may cause changes in the production, persistence and nitrogen cycling in mixed pastures. In this study, we aimed to define the management that optimizes the input and cycling of nitrogen, favoring greater production and forage intake in pastures containing Brachiaria brizantha cv. Marandu and Arachis pintoi cv. Mandobi. Four defoliation frequencies were tested, defined by variable time intervals for dossal reaches 90%, 95% and 100% light interception (LI) and a fixed interval of 42 days (42DF). The experiment was performed in completely randomized design. The forage weight (FW) of grass in pre-pasturing was greater in dossal at 100% and 95% LI. The N and FW accumulation in grasses was greater at 90% LI, while the N and FW accumulation in leguminous was greater at 42DF. The accumulation of N and leaf litter was greater in dossal at 42DF, as well as the accumulation of total N in the leaf litter. The accumulation of total N (FW + leaf litter) in grasses was greater in dossal at 90% LI, while in leguminous, was greater at 42DF. The content of crude protein in grasses and leguminous was greater in dossal at 42DF. There was greater production of microbial protein in animals that grazed forage from dossal at 90% and 95% LI, less in dossal at 100% LI, and intermediary in dossal at 42DF. The total dry matter intake (DMI) was greater in dossals at 95% and 90% LI. This was similar to those found in dossal at 42DF and 100% LI, which were lower. The DMI of leguminous and of total crude protein was lesser in dossal at 100% LI. The quantity of N in animal excrements was greater in dossal at 95% LI and 90% LI. In the urine, the quantity of N was greater in dossal at 100% LI and 95% LI, this, similar to those found in dossal at 42DF. The total N excreted was greater in dossal at 42DF and 90% LI. The disappearing rate of leaf litter was greater in dossal at 42DF. The N accumulated in the leaf litter + N excreted was greater in dossal at 42DF, intermediate in dossal at 90% LI and 100% LI and, this was equal to that found in dossal at 95% LI, which was lower. Dossal with greater defoliation frequency accumulated greater quantity of N, however, there is less DMI in these dossal. The crude protein intake was greater and, the excess of N was excreted through urine. The N cycling was greater in dossal at 100% LI, however, their lesser intake may affect the animal performance.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10527
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.