Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1058
Título: Desenvolvimento do feijão-comum tratado com Bacillus subtilis
Autor : Martins, Stéfanny Araújo
Primeiro orientador: Medeiros, Flávio Henrique Vasconcelos de
Primeiro membro da banca: Moreira, Fátima Maria de Souza
Schurt, Daniel Augusto
Área de concentração: Controle Biológico
Palavras-chave: Tratamento de semente
Phaseolus vulgaris
Biocontrole
PGPR
Rhizoctonia solani
Seed treatment
Biocontrol
Data da publicação: 2013
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: MARTINS, S. A. Desenvolvimento do feijão-comum tratado com Bacillus subtilis. 2013. 58 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fitopatologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
Resumo: The rhizobacteria promote plant growth and control diseases but its action may interfere and/or suffer interference of crop management practices, planted cultivar and environmental conditions. Experiments were conducted to compare the Pérola e BRS Agreste cultivars in two locations (Lavras-MG e Boa Vista-RR) in regard to bean plant development after treatment with preselected rhizobacteria, fungicide or both or Initiate Soy®. Treatments responded differently to environments, with a significant interaction for both locations and among cultivars for the same location, variables related to the development of plant disease control or interaction with microbiota (nodulation). The combination of rhizobacteria with fungicide ensured consistency and stability of results with increases of up to 17% plant population. Nodulation was higher at Lavras compared to Boa Vista and for BRS Agreste compared to Perola cultivars, both planted at Boa Vista and the effect of treatments on nodulation was neutral to positive. The rhizobacteria associated with fungicide reduced by up to 164% incidence of blight in both cultivars. The treatment with ALB629 guaranteed reduction in disease severity until 40DAP (days after planting) while UFLA285 secured control at the first assessment, the 25DAP. For treatment ALB629, the yield was higher than the control in 23 and 489% for Lavras and Boa Vista, respectively. This bacterium (ALB629), without fungicide treatment guaranteed disease control and did not affect nodulation, is therefore an important tool for quantitative improvement of bean production. The use of ALB629 is a plausible strategy for bean seed treatment towards disease control and yield increase.
As rizobactérias promovem o crescimento de plantas e controlam doenças mas sua ação pode interferir e/ou sofrer interferência de práticas de manejo, cultivar e condições ambientais. Experimentos foram realizados para comparar as cultivares Pérola e BRS Agreste em duas localidades (Lavras-MG e Boa Vista-RR) no desenvolvimento do feijoeiro tratado com rizobactérias pré-selecionadas, fungicida ou ambos ou ainda, Initiate Soy®. Os tratamentos responderam de maneira distinta nos dois ambientes, havendo interação significativa tanto para localidades quanto entre cultivares para uma mesma localidade, para variáveis relacionadas ao desenvolvimento de plantas, controle da doença ou interação com microbiota (nodulação). A combinação de rizobactérias com fungicida garantiu consistência e estabilidade de resultados com incrementos de até 17% na população de plantas. A nodulação foi maior em Lavras em relação a Boa Vista e para a cultivar BRS Agreste comparada à cultivar Pérola e o efeito dos tratamentos na nodulação foi neutro a positivo. A UFLA285, combinado ou não ao fungicida, também proporcionou aumento no peso seco de nódulos equivalente a 296% e 270%, respectivamente, quando comparado com a testemunha. As rizobactérias associadas ao fungicida reduziram em até 164% a incidência da mela em ambas as cultivares. O tratamento com ALB629 garantiu redução na severidade da doença até os 40DAP (dias após o plantio), enquanto UFLA285 garantiu controle apenas na primeira avaliação, aos 25DAP. Para tratamento ALB629, a produtividade foi maior que a testemunha em 23 e 489% para Lavras e Boa Vista, respectivamente. Esta bactéria (ALB629), sem o tratamento com fungicida garantiu o controle da doença e não interferiu na nodulação, representa portanto, uma importante ferramenta para aumentar a produção do feijão.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Fitopatologia, área de concentração em Controle Biológico, para obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1058
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Desenvolvimento do feijão-comum tratado com Bacillus subtilis.pdf277,96 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.