Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1062

Título: Maturação fisiológica de sementes de berinjela
Autor(es): Vilela, Ximena Maira de Souza
Orientador: Resende, Luciane Vilela
Coorientador(es): Pinho, Édila Vilela de Resende Von
Membro da banca: Carvalho, Maria Laene Moreira de
Vieira, Antônio Rodrigues
Área de concentração: Produção Vegetal
Assunto: Solanum melongena
Sementes - Fisiologia
Sementes - Maturação
Sementes - Qualidade
Colheita
Harvesting
Seed - Quality
Data de Defesa: 15-Dez-2012
Data de publicação: 2013
Agência de Fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Referência: VILELA, X. M. de S. Maturação fisiológica de sementes de berinjela. 2011. 59 p. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
Resumo: Potencial fitoterápico, relação com dieta saudável e perda de peso são informações atuais que culminaram na crescente demanda pela produção de berinjela, acarretando na necessidade de aprimoramento das técnicas de condução da cultura, envolvendo o uso tecnologias para a produção de sementes de qualidade. Este trabalho foi realizado com o objetivo de definir o período de maturidade fisiológica das sementes de berinjela e o ponto ideal para colheita de frutos para extração de sementes, baseando-se na qualidade fisiológica das mesmas. Para a produção de frutos, o experimento foi conduzido em canteiros dentro de estufa, onde as flores foram etiquetadas de acordo com antese para colheita dos frutos aos 40, 47, 54, 61, 68, 75 e 82 dias após a antese. Após a extração, as sementes foram divididas em dois lotes: frescas e secas até 8% de umidade. Para analisar a qualidade fisiológica dessas sementes foram realizados testes e determinações de umidade, matéria seca, peso de 1.000 sementes, condutividade elétrica, germinação, índice de velocidade de germinação, protrusão de radícula, índice de velocidade de protrusão de radícula, emergência e índice de velocidade de emergência. Para a berinjela cultivar Embu, a maturidade fisiológica das sementes encontra-se no intervalo de 68 a 82 dias após a antese e o ponto de máxima qualidade fisiológica, melhor ponto de colheita dentro do período avaliado, foi aos 82 dias após a antese, quando as mesmas apresentam melhor germinação e vigor, considerando, principalmente a capacidade de gerar plântulas normais. A conclusão é válida tanto para sementes frescas quanto para sementes secas.
Potential herbal, its relationship with healthy diet and weight loss are current information that led to the growing demand for eggplant production, resulting in the search for the improving the techniques to the culture production, involving the use of technologies for production seed quality. Thus the objective of this study was to define the period of physiological maturity of eggplants’seeds and the ideal harvest point for eggplant’s fruits, based on the physiological quality of seeds extractes from these fruits. For fruit production, the experiment was conducted in beds inside the greenhouse where flowers were labeled according to anthesis to harvest the fruit at 40, 47, 54, 61, 68, 75 and 82 days after anthesis. After extraction the seeds were divided into two groups: fresh and dried to 8% moisture. To analyze the physiological quality of seeds, tests and determinations were performed with: humidity, dry matter, 1000 seed weight, electrical conductivity, germination, germination speed index, protrusion of the radicle, protrusion of the radicle speed index, emergence and emergence speed index. For the eggplant cultivar Embu, physiological maturity of seeds is in the range 68 to 82 days after anthesis and the point of maximum physiological quality, best harvest point within the study period, was at 82 days after anthesis where they have the best germination and vigor, considering specially the ability to produce normal seedlings. The conclusion is valid for both, fresh seeds and dry seeds.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia, área de concentração em Produção Vegetal, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1062
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Maturação fisiológica de sementes de berinjela.pdf690,43 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback