Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10657
Título: Filogenia, biogeografia e ecologia de ácaros Opilioacarida With 1904 (Acari: Parasitiformes)
Autor : Bernardi, Leopoldo Ferreira de Oliveira
Primeiro orientador: Ferreira, Rodrigo Lopes
Primeiro membro da banca: Zacarias, Mauricio Sergio
Segundo membro da banca: Silva, Marconi Souza
Terceiro membro da banca: Pepato, Rogério Almir
Quarto membro da banca: Guerra, Tadeu José Abreu
Palavras-chave: Opilioacarida
Filogenia
Taxonomia
Distribuição potencial
Nicho
Phylogeny
Taxonomy
Potential distribution
Niche
Data da publicação: 7-Dez-2015
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: BERNARDI, L. F. de O. Filogenia, biogeografia e ecologia de ácaros Opilioacarida With 1904 (Acari: Parasitiformes). 2015. 232 p. Tese (Doutorado em Ecologia Aplicada)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: A ordem Opilioacarida (Arachnida; Parasitiformes) é considerada, por muitos acarologistas, um grupo raro, que retém características primitivas, o que pode ser um ponto importante para o entendimento da evolução de toda a linhagem dos Parasitiformes. Apesar da relevância da ordem, ainda são escassos os estudos que visam compreender um pouco mais sobre a sua filogenia e ecologia. Na presente tese apresenta-se, pela primeira vez, uma filogenia para os nove gêneros da ordem (Salfacarus, Panchaetes, Indiacarus, Phalangiacarus, Opilioacarus, Amazonacarus, Caribeacarus, Brasilacarus e Neocarus) e para espécies ainda não descritas pertencentes à Austrália e ao Brasil. Tais análises foram baseadas em critérios de parcimônia com base em dados morfológicos. Com os resultados obtidos foi observado que os gêneros Neocarus, Caribeacarus e Brasilacarus são parafiléticos em relação a Amazonacarus; Salfacarusnão apresenta características únicas para que possa ser considerado um gênero separado de Panchaetes e Indiacarus e Phalangiacarus foram considerados sinônimos de Opilioacarus. Assim, somente Panchaetes, Opilioacarus e Neocarus foram considerados gêneros válidos. Além disso, para algumas espécies brasileiras não descritas, é proposto um novo gênero (Tupiniacarus gen. nov.) que apresenta semelhanças morfológicas com espécies australianas. As demais espécies encontradas no território brasileiro foram consideradas como pertencentes ao gênero Neocarus e são descritas em um dos artigos da tese. Uma breve discussão sobre o dimorfismo sexual, a partir de observações das modificações presentes na morfologia externa das espécies de Opilioacarida, é apresentada. Após as análises morfológicas e tendo como base a nova classificação proposta para os Opilioacarida, foi elaborado um estudo sobre a distribuição de habitats potencialmente adequados para cada um dos gêneros, além de ser testada a possibilidade de sobreposição de nicho entre Panchaetes, Opilioacarus, Neocarus, o novo gênero proposto de espécimes brasileiros e um grupo de espécies australianas ainda não descritas. Para isso, foram utilizados métodos de máxima entropia e modelagem de nicho. Os resultados obtidos mostraram que as regiões com maior adequabilidade ambiental se concentram, principalmente, na região intertropical. Além disso, apesar de serem raros os locais onde são encontrados os gêneros em simpatria, existem sobreposições na distribuição potencial e entre as condições dos habitatsocupadas. Assim, observou-se a sobreposição entre os nichos ambientais ocupados pelos gêneros. Entretanto, gêneros filogeneticamente próximos nem sempre apresentam maior semelhança entre seus nichos e áreas potencialmente adequadas ambientalmente.
Abstract: The order Opilioacarida (Arachnida; Parasitiformes) is considered by many acarologists to be a rare group that retains primitive features, which can be an important point for understanding the evolution of the entire line of Parasitiformes. Despite the relevance of the order, there are few studies aimed at understanding more about their phylogeny and ecology. This thesis presents, for the first time, a phylogeny for the 9 genera of order (Salfacarus, Panchaetes, Indiacarus, Phalangiacarus, Opilioacarus, Amazonacarus, Caribeacarus, Brasilacarus and Neocarus) and for as yet undescribed species from Australia and Brazil. These analyzes were based on parsimony criteria of morphological data. With the results it was observed that genera Neocarus, Caribeacarus and Brasilacarus are paraphyletic in relation to Amazonacarus; Salfacarus has no unique features, so it can be considered a separate genus of Panchaetes; Indiacarus and Phalangiacarus were considered synonymous with Opilioacarus. Thus, only Panchaetes, Opilioacarus and Neocarus were considered valid genera. Furthermore, for some undescribed Brazilian species, a new genus is proposed (Tupiniacarus gen. nov.), that shows morphological similarities with Australian species. The other species found in Brazil were considered as belonging to the genus Neocarus and are described in one of the chapters of the thesis. A brief discussion of sexual dimorphism, from observations of these changes in the external morphology of the species Opilioacarida is presented. After morphological analysis and based on the new proposed classification for the Opilioacarida, we designed a study on the distribution of potentially suitable habitats for each genus as well as testing the possibility of niche overlap among Panchaetes, Opilioacarus, Neocarus, the new proposed genusof Brazilian specimens and a group of still undescribed Australian species. For this, maximum entropy and niche modeling methods were used. The results showed that regions with greater environmental suitability are focused primarily in the intertropical region. In addition, although locals where genera are found in sympatryare rare, there are overlaps in potential distribution and among the conditions of the occupied habitats. Thus, there is overlap among the environmental niches occupied by the genera. However, phylogenetically close generado not always present higher similarity among their niches and potentially environmentally appropriate areas.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10657
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DBI - Ecologia Aplicada - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_Filogenia, biogeografia e ecologia de ácaros Opilioacarida With 1904 (Acari: Parasitiformes).pdf6,13 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.