Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10688

Título: Vulnerabilidade climática da Araucaria angustifolia na Mata Atlântica
Autor(es): Castro, Monik Begname de
Orientador: Barbosa, Ana Carolina Maioli Campos
Coorientador: Pompeu, Patrícia Vieira
Membro da banca: Yanagi, Sílvia de Nazaré Monteiro
Membro da banca: Bórem, Rosângela Alves Tristão
Membro da banca: Santos, Anderson Alves
Assunto: Pinheiro-brasileiro
Macrorrefúgio
Aquecimento global
Risco de extinção
Modelagem de nicho ecológico
Envelope climático
Brazilian pine
Macro refuge
Global warming
Risk of extinction
Ecological niche modeling
Climate envelope
Data de Defesa: 5-Nov-2015
Data de publicação: 14-Dez-2015
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: CASTRO, M. B. de. Vulnerabilidade climática da Araucaria angustifolia na Mata Atlântica. 2015. 65 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: A Floresta com Araucária ou Floresta Ombrófila Mista está entre as formações florestais mais críticas dos neotrópicos. Além da enorme perda de habitat, as mudanças climáticas representam um desafio a mais para a sobrevivência das populações remanescentes que se encontram altamente fragmentadas e dispersas. A presente pesquisa utilizou a modelagem preditiva de distribuição de espécies para estimar a vulnerabilidade climática da Araucaria angustifolia no domínio da Mata Atlântica, buscando compreender quais são os principais fatores ambientais determinantes para a ocorrência da espécie e mapear o efeito das mudanças climáticas sobre a distribuição potencial das Florestas com Araucária e sua representação em áreas protegidas. Para a modelagem, utilizou-se o princípio da máxima entropia (Maxent, 3.3.3k.) com uma base de dados composta de 200 pontos de ocorrência natural da espécie e doze camadas bioclimáticas. Foram realizadas três modelagens, uma para o clima atual (1950 a 2000) e duas projeções climáticas (2061 a 2080) para os cenários futuros de emissão de CO2 RCP 4.5 e RCP 8.5 utilizando o modelo climático HadGEM2-ES. Todos os modelos apresentaram bom AUC e baixos erros de omissão. A área adequada predita pelo modelo no tempo presente foi condizente com a real distribuição da espécie, sendo determinada por fatores climáticos, principalmente a temperatura média do trimestre mais frio, isotermalidade e precipitação do trimestre mais seco. A tendência apresentada para cenários futuros foi de confinamento da A. angustifolia nas partes altas do planalto sul brasileiro, Serra do Mar e Serra da Mantiqueira. O papel dessas áreas como refúgio climático interglacial é discutido. As áreas protegidas deverão priorizar as regiões serranas para impedir maiores perdas de habitat, na tentativa de uma conservação in situ da espécie.
Abstract: The Forest with Araucaria, Mixed Ombrophilous Forest or Araucaria Rainforest is among the most critical forest formations of neotropics. Besides the large habitat loss, the climate changes represent an additional challenge to the survival of remaining populations that are highly fragmented and dispersed. This study used a predictive modeling of species distribution to estimate the climatic vulnerability of Araucaria angustifólia in the Atlantic Forest domain, searching for understanding the main environmental factors to occurrence of the specie and mapping the effect of climate changes about the potential distribution of Forest with Araucaria and their representation in protect areas. It was used the principle of maximum entropy (Maxent, 3.3.3k.) to the modeling, with a data of 200 points of natural occurrence of the specie and twelve bioclimatic layers. Three modeling were calculated, one to current climate (1950 to 2000) and two climate projections (2061 to 2080) to future scenarios of emission of CO2 RCP 4.5 e RCP 8.5. All modeling showed good AUC and low errors of omission. The predicted suitable area by current climate modeling agree with the real specie distribution, and it was determined by climate factors, mainly the average temperature of the coldest quarter, isothermality and precipitation of the driest quarter. The tendency for future scenarios showed restriction of A. angustifólia in the high regions of Brazilian southern plateau, Serra do Mar e Serra da Mantiqueira. The role of these areas as interglacial climate refuge is discussed. The protected areas should prioritize the highlands to prevent higher losses of habitat, attempting to in situ conservation of the specie.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10688
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Vulnerabilidade climática da Araucaria angustifolia na Mata Atlântica.pdf1 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback