Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1070
Título: Marcadores enzimáticos e microssatélites para a caracterização de cultivares de milheto [Pennisetum glaucum (L.) R. Br.)]
Autor : Silva, Adriano Alves da
Primeiro orientador: Pinho, Édila Vilela de Resende Von
Primeiro membro da banca: Vieira, Antônio Rodrigues
Carvalho, Samuel Pereira de
Pinho, Renzo Garcia Von
Oliveira, João Almir
Área de concentração: Produção Vegetal
Palavras-chave: Milheto - Identificação de cultivares
Milheto - Pureza genética
Milheto - SSR
Milheto - Fingerprinting
Data da publicação: 2013
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes)
Referência: SILVA, A. A. da. Marcadores enzimáticos e microssatélites para a caracterização de cultivares de milheto [Pennisetum glaucum (L.) R. Br.)]. 2013. 75 p. Tese (Doutorado em Agronomia/Fitotecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
Resumo: The demand for millet seeds has increased each year due to the expansion of direct planting areas and, thus, the investments for the development of new cultivars have become increasingly necessary. With the approval of the Cultivar Protection Law in 1997, in which is foreseen the right to charge for royalties by the cultivar breeders, the illegal commerce of seeds has become expressive, compromising the quality of the seeds, directly reflecting on the productivity. One of the means to insure genetic purity and protection rights is characterizing the cultivars with safe methods. The objective of this work was to characterize millet cultivars by means of enzyme and microsatellite markers and selecting microsatellite primers and enzymatic systems for cultivar identification. The analyzed cultivars were the following: ADR 300, ADR 500, ADR 7010, ADR 7020, ADR 8010, ANBS MC, ANM 17, ANM 30, IPA BULK 1BF, BN-1, BN-2 and BRS 1501. Seven enzymatic systems were tested: alcohol dehydrogenase (ADH), catalase (CAT), esterase (EST), glutamate oxaloacetate transaminase (GOT), malate dehydrogenase (MDH), isocitrate dehydrogenase (IDH) and acid phosphatase (ACP). A sufficient polymorphism for cultivar differentiation was not observed for enzymes ACP and CAT. For the microsatellite analysis we tested 123 pairs of primers of which 60 were selected. It was possible to identify millet cultivars by means of enzyme and microsatellite markers. Of the evaluated enzymatic systems, that of the esterase presented higher polymorphism for distinguishing the evaluated cultivars. It was possible to distinguish all millet cultivars used in this research with the primers PSMP2008, PSMP2045 and PSMP2056. For the microsatellite markers we observed polymorphism varying from 20 to 90%.
A demanda por sementes de milheto tem aumentado a cada ano devido à expansão da área de plantio direto e, com isso, os investimentos para o desenvolvimento de novas cultivares se tornam cada vez mais necessários. Com a aprovação da Lei de Proteção de Cultivares, em 1997, na qual está previsto o direito de cobrança de royalties pelos obtentores de cultivares, o comércio ilegal de sementes tornou-se expressivo, comprometendo a qualidade das sementes, com reflexos diretos na produtividade. Uma das formas de assegurar a pureza genética e os direitos de proteção é a caracterização das cultivares por meio de métodos seguros. O objetivo neste trabalho foi caracterizar cultivares de milheto por meio de marcadores de enzimas e de microssatélites e selecionar primers de microssatélites e sistemas enzimáticos para a identificação de cultivares. As cultivares analisadas foram as seguintes: ADR 300, ADR 500, ADR 7010, ADR 7020, ADR 8010, ANSB MC, ANM 17, ANM 30, IPA BULK 1BF, BN-1, BN-2 e BRS 1501. Foram testados sete sistemas enzimáticos: álcool desidrogenase (ADH), catalase (CAT), esterase (EST), glutamato oxaloacetato transaminase (GOT), malato desidrogenase (MDH), isocitrato desidrogenase (IDH), fosfatase ácida (ACP). Pelas enzimas ACP e CAT não foi observado polimorfismo suficiente para a diferenciação das cultivares. Para a análise de microssatélites foram testados 123 pares de primers, dos quais 60 foram selecionados. Foi possível identificar cultivares de milheto por meio de marcadores de enzimas e microssatélites. Dos sistemas enzimáticos avaliados o da esterase apresenta-se mais polimórfico para a distinção das cultivares avaliadas. Pelos primers PSMP2008, PSMP2045 e PSMP2056 foi possível distinguir todas as cultivares de milheto utilizadas nesta pesquisa. Para os marcadores microssatélites foi observado polimorfismo variando de 20 a 90%.
metadata.teses.dc.description: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia, área de concentração em Produção Vegetal, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1070
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.