Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Ecologia Aplicada - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10811

Título: Ecological impacts of selective logging in the Amazon: lessons from dung beetles
Título Alternativo: Impactos ecológicos do corte seletivo na Amazônia: lições dos escarabeíneos
Autor(es): França, Filipe Machado
Lattes: http://lattes.cnpq.br/3655831345953035
Orientador: Louzada, Júlio Neil Cassa
Orientador: Barlow, Jos
Membro da banca: Ribas, Carla
Membro da banca: Edwards, David P.
Membro da banca: Magnago, Luiz Fernando S.
Membro da banca: Menéndez, Rosa
Assunto: Florestas tropicais
Corte seletivo
Floresta Amazônica
Rola bosta
Processo ecossistêmico
Rain forests
Selective logging
Amazon rainforest
Dung beetles
Ecosystem processes
Data de Defesa: 2-Dez-2015
Data de publicação: 28-Jan-2016
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: FRANÇA, F. M. Ecological impacts of selective logging in the Amazon: lessons from dung beetles.2016. 190 p. Tese (Doutorado em Ecologia Aplicada)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: O corte seletivo é um dos maiores agentes de degradação nas florestas tropicais, e o entendimento de seus impactos biológicos é essencial para elaborar estratégias de conservação associadas a produção madeireira. Igualmente importante é examinar se os desenhos experimentais mais usados são confiáveis para revelar os verdadeiros impactos das atividades antrópicas, e assim prover informações confiáveis para efetivar a conservação biológica. Essa tese objetiva tratar dessas lacunas de conhecimento através do uso do desenho experimental ‘before-after-control-impact’ (BACI), que foi usado para quantificar os impactos do corte seletivo em besouros escarabeíneos e suas funções ecológicas. O primeiro capítulo de dados (Capítulo 2) compara até que ponto as abordagens BACI e ‘space-for-time’ (SFT) geram diferentes conclusões sobre a relação entre o aumento da intensidade de corte seletivo e a riqueza e biomassa de besouros escarabeíneos. Esse capítulo mostra que SFT, o desenho amostral mais frequente na literatura, pode levar a subestimação dos impactos da degradação florestal na biodiversidade. O capítulo 3 investiga a ocorrência de pontos críticos de intensidade de corte seletivo influenciando os padrões de diversidade e funções ecológicas mediados pelos escarabeíneos; e como esses padrões são influenciados pela escala espacial que o corte seletivo é mensurado. Como resultado, foi encontrado que respostas biológicas ao corte seletivo podem ser não lineares e dependentes da escala. No capítulo 4 é explorado o papel que a estrutura florestal tem em mediar as respostas dos Scarabaeinae e seus processos ecológicos à realização do corte seletivo. Os resultados mostram que impactos da extração madeireira na estrutura florestal (abertura de dossel) não necessariamente explicam os efeitos negativos e desproporcionalmente mais fortes que esse distúrbio teve na riqueza e biomassa de besouros. Além disso, enquanto ressalta que o corte seletivo não influenciou outras duas variáveis ambientais (serapilheira e proporção de areia no solo) ou o consumo fecal e a bioturbação do solo realizados pelos escarabeíneos; esse capítulo mostra que as interações entre esses quatro componentes foram modificadas após a realização do corte seletivo. Finalmente, no capítulo 5, a quantidade de gordura corporal de três espécies de escarabeíneos foi avaliada para investigar, pela primeira vez na literatura, se o corte seletivo causa efeitos subletais em invertebrados tropicais. Esses resultados mostram que besouros coletados em áreas de floresta com corte seletivo tiveram maior proporção de gordura corporal do que besouros coletados em florestas não perturbadas; o que corrobora com os impactos negativos do corte seletivo observados na abundancia relativa de cada espécie. Dessa forma, essa tese discute sobre os desafios para conservação da biodiversidade em um mundo onde as taxas de degradação florestal aumentam a cada dia.
Abstract: Selective logging is one of the main drivers of forest degradation in tropical forests, which makes the understanding of its biological consequences essential to inform conservation strategies associated to timber production in those forests. It is also important to examine whether the most frequently used study designs are likely to reveal the true impacts of human activities, thus provide reliable information to develop effective conservation strategies. This thesis aims to fill these knowledge gaps by using an experimental design known as before-after-control-impact (BACI) to quantify the impacts of selective logging on tropical dung beetles and their ecological functions. The first chapter (Chapter 2) compares to what extent space-for-time (SFT) and before-and-after approaches draw different conclusions regarding the relationship between selective logging intensity and dung beetle species richness and biomass. This chapter shows that SFT studies, the most frequently used approach, may underestimate the impacts of forest degradation on biodiversity. The Chapter 3 investigates the presence of thresholds in dung beetle responses to logging intensity, and whether those would be influenced by the spatial scale at which logging intensity is measured. The results from this chapter show that biological responses to selective logging can be non-linear and scale-dependent. The chapter 4 addresses the role of forest structure in mediating the responses of dung beetles and mediated faecal processes to selective logging occurrence. The results show that changes in the forest structure due to selective logging (here measured as canopy openness) not necessarily explain the negative and disproportionally stronger effects of this disturbance on dung beetle biomass and species richness. Therefore, while highlighting that selective logging did not influence two environmental variables (leaf litter and soil sand content) or dung beetle-mediated faecal consumption and soil bioturbation; this chapter shows that the linkages among these four components were modified after the selective logging. Finally, the last experimental chapter (Chapter 5) examines the amount of body fat of three dung beetle species to investigate for the first time in the literature whether selective logging could induce sublethal effects on tropical invertebrates. The results show that dung beetles sampled within selectively logged forests have a higher proportion of body fat than those from undisturbed forests, which matches with the negative impacts of selective logging on the relative abundance of each examined species. Overall, this thesis discuss about the challenges to conserve the biodiversity and ecosystem functioning in a world where forest degradation rates are increasing every day.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10811
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: eng
Aparece nas coleções: DBI - Ecologia Aplicada - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Ecological impacts of selective logging in the Amazon: lessons from dung beetles.pdf5,59 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback