Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10848

Título: Estrutura genética espacial e temporal de Calyptranthes clusiifolia em fragmentos no sul de Minas Gerais
Título Alternativo: Spatial and temporal genetic structure of Calyptranthes clusiifoliain fragments in the South of Minas Gerais
Autor(es): Duarte, Jaqueline Fidelis
Lattes: http://lattes.cnpq.br/9323880947441767
Orientador: Carvalho, Dulcinéia de
Membro da banca: Nazareno, Alison Gonçalves
Membro da banca: Vieira, Fábio de Almeida
Membro da banca: Santos, Rubens Manoel dos
Membro da banca: Carvalho, Sheila Valéria Álvares
Assunto: Conservação genética
Microssatélites
Fragmentação florestal
Myrtaceae
Conservation genetics
Microsatellites
Forest fragmentation
Myrtaceae
Data de Defesa: 3-Ago-2015
Data de publicação: 25-Fev-2016
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: DUARTE, J. F. Estrutura genética espacial e temporal de Calyptranthes clusiifolia em fragmentos no sul de Minas Gerais. 2016. 79 p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: A maioria dos estudos relacionados ao processo de fragmentação tem como foco a quantificação da riqueza de espécies, a estrutura e dinâmica de populações, a alteração nos processos ecológicos, entre outros. Porém, com a rapidez que as florestas estão sendo reduzidas, torna-se necessário investigar quais os efeitos da fragmentação no ponto de vista da diversidade genética, para que medidas voltadas à conservação de habitats sejam realmente efetivas. Para avaliar os efeitos da fragmentação em espécies arbóreas é importante levar em consideração que o seu tempo de vida é, muitas vezes, superior ao processo de fragmentação em determinada área e, por isso, dependendo do tipo de amostragem, estes efeitos podem ficar ocultos. Assim, utilizar uma amostragem que possibilite abranger diferentes gerações, pode aumentar as chances de se retratar um panorama mais realista sobre a dinâmica genética em uma população. Outro ponto importante a ser estudado é a possibilidade de comparar áreas com diferentes origens de formação, como por exemplo, fragmentos remanescentes de atividades antrópicas comparados a fragmentos de origem natural. Para o presente trabalho, foi investigado como a fragmentação florestal pode influenciar na dinâmica genética e estrutura genética espacial. Para isso, a espécie arbórea Calyptranthes clusiifolia foi amostrada em duas áreas fragmentadas. Foram desenvolvidos sete marcadores microssatélites polimórficos para que a diversidade genética da espécie pudesse ser avaliada. Em cada área de estudo, houve a coleta de indivíduos em dois anos diferentes, totalizando 680 amostras. A diversidade genética nos grupos regenerantes das duas áreas foi menor em relação aos grupos amostrados no primeiro ano de coleta, demonstrando diferença na dinâmica genética temporal. Quanto à estruturação genética espacial, esta foi registrada nos quatros grupos coletados, ou seja, não se pode afirmar que a fragmentação estaria influenciando a distribuição não aleatória dos indivíduos nestas áreas.
Abstract: Most of the studies related to the fragmentation process focuses on the quantification of species richness, population structure and dynamics, changes in ecological processes, among others. But, because forests are being rapidly destroyed, it is necessary to investigate what are the effects of fragmentation on the point of view of genetic diversity, ensuring that the habitat conservation measures be really effective. To evaluate the effects of fragmentation on tree species it is important to take into consideration that their lifetime is often higher than the fragmentation process in a given area and, therefore, depending on the type of sampling, these effects can be hidden. Thus, using a sampling that allows embracing different generations, it can increase the chances to describe a more realistic overview of the genetic dynamics in a population. Another important point to be studied is the possibility of comparing areas with different origins, such as remaining fragments of human activities compared to naturally occurring fragments. In this study, we investigated how forest fragmentation can influence the genetic dynamics and spatial genetic structure. For this, the tree species Calyptranthes clusiifolia was sampled in two fragmented areas. Seven polymorphic microsatellite markers were developed to assess the genetic diversity of the species. In each study area, 680 individuals were collected in two different years. The genetic diversity value was lower in regenerating groups of the two areas than the sampled groups in the first year of collection, showing differences in temporal genetic dynamics. Spatial genetic structure was detected within the four groups sampled, that is, it can not be asserted that fragmentation would be influencing the non-random distribution of individuals in these areas.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10848
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Estrutura genética espacial e temporal de Calyptranthes clusiifolia em fragmentos no sul de Minas Gerais.pdf1,16 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback