Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCA - Departamento de Ciência dos Alimentos >
DCA - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10856

Título: Controle microbiológico de alimentos utilizando óleo essencial de Pimpinella anisum (erva-doce)
Título Alternativo: Food microbiological control using essential oil of Pimpinella anisum
Autor(es): Freire, Juliana Mesquita
Cardoso, Maria das Graças
Batista, Luís Roberto
Andrade, Milene Aparecida
Lima, Rafaela Karin
Assunto: Pimpinella
Óleos voláteis - química
Condimentos - utilização
Alimentos Orgânicos
Contaminação de alimentos - prevenção e controle
Microbiologia de Alimentos
Publicador: Associação Brasileira de Editores Científicos
Data de publicação: 2011
Referência: FREIRE, J. M. et al. Controle microbiológico de alimentos utilizando óleo essencial de Pimpinella anisum (erva-doce). Higiene Alimentar, São Paulo, v. 25, n. 196/197, p. 154-158, maio/jun. 2011.
Resumo: O consumo de produtos naturais que substituam aditivos químicos tem sido uma opção para aqueles que procuram hábitos saudáveis e segurança alimentar. Os condimentos possuem comprovada atividade biológica sobre fungos e bactérias. Por isso, sempre foram utilizados como conservantes de alimentos. Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o efeito “in vitro” do óleo essencial de erva-doce (Pimpinella anisum), sobre as bactérias Staphylococcus aureus e Escherichia coli e sobre os fungos Aspergillus flavus e Aspergillus parasiticus. O óleo essencial foi extraído pela técnica hidrodestilação utilizando aparelho de Clevenger modificado e testado nas concentrações de 50; 40; 30; 20; 10; 5; 1; 0,5 e 0.1% para as bactérias e nas concentrações de 2; 1; 0,5; 0;25 e 0,1 µL/mL para fungos. O óleo apresentou uma elevada atividade bacteriana com uma concentração mínima inibitória (CMI) de 1% para a E.coli, porém não apresentou atividade frente a S. aureus. Os valores de CMI encontrados para o A. flavus e A. parasiticus foram de 0,5 e 2 µL/mL, respectivamente. Verificou-se que o óleo essencial apresentou efeito inibitório sobre os micro-organismos estudados, sendo, portanto, uma alternativa no controle microbiológico de alimentos.
URI: http://higienealimentar.com.br/edicoes/o-conhecimento-sobre-nutricao-e-seguranca-dos-alimentos-pelos-estudantes-95.html
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10856
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback