Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCA - Departamento de Ciência dos Alimentos >
DCA - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10896

Título: Características físico-químicas e atividade antioxidante total de pitaias vermelha e branca
Título Alternativo: Physicochemical characteristics and total antioxidant activity of red and white pitaya
Autor(es): Abreu, Wilson César de
Lopes, Cristiane de Oliveira
Pinto, Kelly Moreira
Oliveira, Letícia Almeida
Carvalho, Gustavo Bacelar Moreira de
Barcelos, Maria de Fátima Píccolo
Assunto: Fruto do cerrado
Atividade antioxidante
Fenólicos
Vitamina C
Cerrado fruit
Antioxidant activity
Phenolics
Vitamin C
Publicador: Instituto Adolfo Lutz
Data de publicação: 18-Set-2012
Referência: ABREU, W. C. de et al. Características físico-químicas e atividade antioxidante total de pitaias vermelha e branca. Revista do Instituto Adolfo Lutz, São Paulo, v. 71, n. 4, p. 656-661, 2012.
Resumo: Neste estudo, foram avaliadas as características físico-químicas e a atividade antioxidante total (AAT) da casca e da polpa das pitaias vermelha e branca. Foram determinadas a composição centesimal, vitamina C, fenólicos totais e AAT nas cascas e polpas das pitaias. A AAT foi determinada utilizando-se duas metodologias: sistema β-caroteno/ácido linoléico e sequestro do radial DPPH. As cascas e as polpas das pitaias analisadas apresentaram alto teor de umidade e baixo teor de proteínas e lipídios. Os teores de fibra alimentar total (FAT) e cinzas foram significativamente maiores nas cascas das pitaias , e os teores de glicídios e energia foram maiores nas polpas. O teor médio de vitamina C variou de 17,73 a 20,69 (mg.100 g -1 ) nas polpas e de 22,21 a 24,05 (mg.100 g -1 ) nas cascas. A casca da pitaia vermelha demonstrou menor teor de fenólicos totais (77,22 mg EAG.100 g -1 ). As pitaias analisadas mostraram alta AAT pela metodologia de sistema betacaroteno/ácido linoleico e baixa AAT pela técnica de DPPH. A pitaia vermelha apresentou a maior AAT com destaque na sua polpa. O potencial antioxidante e as características químicas das pitaias vermelha e branca podem contribuir na dieta benéfica à saúde humana.
Abstract: This study aimed at evaluating the physicochemical characteristics and the total antioxidant activity (TAA) of the red and white pytaias peel and pulp. Centesimal composition, vitamin C, total phenolics and TAA were determined in pitayas pulp and peel samples. TAA was determined by using two methodologies: β-carotene/linoleic acid system and free DPPH radical for scavenging activity. Both the pitayas peels and pulps showed high moisture content and low protein and lipid contents. The total food fiber and ashes contents were significantly higher in pitayas peels, and the highest glucide contents and of energy were found in the pulps. The average contents of vitamin C ranged from 17.73 to 20.69 (mg.100 g -1 ) in pulps and from 22.21 to 24.05 (mg.100 g -1 ) in peel samples. The red pitaya peel showed the lowest total phenolics contents (77.22 mg EAG.100g -1 ). The pitayas samples demonstrated a high TAA in beta-carotene/linoleic acid system methodology and low TAA by DPPH . The red pitaya showed the highest TAA values, especially in pulp samples. The antioxidant and the chemical characteristics of the red and white pitayas may contribute to a beneficial diet for human health.
URI: http://periodicos.ses.sp.bvs.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0073-98552012000400007&lng=pt&nrm=iso.
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10896
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback