Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DMV - Departamento de Medicina Veterinária >
DMV - Programa de Pós-graduação >
DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1091

Título: Determinação radiográfica dos ângulos da tíbia proximal de cães e gatos com e sem ruptura do ligamento cruzado cranial
Autor(es): Arruda, Ana Flávia Delben Pereira de
Orientador: Muzzi, Leonardo Augusto Lopes
Coorientador(es): Muzzi, Ruthnéa Aparecida Lázaro
Membro da banca: Lacreta Junior, Antonio Carlos Cunha
Sampaio, Gabriela Rodrigues
Área de concentração: Ciências Veterinárias
Assunto: Platô tibial
Ligamento patelar
Tangente tibiofemoral
Articulação do joelho
Tibial plateau
Patellar ligament
Tangent tibiofemoral
Stifle joint
Data de Defesa: 22-Fev-2013
Data de publicação: 2013
Referência: ARRUDA, A. F. D. P. de. Determinação radiográfica dos ângulos da tíbia proximal de cães e gatos com e sem ruptura do ligamento cruzado cranial. 2013. 74 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
Resumo: A influência da conformação da porção proximal da tíbia na ruptura do ligamento cruzado cranial (LCC) ainda é controversa. Em cães, destaca-se a elevada prevalência da ruptura do LCC na raça Labrador Retriever. De forma oposta, os gatos destacam-se pela baixa frequência da ruptura do ligamento. Foram realizados dois estudos principais. No primeiro estudo realizou-se a comparação dos ângulos da tíbia proximal entre cães da raça Labrador Retriever e de outras raças com e sem ruptura do LCC, e no segundo estudo realizou-se a comparação dos ângulos da tíbia proximal entre cães e gatos com e sem ruptura do LCC. Em ambos os estudos, nas imagens radiográficas da articulação do joelho, foram avaliados os ângulos do platô tibial, os ângulos entre o ligamento patelar e o platô tibial, os ângulos entre o ligamento patelar e a tangente comum no ponto de contato tibiofemoral, e os ângulos entre a inserção do ligamento patelar e o ponto de contato tibiofemoral. No primeiro estudo, concluiu-se que a predisposição da raça Labrador Retriever à ruptura do LCC não se justifica pela conformação dos ângulos da tíbia proximal. No segundo estudo, concluiu-se que há uma possível influência da angulação do platô tibial e do ângulo de inserção do ligamento patelar na etiologia da ruptura do LCC em cães. O ângulo do ligamento patelar com a tangente tibiofemoral pode influenciar na baixa incidência da ruptura do LCC em gatos.
The influence of conformation of the proximal tibia in the rupture of the cranial cruciate ligament (CCL) is still controversial. In dogs, the breed that displays the highest prevalence of CCL rupture is the Labrador Retriever. Conversely, cats are characterized by low rupture frequency of the ligament. Two main studies were done. The first study was performed comparing the proximal tibial angles between Labrador Retriever dogs and other dog breeds with and without a CCL rupture. The second study was conducted comparing the proximal tibial angles between dogs and cats with and without a CCL rupture. In both studies, the radiographic images of the stifle joint were evaluated for the angles of the tibial plateau, the angles between the patellar ligament and the tibial plateau, the angles between the patellar ligament and the common tangent at the tibiofemoral contact point, and the angles between the insertion of the patellar ligament and tibiofemoral contact point. In the first study, it was concluded that the predisposition of Labrador Retriever breed for CCL rupture is not justified by the conformation of the angles of the proximal tibia. In the second study, it was concluded that there is a possible influence of the tibial plateau angle and the angle of insertion of the patellar ligament in the etiology of the CCL rupture in dogs. The angle of the patellar ligament with the common tangent at the tibiofemoral contact point can influence the low incidence of the CCL rupture in cats.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós- Graduação em Ciências Veterinárias, área de concentração em Ciências Veterinárias, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1091
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Determinação radiográfica dos ângulos da tíbia proximal de cães e gatos com e sem ruptura do ligamento cruzado cranial.pdf2,11 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback