Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10945

Título: Opiliões da superfamília Gonyleptoidea associados às cavernas brasileiras: diversidade e distribuição
Autor(es): Ázara, Ludson Neves de
Orientador: Ferreira, Rodrigo Lopes
Membro da banca: Ribas, Carla Rodrigues
Membro da banca: Vieira, Letícia Maria
Assunto: Opilião
Gonyleptoidea
Cavernas
Brasil
Gonyleptoidea - Distribuição
Opiliones
Caves
Brazil
Data de Defesa: 26-Fev-2016
Data de publicação: 21-Mar-2016
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: ÁZARA, L. N. de. Opiliões da superfamília Gonyleptoidea associados às cavernas brasileiras: diversidade e distribuição. 2016. 270 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: O Brasil é um país com uma elevada biodiversidade nos seus mais diferentes biomas. Entretanto, o conhecimento sobre tal diversidade é heterogêneo e muitas das vezes extremamente escasso. Dentre um dos grupos que compõem essa diversidade se encontram os membros da ordem Opiliones, a terceira mais rica dentre a classe Arachnida. As espécies desta ordem podem ser encontradas no solo, na serrapilheira, paredes de rochas e em cavernas. As espécies deste grupo associadas às cavernas foram alvo de diversos estudos ao longo das três últimas décadas, entretanto, nenhum estudo abrangeu uma escala de espécies associadas às cavernas presente em vários biomas e estados, sendo o conhecimento sobre esse grupo em cavernas em tais habitats deficiente. Neste cenário, este trabalho teve como objetivos gerais o de listar quais espécies se encontram associadas à esses ambientes e quais seus padrões de distribuição, além de verificar as possíveis lacunas de conhecimento atuais nestes habitats. Para isso, foram compilados os registros da superfamíla Gonyleptoidea da literatura e de análise de coleções científicas a fim de montar um banco de dados sobre a distribuição desse grupo em cavernas brasileiras. Como resultado, foram registradas mais de 150 espécies distribuídas em 972 cavernas, 146 municípios, 17 estados, quatro biomas e 20 regiões cársticas. Destas estas espécies, cerca de 30% ainda não foram descritas pela ciência, e de todas as espécies, 12% são troglóbias (exclusivas ao ambiente subterrâneo). Diferentes regiões apresentaram distintos valores de diversidade além de composições únicas. Grandes lacunas amostrais também foram identificadas em diversas regiões do país, com a maioria dos registros provenientes de regiões que receberam poucos inventários. Tais lacunas amostrais demostram a necessidade da intensificação dos estudos com este importante grupo presente nas cavernas brasileiras. O grande número de espécies não descritas (incluindo troglóbias) são um claro indicativo do quanto ainda há por se descobrir. Na atual legislação, o conhecimento da distribuição de tais espécies pode ser utilizado diretamente para um aumento da valoração das cavernas nas quais elas ocorrem. Assim, podem ser utilizados para promover a conservação destes ambientes tão impactados e que guardam uma elevada biodiversidade no Brasil.
Abstract: Brazil is a country with a high biodiversity. However, the knowledge of such diversity is heterogeneous and extremely scarce. Among the groups that contributes for this diversity are members of the order Opiliones, the third richest among the Arachnida class. Species from this order can be found in soil, litter, rock walls and caves. In Brazil, some species associated to the caves were studied especially in the last three decades, but no study covered a large range of species associated to caves in several biomes and states, leading to a poor knowledge of this group in Brazilian caves habitats. Accordingly, this work aimed to list which species occurs in these subterranean environments and what is their distribution patterns. Furthermore, we intended to show any current knowledge gaps in these habitats. For this, we compiled the records of the superfamily Gonyleptoidea available on literature and those deposited in scientific collections to gather a database on the distribution of this group in Brazilian caves. As a result, we recorded more than 150 species in 972 caves, 146 cities, 17 states, 4 biomes and 20 karst regions. About 30% of these species have not yet been described by science, and considering all species, 12% are troglobites (exclusive cave dwellers). Different regions have different values of diversity as well as unique compositions. Large sampling gaps have also been identified in several regions of the country, and huge areas from of these regions received few faunistic inventories. Such sampling gaps demonstrate the need for intensification of studies regarding this important group occurring in Brazilian caves. The large number of undescribed species (including troglobites) indicates how much there is still to be discovered. In the current Brazilian legislation, knowledge on the distribution of such species can be directly used to improve the relevance of the caves in which they occur. Thus, such data can be used to promote the conservation of these environments, ensuring the maintenance of a high biodiversity in Brazil.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/10945
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTACAO_Opiliões da superfamília Gonyleptoidea associados às cavernas brasileiras: diversidade e distribuição.pdf5,31 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback