Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Programa de Pós-graduação >
DAE - Administração Pública - Mestrado Profissional (Dissertações/TCC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11004

Title: Legitimidade do processo de avaliação da pós-graduação em administração: um estudo sob a ótica dos coordenadores de programa
Other Titles: Graduate program of the management area evaluation process legitimacy: a study from the perspective of program coordinators
???metadata.dc.creator???: Vaz, Fábio de Paiva
???metadata.dc.creator.Lattes???: http://lattes.cnpq.br/7847087040145658
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Brito, Mozar José de
???metadata.dc.contributor.referee1???: Ferreira, Patricia Aparecida
???metadata.dc.contributor.referee2???: Araujo, Uajará Pessoa
???metadata.dc.contributor.referee3???: Rigatto, Silvia Helena
Keywords: Avaliação
Educação - Estudo e ensino (pós-graduação)
Evaluation
Education - Study and teaching (graduate)
???metadata.dc.date.submitted???: 2-Mar-2016
Issue Date: 5-Apr-2016
Citation: VAZ, F. de P. Legitimidade do processo de avaliação da pós-graduação em administração: um estudo sob a ótica dos coordenadores de programa. 2016. 113 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Mestrado profissional em Administração Pública)–Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
???metadata.dc.description.resumo???: O sistema de avaliação da pós-graduação stricto sensu no Brasil foi implantado em 1976 com o objetivo de identificar os cursos que tinham qualidade acadêmica e científica, de forma a orientar o fomento e o financiamento aos cursos por intermédio de cotas de bolsas de estudos. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), fundação vinculada ao Ministério da Educação, é o órgão responsável por coordenar a avalição, a qual é realizada por pares. A experiência como gestor da CAPES entre os anos de 2008 a 2015 deu origem às seguintes questões de pesquisa: como é que o processo de avaliação é interpretado pelos coordenadores de Programa de Pós-Graduação da área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo? Estes atores interpretam a avaliação como um processo legítimo? Quais seriam os princípios e mecanismos que dão sustentação a esta pressuposta legitimidade? Assim, o referencial conceitual reuniu contribuições teóricas sobre Avaliação, Institucionalismo Organizacional e Legitimidade. Em face do exposto, por meio desta pesquisa investigou-se as tipologias de legitimidade propostas por Suchman (1995), em seu aspecto interno, mais evidenciadas na percepção dos coordenadores dos programas de Pós-Graduação da área. Adotou-se um estudo de caso explanatório, com abordagem qualitativa baseada em análise de conteúdo. A pesquisa foi dividida em duas fases operacionais, contendo respectivamente análise de relatórios oficiais, da literatura e da observação da avaliação da Pós-Graduação a fim de caracterizar o processo. Além disso, realizou-se entrevistas com os coordenadores da área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo, a fim de identificar as tipologias de legitimidade interna em suas percepções sobre o fenômeno da avalição, bem como compreender os mecanismos que sustentariam a legitimidade do sistema. Constatou-se a presença dos dois tipos de legitimidade interna propostas por Suchman (1995) no processo de avalição: a legitimidade pragmática e a legitimidade moral de resultados e de pessoas. A legitimidade pragmática e a legitimidade moral de resultados destacaram-se com o maior número de evidencias na pesquisa. Entretanto, a legitimidade moral processual ainda não está consolidada, pois o sistema de avaliação recebeu críticas por parte dos participantes da pesquisa. Destaca -se que todo processo avaliativo sofre críticas que podem servir de aprimoramento para a promoção de ajustes, a exemplo do que a CAPES tem feito ao longo da história da pós graduação brasileira. Contudo, a avaliação da Pós-Graduação Stricto Sensu foi percebida como um processo que tem legitimidade interna, sendo que a sua legitimidade processual se encontra em construção.
Abstract: The evaluation of graduate education in Brazil was established in 1976 with the aim of identifying which programs were productive and presented scientific quality, in order to orient funding for the programs and institutional fostering by scholarships. The Higher Education Personnel Improvement Coordination (CAPES) is responsible for coordinating this evaluation, which is performed by peer review. The experience as CAPES manager during the years from 2008 to2015 gave rise to the following questions: how the evaluation process is interpreted by the Graduate Program coordinators of the Management Area? Do these actors consider this evaluation a legitimate process? What are the principles and mechanisms that support this legitimacy? Thus, the conceptual framework gathered theoretical contributions on Assessment, Organizational Institutionalism and Legitimacy. The research investigated the legitimacy typologies proposed by Suchman (1995) in its internal aspect (internal legitimacy: pragmatic and moral), in the perception of the graduate program coordinators of the Management Area. We adopted an explanatory case study with qualitative approach based on content analysis. Methodologically, the research was divided into two operational phases, containing, respectively, the analysis of official reports in literature and observations of the evaluation process, in order to characterize the phenomenon; and interviews with the coordinators, in order to identify the internal legitimacy accordingly to the typologies of Suchman (1995), as well as their perceptions of the process. This allowed us to understand the mechanisms that sustain the legitimacy of evaluation system for the studied area. We noted the presence of two types of internal legitimacy in the evaluation process, pragmatic and moral legitimacy (results and people). Pragmatic and moral legitimacies stood out with the highest number of disclosure. We must emphazize that the entire evaluation process suffers from criticism that can serve as enhancement for promoting adjustments, similar to what CAPES has done throughout the history of Brazilian graduate evaluation. Therefore, we conclude that the evaluation process of graduate education was perceived as a process with internal legitimacy, and its procedure legitimacy is still in development.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11004
Publisher: Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.language???: por
Appears in Collections:DAE - Administração Pública - Mestrado Profissional (Dissertações/TCC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TCC_Legitimidade do processo de avaliação da pós-graduação em administração um estudo sob a ótica dos coordenadores de programa.pdf1.03 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback