Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11067

Título: Avanços no programa de melhoramento de batata da UFLA visando tolerância ao calor
Título Alternativo: Heat tolerance progress in the potato breeding program of the Federal University of Lavras
Autor(es): Patiño Torres, Albania José
Lattes: http://lattes.cnpq.br/3135445773945978
Orientador: Pinto, César Augusto Brasil Pereira
Membro da banca: Pádua, Joaquim Gonçalves de
Membro da banca: Souza, João Cândido de
Assunto: Plantas - Melhoramento genético
Estresse abiótico
Solanum tuberosum
Plant breeding
Abiotic stress
Batata
Potatoes
Data de Defesa: 7-Mar-2016
Data de publicação: 19-Abr-2016
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: PATIÑO TORRES, A. J. Avanços no programa de melhoramento de batata da UFLA visando tolerância ao calor. 2016. 70 p. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas)–Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: A batata (Solanum tuberosum L.) é uma das hortaliças mais importantes no mundo e é cultivada sob condições de clima temperado, subtropical e tropical. Quase a totalidade da área plantada no Brasil utiliza batata semente de cultivares desenvolvidas em países de clima temperado, acarretando desempenho produtivo inferior ao potencial devido à influência das condições ambientais, principalmente no referente à temperatura. Portanto, o melhoramento genético visando a obtenção de cultivares mais adaptadas ao calor é fundamental para esta cultura em regiões tropicais. Este trabalho visou avaliar os avanços alcançados para tolerância ao calor no programa de melhoramento genético de batata da Universidade Federal de Lavras (UFLA) no período 1996- 2016 e simultaneamente, procurou identificar clones com melhor desempenho que as cultivares comerciais nos diversos segmentos de mercado, tanto em condições de estresse de calor como sob temperaturas amenas. Para isso, se realizaram quatro experimentos em diferentes condições de temperatura, em que foram avaliados 57 clones da UFLA e cinco cultivares como testemunhas: Agata, Asterix, Atlantic, Cupido e Markies. Foram avaliados os seguintes caracteres: produtividade de tubérculos, produtividade de tubérculos graúdos, matéria seca, ciclo vegetativo, porcentagem de tubérculos embonecados e/ou rachados, período de enchimento dos tubérculos e componentes da aparência geral. A avaliação da estabilidade dos genótipos, assim como a discriminação entre ambientes foi realizada utilizando o método GGE -Biplot (Genotype and Genotype-Environment Interaction). Concluiu-se que o programa de melhoramento genético de batata da UFLA visando à tolerância ao calor tem gerado clones superiores às cultivares comerciais para os diversos segmentos de mercado, tanto em condições de estresse de calor como sob temperaturas amenas. Foram identificados vinte clones tolerantes e responsivos para produtividade de tubérculos, teor de matéria seca e aparência geral. Dos melhores vinte clones com tolerância ao calor dois são indicados para o mercado do tubérculo in natura (mesa), quatro para o processamento industrial na forma de palitos pré-fritos e sete para chips.
Abstract: The potato (Solanum tuberosum L.) is one of the most important vegetable in the world and is cultivated in temperate, subtropical and tropical climates. Practically all planted area in Brazil uses seed potato of cultivars from temperate countries, causing low performance particularly due to higher temperatures. Therefore, genetic improvement aimed at obtaining cultivars more adapted to heat stress is essential for this crop in tropical regions. The purpose of this study was to assess the heat tolerance progress in the potato breeding program of the Federal University of Lavras (UFLA) in the period 1996-2016 and to identify clones with better performance than the commercial cultivars for the diverse market segments, both under heat stress and under cool temperatures. Four experiments were planted under different temperature regimes, which assessed 57 clones from UFLAʼs potato breeding program to heat tolerance and five control cultivars: Agata, Asterix, Atlantic, Cupido and Markies. The following traits were evaluated: tuber yield, large tubers yield, tuber dry matter content, duration of the vegetative cycle, percentage of tubers with secondgrowth and/or cracks, tuber bulking period and general tuber appearance. The evaluation of genotypes stability as well as the discrimination between environments was performed using GGE-Biplot (Genotype and GenotypeEnvironment Interaction) method. In conclusion, the UFLAʼs potato breeding program aiming to heat tolerance has generated clones better than commercial cultivars for the different market segments, both under heat stress conditions and cool temperatures. Twenty clones showing heat tolerance and responsiveness to cool temperatures were identified for tuber yield, dry matter content and general tuber appearance; two for the table market, four for the frozen french-fries market and seven for potato chips.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11067
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTACAO_Avanços no programa de melhoramento de batata da UFLA visando tolerância ao calor.pdf803,98 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback