Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEN - Departamento de Entomologia >
DEN - Programa de Pós-graduação >
DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11081

Title: Interação intraguilda entre Chrysoperla externa (Hagen) e Hippodamia convergens (Guérin-Meneville) e suas implicações no controle de pulgões da roseira
???metadata.dc.creator???: Tamashiro, Luiza Akemi Gonçaves
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Souza, Brígida
???metadata.dc.contributor.advisor-co1???: Silva, Alessandra de Carvalho
???metadata.dc.contributor.referee1???: Carvalho, Fabiano Duarte
???metadata.dc.contributor.referee2???: Santa Cecília, Lenira Viana Costa
???metadata.dc.contributor.referee3???: Marucci, Rosângela Cristina
Keywords: Controle biológico
Crisopídeo
Coccinelídeo
Joaninha (Inseto)
Plantas ornamentais
Biological control
Chrysopidae
Ladybugs
Plants, Ornamental
???metadata.dc.date.submitted???: 25-Feb-2016
Issue Date: 26-Apr-2016
???metadata.dc.description.sponsorship???: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Citation: TAMASHIRO, L. A. G. Interação intraguilda entre Chrysoperla externa (Hagen) e Hippodamia convergens (Guérin-Meneville) e suas implicações no controle de pulgões da roseira. 2016. 79 p. Dissertação (Mestrado em Entomologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
???metadata.dc.description.resumo???: As roseiras têm detido o primeiro lugar como as plantas de corte mais cultivadas e consumidas no Brasil. Em relação ao manejo de pragas, o emprego de métodos de controle mais sustentáveis, como o biológico, tem sido uma alternativa eficaz em cultivos protegidos de diversas culturas e plantas ornamentais. As espécies Chrysoperla externa (Hagen, 1861) (Neuroptera: Chrysopidae) e Hippodamia convergens (Guerin-Meneville, 1842) (Coleoptera: Coccinellidae) são importantes agentes de controle devido a características como voracidade e alta capacidade de busca pela presa. Ambas podem ser usadas conjuntamente para o controle de uma determinada praga, haja vista o uso de mais de uma espécie de inimigo natural constituir-se em uma estratégia para otimizar a redução da população desses fitófagos. Por outro lado, o controle das populações de pragas pode ser comprometido devido a interações negativas, como a predação intraguilda. Diante disso, o trabalho objetivou avaliar o consumo de C. externa e H. convergens sobre Rhodobium porosum (Sanderson, 1901) e Macrosiphum rosae (Linnaeus, 1758) (Hemiptera: Aphididae) e a influência da interação intraguilda entre esses predadores no controle desses afídeos na cultura da roseira. Os folíolos foram infestados com ninfas de R. porosum e M. rosae com idade padronizada e, posteriormente, procedeu-se à liberação de uma larva de segundo instar de cada um dos predadores. Após 24 horas, as ninfas consumidas foram contabilizadas, bem como a mortalidade dos predadores quando liberados em conjunto. O comportamento dos predadores foi analisado durante uma hora, com o uso do software Ethlog 2.2. Foi verificado um maior consumo de ninfas de primeiro instar, seguido do segundo e terceiro instar, por larvas de C. externa e de H. convergens, para as duas espécies de pulgões. De acordo com o desenvolvimento dos predadores, houve um aumento no consumo das ninfas, alcançando o maior valor no último dia de avaliação. A predação intraguilda ocorreu apenas nos tratamentos onde não foram incluídas presas, resultando em uma mortalidade de 70% de H. convergens. Nos tratamentos com a presença da presa, os predadores interagiram de forma positiva, ocasionando um consumo maior quando em conjunto, em comparação ao consumo de cada um individualmente. Quanto ao comportamento, foi observado um maior tempo de predação, tanto para C. externa quanto para H. convergens, quando confinadas em conjunto. Na ausência de presas, verificou-se um maior tempo de busca para os predadores e maior tempo em que permaneceram parados. A alteração no comportamento foi relacionada à presença simultânea do outro predador.
Abstract: Roses are the most cultivated and consumed throughout Brazilian territory. In pest management, employment of sustainable control methods, as biological control, has become an efficient alternative method for various crops and ornamentals grown in greenhouses. The species Chrysoperla externa (Hagen, 1861) (Neuroptera: Chrysopidae) and Hippodamia convergens (GuerinMeneville, 1842) (Coleoptera: Coccinellidae) are important biological control agents as they exhibit desirable characteristics, such as voracity and high efficiency in prey searching. As a strategy to optimize pest population suppression, use of more than one natural enemy may be employed once they together can be more effective. On the other hand, the control of pest population can be compromised by negative interaction, such as intraguild predation. This study aimed to evaluate the predatory capacity of Rhodobium porosum (Sanderson, 1901) and Macrosiphum rosae (Linnaeus, 1758) (Hemiptera: Aphididae), as well as the influence of intraguild interaction of this predators in the control of these aphids on rose cultivation. Leaf blades werefirstly infested with standardized age of R. porosum and M. rosae, followed by the release of a single second-instar nymph of each species of predator. After 24 hours, number of consumed nymphs was estimated and as well as the mortality of predators when released together. The predatory behavior was analyzed for one hour using the software Etholog 2.2. The highest consumption by C. externa and H. convergens was observed for first-instar nymphs as preys, followed by secondand third-instar nymphs for the two aphid species. The older predators get, the more they consumed aphid nymphs, with the highest consumption rate on the last day of assessment. Intraguild predation just occurred in the treatments with no prey, resulting in a mortality of 70% of H. convergens. In the treatments where preys were present, predators interacted positively, promoting a higher consumption when they were together than when released individually. In regard to the behavior pattern, a longer time spent by C. externa and H. convergens preying was observed when they were together than individually. In the absence of prey, longer time spent in searching and standing still was verified for the predators, indicating change in the behavior because of the presence of the other predator species.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11081
Publisher: Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.language???: por
Appears in Collections:DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Interação intraguilda entre Chrysoperla externa (Hagen) e Hippodamia convergens (Guérin-Meneville) e suas implicações no controle de pulgões da roseira.pdf781.33 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback