Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1110

Title: Estudos dos propágulos do topsoil sobre corpos de bauxita no Planalto de Poços de Caldas, MG
???metadata.dc.creator???: Nascimento, Gleisson de Oliveira
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Pereira, José Aldo Alves
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Borges, Luís Antônio Coimbra
???metadata.dc.contributor.referee1???: Garcia, Paulo Oswaldo
José, Anderson Cleiton
???metadata.dc.description.concentration???: Engenharia Florestal
Keywords: Campo de altitude
Topsoil
Recuperação ambiental
Emergência
Espécie vegetal
Altitude fields
Environmental recovery
Emergence
Plant specie
???metadata.dc.date.submitted???: 20-Feb-2013
Issue Date: 2013
???metadata.dc.description.sponsorship???: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Citation: NASCIMENTO, G. de O. Estudos dos propágulos do topsoil sobre corpos de bauxita no Planalto de Poços de Caldas, MG. 2013. 103 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
???metadata.dc.description.resumo???: Este trabalho é formado por três capítulos nos quais abordam estudos sobre o conteúdo de propágulos existentes no topsoil em campos de altitude. No primeiro capítulo, realizou-se um referencial teórico abordando os aspectos gerais sobre a vegetação dos campos de altitude assim como temas correlacionados, tendo em vista a fragilidade desses ambientes e a ameaça diante de atividades antrópicas. No segundo capítulo foi realizado um estudo sobre a velocidade de emergência dos propágulos sobre corpos de bauxita. Para este capítulo foram realizadas amostragens dos cinco primeiros centímetros da camada superficial. As amostras foram acompanhadas em viveiro e realizou-se a contagem diária da emergência de plantas. Foi ajustado modelo para estimativa da velocidade e uniformidade da emergência de plantas para o ambiente de campos de altitude. Constatou-se que no período chuvoso há uma maior velocidade de emergência dos propágulos no ambiente estudado. Dessa forma, acredita-se que a operação de remoção do topsoil deve ser realizada no período seco, na tentativa de reduzir perdas de parte dos propágulos por emergência em um prazo mais curto. O objetivo no terceiro capítulo foi realizar um levantamento das principais espécies provenientes de propágulos presentes no topsoil sobre corpos de bauxita, em campos de altitude de Mata Atlântica, como forma de sugerir possíveis espécies potenciais para recuperação de áreas degradadas. Foram realizadas amostragens dos cinco primeiros centímetros de substratos contendo o material propagativo da área. As amostras foram acompanhadas em viveiro e realizou-se a contagem da emergência de plantas a cada 24 horas, sendo que no final os indivíduos foram identificados. Neste estudo três das espécies de maior ocorrência foram comuns nos dois períodos (seco e chuvoso) Ageratum fastigiatum (Gardner) R.M.King & H.Rob., Echinolaena inflexa (Poir.) Chase e Borreria latifolia (Aubl.) K.Schum., o que chama atenção para o potencial destas espécies em atividades de recuperação de áreas mineradas. O valor do Índice de Shannon (H’) encontrado para as espécies provenientes de propágulos no topsoil em vegetação de campos de altitude de Mata Atlântica no período seco correspondeu a 2,84 nats.ind-1 e 2,24 nats.ind-1 no período chuvoso. Já a equabilidade de Pielou observada para o período seco foi igual a 0,71 e 0,63 para o período chuvoso. A similaridade entre os dois períodos foi de 0,36. Comparando a variável resposta, número de indivíduos, entre os dois períodos, identificou-se diferença estatística com maior média de número de indivíduos para o período seco. De acordo com os resultados deste trabalho, é possível afirmar que existem espécies com potencial para recuperação de áreas mineradas em vegetação de Campos de Altitude.
This work is formed by three chapters in which the studies on the content of propagules existent on the topsoil in campos de altitude. On the first chapter, a theoretical reference was done addressing the general aspects of the vegetation on the altitude fields as well as correlated themes, considering the fragility of these environments and threat of human activities. On the second chapter we performed a study on the speed of propagule emergence over bauxite bodies. For this chapter we collected samples from the five first centimeters of the superficial layer. The samples were maintained in nursery and the daily count of the emerging plants was done. A model was adjusted to estimate the speed and uniformity of plant emergence to the environment of altitude fields. It was observed that, in the rainy period, there is a higher propagule emergence speed in the studied environment. Thus, it is believed that the removal of the topsoil must be done during the drought, attempting to reduce propagule loss because of their emergence in a shorter period. The objective of the third chapter was to perform a survey of main species derived from the propagules present in the topsoil over the bauxite bodies in altitude fields in Atlantic Forest, as a form of suggesting possible potential species for recovering degraded areas. Samples were taken of the first five centimeters of substrate containing the area’s propagative material. The samples were maintained in a nursery and we performed the counting of the emerging plants every 24 hours, identifying the individuals at the end. In this study, three species of larger occurrence, Ageratum fastigiatum (Gardner) R. M. King & H. Rob., Echinolaena inflexa (Poir.) Chase and Borreria latifolia (Aubl.) K. Schum., were common in both drought and rainy periods, which draws attention for the potential of these species in recovering mined areas. The value for the Shannon Index (H’) found for the species derived from the topsoil propagules in altitude fields in Atlantic Forest vegetation, corresponded to 2.84 nats.ind-1 in the drought and 2.24 nats.ind-1 in the rainy period. The Pielou equability observed for the drought period was of 0.71 and for the rainy period was of 0.63. The similarity between both periods was of 0.36. Comparing the response variable number of individuals between both periods, we identified the statistical difference with larger number of individuals mean for the drought period. According to this work’s results, it is possible to state that species with the potential to recover mined areas exist in the vegetation of altitude fields.
Description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal, área de concentração em Engenharia Florestal, para a obtenção do título de Mestre.ARTIGO 1: Estudo dos propágulos de topsoil sobre corpos de bauxita em Campo Altimontano, MG. ARTIGO 2: Espécies vegetais presentes no topsoil sobre corpos de bauxita em Campo de Altitude.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1110
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Estudos dos propágulos do topsoil sobre corpos de bauxita no Planalto de Poços de Caldas, MG.pdf559.96 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback