Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11117
Título: Estudos metanalíticos de indicadores produtivos em suinocultura
Título(s) alternativo(s): Metanalíticos of productive indicators in pig studies
Autor : Lanferdini, Eloiza
Lattes: http://lattes.cnpq.br/9145277942901954
Primeiro orientador: Abreu, Márvio Lobão Teixeira de
Primeiro membro da banca: Saraiva, Alysson
Segundo membro da banca: Faria, Peter Bitencourt
Terceiro membro da banca: Ferreira, Rony Antonio
Quarto membro da banca: Garbossa, Cesar Augusto Pospissil
Palavras-chave: Gestação
Nutrição
Peso ao nascer
Revisão sistemática
Suinocultura
Pregnancy
Nutrition
Birth weight
Systematic review
Swine production
Data da publicação: 3-Mai-2016
Referência: LANFERDINI, E. Estudos metanalíticos de indicadores produtivos em suinocultura. 2016. 93 p. Tese (Doutorado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: Os objetivos com este estudo foram (1) avaliar o efeito do peso ao nascer dos leitões sobre o desempenho e características de carcaça dos suínos e (2) avaliar o consumo de nutrientes em fêmeas suínas gestantes, através de um estudo metanalítico. Duas bases de dados foram realizadas com base em técnicas de revisão sistemática. A base de dados 1 foi composta de 28 artigos (publicados entre 2000 e 2014) e usada para avaliação do efeito do peso ao nascer. A base de dados 2 foi composta por 12 artigos com fêmeas suínas primíparas e 24 artigos com fêmeas suínas multíparas (publicados entre 2004 e 2014) para avaliação da nutrição da fêmea suína gestante. Leitões mais leves ao nascimento apresentaram (P<0,05) peso absoluto dos órgãos também mais leves. O peso ao nascimento dos leitões influenciou (P<0,05) o peso médio e ganho de peso em todas as fases de criação subsequentes, com leitões pesados ao nascimento apresentando peso 6,61 kg superior ao abate (150 dias de idade), em relação aos leitões que nasceram leves. A eficiência alimentar melhorou (P<0,05) em leitões mais pesados ao nascimento, na fase de crescimento e terminação. A idade ao abate para atingir 110 kg de peso diminuiu (P<0,05) em 12,1 dias em leitões que nasceram mais pesados em comparação com os animais nascidos leves. Leitões com diferentes pesos ao nascimento não diferiram (P>0,05) em relação às características de carcaça e qualidade de carne. Porém, leitões nascidos leves apresentaram superior peso relativo de barriga (0,5%; P<0,05), inferior peso do pernil (4,4%; P<0,05) e inferior peso do coração e fígado ao abate (6,8%; P<0,05) em comparação aos leitões com alto peso ao nascimento. Os estudos com fêmeas suínas (base de dados 2) avaliaram principalmente a nutrição no terço final de gestação, com predominância da mesma quantidade de ração fornecida durante todo o período gestacional. A maioria dos trabalhos avaliados apresentou consumo de nutrientes superiores ao preconizado pelas últimas versões do National Research Council - NRC (2012) e das Tabelas Brasileiras (2011). O peso ao nascimento dos leitões interfere no peso dos órgãos ao nascimento e no desempenho nas fases subsequentes. Os estudos publicados nos últimos 14 anos usam níveis nutricionais mais elevados que as recomendações de exigências nutricionais para fêmeas suínas gestantes e com fornecimento da mesma quantidade de ração.
Abstract: The objective in this study was (1) to evaluate the effect of piglets‟ birth weight on performance and carcass characteristics and (2) to evaluate the nutrient intake in pregnant sows, by means a meta-analytic study. Two databases were built based on systematic review techniques. The database 1 was composed of 28 articles (published from 2000 to 2014) and used to evaluate the birth weight effect. The database 2 was composed for 12 articles having primiparous sows and 24 articles with multiparous sows (published from 2004 to 2014) to assess the nutrition of pregnant sows. Lighter piglets at birth showed (P<0.05) lower organs weights. The piglet birth weight influenced (P<0.05) average weight and weight gain in all subsequent growth phases, with heaviest piglets at birth showing weight 6.61 kg higher at slaughter (150 days of age) in relation to lightest piglets at birth. The feed efficiency in growing-finishing phase improved (P<0.05) in heaviest piglets at birth. The age at slaughter to achieve 110 kg of body weight decreased (P<0.05) in 12.1 days in piglets born heavier compared with animals born lighter. Piglets with different birth weights did not differ (P>0.05) in relation to the carcass characteristics and meat quality. However, lightest piglets at birth showed higher relative belly weight (0.5%; P<0.05), lower weight ham (4.4%; P<0.05) and lower weight of the heart and liver at slaughter (6.8%; P<0.05) compared to piglets with highest birth weight. The studies with sows (database 2) mainly evaluated the nutrition in late pregnancy, using predominantly the same amount of feed provided during the pregnancy. Most of the studies showed nutrient intake higher than the recommended by the latest versions of the National Research Council - NRC (2012) and the Brazilian Tables (2011). The piglets‟ birth weight interferes in organ weights at birth and performance in later growth stages. Studies published in the last 14 years using higher nutrient levels that the recommendations of nutritional requirements for pregnant sows and providing the same amount of feed.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11117
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_Estudos metanalíticos de indicadores produtivos em suinocultura.pdf873,51 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.