Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11120

Título: Microminerais biocomplexados em dietas para gatos em crescimento
Título Alternativo: Trace minerals-biocomplex in growth cats diets
Autor(es): Reis, Jéssica Santana dos
Lattes: http://lattes.cnpq.br/3067404696824807
Orientador: Saad, Flávia Maria de Oliveira Borges
Coorientador: Zangerônimo, Márcio Gilberto
Coorientador: Rosa, Priscila Vieira e
Membro da banca: Felix, Ananda Portella
Membro da banca: Lacreta Junior, Antonio Carlos C.
Membro da banca: Rosa, Priscila Vieira e
Membro da banca: Sousa, Raimundo Vicente de
Membro da banca: Alvarenga, Renata Ribeiro
Assunto: Desempenho
Felinos
Oligoelementos
Proteinatos
Performance
Felines
Oligo-elements
Proteinates
Data de Defesa: 25-Fev-2016
Data de publicação: 3-Mai-2016
Agência de Fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: REIS, J. S. dos. Microminerais biocomplexados em dietas para gatos em crescimento. 2016. 146 p. Tese (Doutorado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: Estudos em outras espécies sugerem que microminerais proteinatos podem substituir, em menor quantidade, os suplementos inorgânicos em dietas de gatos em crescimento. Desse modo, para a realização do presente estudo, trinta gatos filhotes, aos 80 dias de idade, foram usados com o objetivo de determinar os efeitos de fontes inorgânicas vs. biocomplexadas e diminuição suplementar de cobre (Cu), ferro (Fe), manganês (Mn), selênio (Se) e zinco (Zn) biocomplexado no desempenho, parâmetros hematológicos e metabólicos e status mineral por um período de 140 dias. Microminerais inorgânicos (ING) foram comparados a quatro níveis de microminerais biocomplexados (BIO) sob a forma de proteinatos (Bioplex ® TR Se). A dieta 100%ING foi suplementada com 8,4mgCu/kg (sulfato), 80 mg de Fe/kg (sulfato), 4,80mg de Mn/kg (sulfato), 0,30mg de Se/kg (selenito) e 75mg de Zn/kg, com base nas recomendações do National Research Council (NRC). O Bioplex ® TR Se foi usado como substituto na mesma concentração mineral (100%BIO) ou em menores quantidades (80%BIO, 60%BIO e 40%BIO) nas demais dietas, , totalizando cinco tratamentos. Os gatos foram alimentados, durante 140 dias, com as dietas em delineamento inteiramente ao acaso, totalizando 6 repetições por tratamento. Nenhuma diferença (p>0,05) foi encontrada entre as fontes ING e BIO, nos seus diferentes níveis, para peso corporal; consumo alimentar diário; altura de cernelha; comprimento corporal; crescimento do pelo; densidade mineral óssea; excreção fecal de Fe e Se; absorção, excreção urinária, retenção e concentração de Cu, Fe e Zn na pele; concentração de Cu, Fe, Se e Zn em gônda; Fe e Zn em pelo; Cu, Fe, Se e Zn em plasma; atividade das enzimas SOD, GPx e fosfatase alcalina; níveis plasmáticos de malondialdeído (MDA); Fe sérico; concentração de transferrina; capacidade latente e total de ligação do Fe; índice de saturação da transferrina; hemograma (exceto hemoglobina corpuscular médiaHCM),leucócitos e linfócitos totais. Foi observada diferença entre as fontes (p<0,05) para a concentração de Cu e Zn em fezes; Se absorvido, na urina e pele; concentração de Mn em gônada; Cu, Mn e Se em pelo e atividade da ceruloplasmina. Conclui-se que a suplementação de até 40% da recomenda ção do NRC (2006) de Cu, Fe, Mn, Se e Zn, sob a forma de proteinato (Bioplex ® TR Se), durante a fase de crescimento de gatos, não afeta, negativamente, o desempenho, parâmetros metabólicos e status mineral dos mesmos.
Abstract: Studies with other species suggest that proteinate trace elements can substitute, in small amounts, inorganic supplements in growing cat diets. Thus, for conducting the present study, 30 kittens with 80 days of age were used in order to determine the effects of inorganic vs. bio-complexed sources and the supplement decrease of bio-complexed copper (Cu), iron (Fe), manganese (Mn), selenium (Se) and zinc (Zn) over performance, hematological and metabolism parameters and mineral status, for a period of 140 days. Inorganic trace elements (ING) were compared to four levels of bio-complexed minerals (BIO) under the form of proteinates (Bioplex ® TR Se). The diet 100%ING was supplemented with 8.4 mg Cu/kg (sulfate), 80 mg of Fe/kg (sulfate), 4.8 mg of Mn/kg (sulfate), 0.30 mg Se/kg (selenite) and 75 mg of Zn/kg, based on recommendations of the National Research Council (NRC). The Bioplex ® TR Se was used as substitute in the same mineral concentrations (100%BIO) or in smaller amounts (80%BIO, 60%BIO and 40%BIO) in the remaining diets, totalizing five treatments. The kittens were fed the diets during 140 days in a completely randomized design, totalizing six replicates per treatment. No difference (p>0.05) was observed between the ING and BIO sources for body weight, regarding the different levels; daily food intake; withers height; body length; fur growth; mineral bone density; fecal excretion of Fe and Se; absorption, urinary excretion, retention and skin concentration of Cu, Fe and Zn; concentration of Cu, Fe, Se and Zn in the gonad; Fe and Zn in the fur; Cu, Fe, Se and Zn in the plasma; activity of the enzymes SOD, GPx and alkaline phosphatase; plasma levels of malondialdehyde (MDA); serum Fe; concentration of transferrin; latent capacity and total Fe linkage; transferrin saturation index; blood count (except for mean corpuscular hemoglobin – MCH), leucocytes and total lymphocytes. We verified difference between the sources (p<0.05) for the concentration of Cu and Zn in feces; absorbed Se, on urine and skin; concentration of Mn in the gonad; Cu, Mn and Se in the fur; and ceruloplasmin activity. In conclusion, supplementation of up to 40% of the levels of Cu, Fe, Mn, Se and Zn recommended by the NRC (2006), in the form of proteinate (Bioplex ® TR Se), during the growth phase of cats, does not negatively affect their performance, metabolic parameters and mineral status.
Informações adicionais: Arquivo retido a pedido do(a) autor(a) até abril de 2017.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11120
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback