Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DQI - Departamento de Química >
DQI - Programa de Pós-graduação >
DQI - Agroquímica - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11139

Título: Estudo etnobotânico de plantas medicinais de Lavras e região: caracterização química e potencialidades biológicas dos óleos essenciais
Título Alternativo: Ethnobotanical study of medicinal plants of Lavras and region: chemical and biological potentials of essential oils
Autor(es): Rezende, Danúbia Aparecida de Carvalho Selvati
Lattes: http://lattes.cnpq.br/3063431173158050
Orientador: Cardoso, Maria das Graças
Membro da banca: Cardoso, Maria das Graças
Membro da banca: Marcussi, Silvana
Membro da banca: Batista, Luís Roberto
Membro da banca: Guimarães, Luiz Gustavo de Lima
Assunto: Plantas medicinais
Óleo essencial
Antioxidantes
Agentes antibacterianos
Etnobotânica
Medicinal plants
Essential oil
Antioxidants
Antibacterial agents
Ethnobotany
Data de Defesa: 29-Fev-2016
Data de publicação: 4-Mai-2016
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: REZENDE, D. A. de C. S. Estudo etnobotânico de plantas medicinais de Lavras e região: caracterização química e potencialidades biológicas dos óleos essenciais. 2016. 117 p. Dissertação (Mestrado em Agroquímica)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: A utilização das plantas como medicamento é comum nas comunidades e vem ganhando espaço nos dias atuais. Estudos etnobotânicos são promissores, pois apresentam informações valiosas a respeito de plantas medicinais; são conhecimentos transmitidos por sucessivas gerações. Os objetivos deste trabalho foram fazer um levantamento, por meio de um questionário das cinco plantas mais utilizadas pelos moradores de Lavras e região, extrair e caracterizar quimicamente os óleos essenciais dessas plantas, além de determinar as atividades antioxidante, antibacteriana, bem como sua ação indutora e/ou inibidora sobre as atividades hemolítica e fosfolipásica. Os óleos essenciais foram extraídos pela técnica de hidrodestilação, utilizando um aparelho de Clevenger modificado, durante 2 horas. Posteriormente, os óleos obtidos foram caracterizados e quantificados quimicamente por CG/EM e CG-DIC. A atividade antioxidante foi determinada empregando-se o método de sequestro de radicais DPPH (2,2-difenil-1-picril-hidrazila), o ensaio de oxidação do sistema -caroteno/ácido linoleico, o método de captura do radical ABTS, hidroxil, poder redutor e a redução do molibdênio. A avaliação da atividade antibacteriana foi realizada por meio da técnica de difusão cavidade em ágar, sobre os micro-organismos Staphylococcus aureus, Listeria monocytogenes, Escherichia coli, Salmonella Choleraesuis e Pseudomonas aeruginosa. As atividades hemolítica e fosfolipásica foram realizadas utilizando placas de Petri contendo um gel elaborado com Agar e eritrócitos sanguíneos humanos; para atividade fosfolipásica, substituíram-se os eritrócitos por gema de ovo. A análise cromatográfica permitiu identificar como compostos majoritários do óleo essencial de Mentha piperita a carvona (84,3%) e o limoneno (10,9%); de Cymbopogon citratus, o geranial (47,7%), o neral (35,4%) e o mirceno (8,5%); de Rosmarinus officinalis, o 1,8-cineol (62,3%), a cânfora (17,3%) e o α-pineno (9,1%); de Peumus boldus, o formato de α-terpinila (61,99%), o p-cimeno (15,5%), o 1,8-cineol (10,6%), o ascaridol (2,7%) e o terpinen-4-ol (2,03%); de Foeniculum vulgare o metil chavicol (89,5%), o limoneno (6,15%) e a fenchona (3,80%). Foi observada maior atividade antioxidante quando avaliada pelo teste hidroxil para todos os óleos essenciais. Apenas os óleos essenciais de C. citratus e P. boldus apresentaram atividade considerável frente ao método da redução do molibdênio. Nos demais métodos, nenhum óleo essencial apresentou atividade antioxidante significativa. O óleo essencial de C. citratus foi o que apresentou menor concentração mínima inibitória (CMI) contra bactérias Gram-negativas e Gram-positivas. O óleo essencial de R. oficinalis atuou inibindo proteases e parcialmente fosfolipases A2; os óleos de M. piperita e F. vulgare inibiram apenas as proteases na atividade hemolítica; já o óleo de C.citratus induziu hemólise, sendo o óleo essencial de P. boldus indutor de hemólise e potencializador de proteases.
Abstract: The use of plants for medicine is common in Brazilian communities and has currently been gaining ground. Ethnobotanical studies show promise because they furnish valuable information about medicinal plants. Knowledge is transmitted by successive generations. The objectives of this study were to survey five plants most used by residents of Lavras and the region using a questionnaire, to extract and chemically characterize the essential oils of these plants and to determine the antioxidant and antibacterial activities, as well as their catalytic action, inhibitory activity against phospholipase and hemolytic activities. Essential oils were extracted by hydrodistillation using a modified Clevenger apparatus over a two-hour period. The oils were characterized chemically and quantified by GC-MS and GC-FID. The antioxidant activity was determined using the method of capture of the DPPH (2,2-diphenyl-1-picryl-hidrazila) radical, the oxidation of the β-carotene/linoleic acid system, the capture of the ABTS radical, the hydroxyl method, determination of reducing power and by reduction of molybdenum. Evaluation of antibacterial activity was performed by well diffusion in agar using Staphylococcus aureus, Listeria monocytogenes, Escherichia coli, Salmonella Choleraesuis and Pseudomonas aeruginosa. The hemolytic phospholipase activities and were performed using Petri dishes containing agar gel and prepared human blood erythrocytes. To determine the phospholipase activity, the erythrocytes were replaced by egg yolk. The principal compounds in the essential oil from Mentha piperita were determined by gas chromatography to be carvone (84.3%) and limonene (10.9%); from Cymbopogon citratus, geranial (47.7%), neral (35.4%) and myrcene (8.5%); from Rosmarinus officinalis, 1,8-cineole (62.3%), camphor (17.3%) and α-pinene (9.1%); from Peumus boldus, α-terpinila (61.99%), p-cymene (15.5%), 1,8-cineole (10.6%), ascaridol (2.7%) and terpinen-4-ol (2.03%); from Foeniculum vulgare, methyl chavicol (89.5%), limonene (6.15%) and fenchone (3.80%). The highest antioxidant activity when evaluated by the hydroxyl test for all the essential oils. Only the essential oils from C. citratus and P. boldus presented significant activity in the molybdenum reduction method. In other methods, no significant antioxidant activity was observed for any of the essential oils. The lowest minimum inhibitory concentration (MIC) against Gram-negative and Gram-positive bacteria was observed for the essential oil from C. citratus. Inhibition of protease activity and partial inhibition of phospholipase A2 were observed for the essential oil from R. oficinalis. The oils from M. piperita and F. vulgare only inhibited proteases in the hemolytic activity test. C. citratus oil induced hemolysis, and the essential oil from P. boldus induced hemolysis and potentiated proteases.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11139
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DQI - Agroquímica - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Estudo etnobotânico de plantas medicinais de Lavras e região: caracterização química e potencialidades biológicas dos óleos essenciais.pdf3,54 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback