Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DMV - Departamento de Medicina Veterinária >
DMV - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11281

Título: Mannheimiose pulmonar experimental em bezerros: swab nasal e nasofaringeano como auxilio diagnostico
Autor(es): Coutinho, Adriana de Souza
Oliveira Filho, José Paes de
Silva, Daniel Pessoa Gomes da
Oliveira, Andreza Pimenta de
Marcondes, Júlio Simões
Chiacchio, Simone Biagio
Paes, Antônio Carlos
Siqueira, Amanda Keller
Amorim, Rogério Martins
Gonçalves, Roberto Calderon
Assunto: Bacterial flora
Upper airway
Respiratory diseases
Bovine
Mannheimia haemolytica
Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Data de publicação: 20-Jun-2016
Referência: COUTINHO, A. de S. et al. Mannheimiose pulmonar experimental em bezerros: swab nasal e nasofaringeano como auxilio diagnostico. Pesquisa Veterinária Brasileira, Rio de Janeiro, v. 29, n. 1, p. 83-88, jan. 2009.
Resumo: Um modelo experimental de mannheimiosepneumônica bovina (MPB) foi utilizado com o objetivo de avaliar as espécies bacterianas das cavidades nasais e nasofaringeanas em diferentes momentos do curso da doença, bem como verificar a eficiência diagnóstica do exame microbiológico dos swabs nasais (SN) e nasofaringeanos (SNF). Um total de 28 bezerros foi distribuído aleatoriamente em quatro grupos experimentais (G1 a G4). SN e SNF foram colhidos sete dias antes e 12 (G1), 24 (G2), 48 (G3) e 72 (G4) horas após a inoculação intrabronquial de Mannheimia haemolytica. Após a indução da MPB, a bactéria M. haemolytica biotipo A foi predominante nos SN e SNF, sendo isolada em todos os momentos avaliados, com exceção de um SN colhido 24 horas após a indução da infecção. Não houve diferença significativa nas taxas de isolamento de Pasteurella multocida nos SN ou SNF, colhidos antes e após a indução da MPB. Contudo, esta bactéria passou a ser isolada mais freqüentemente após a indução da MPB, principalmente no SNF. Portanto, pode-se concluir que o exame microbiológico de SN e SNF é um teste auxiliar no diagnóstico da MPB.
Abstract: An experimental model of bovine pneumonic mannheimiosis (BPM) was used to evaluate the nasal and nasopharynx bacterial species of calves during the course of the disease and for checking the diagnostic efficiency of nasal swab (NS) and nasopharingeal swab (NPS) microbiological exams. A total of 28 calves were randomized into four experimental groups (G1-G4). NS and NPS were obtained 7 days before and 12 (G1), 24 (G2), 48 (G3) e 72 (G4) hours after intrabronchial inoculation of Mannheimia haemolytica. After the induction of BPM, M. haemolytica biotype A was the predominant isolated bacterium in NS and NPS in all evaluated sampling times, except for one NS (harvested 24 hours). There were no significant statistical differences for the rates of Pasteurella multocida isolation in NS and NPS, harvested before and after the induction of BPM. However, this bacterium was isolated more frequently after the induction of BPM, mainly in NPS. Therefore, the microbiological NS and NPS exams were important auxiliary tests for diagnosing BPM.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11281
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DMV - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
ARTIGO_Mannheimiose pulmonar experimental em bezerros swab nasal e nasofaringeano como auxílio diagnóstico.pdf103,53 kBAdobe PDFVer/abrir

Este item está licenciado com Licença Creative Commons
Creative Commons

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback