Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEN - Departamento de Entomologia >
DEN - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11376

Título: Ichneumonidae (Insecta: Hymenoptera) da Reserva do Boqueirão, Ingaí – MG
Título Alternativo: Ichneumonidae (Insecta: Hymenoptera) in the Reserva Boqueirão, Ingaí – MG
Autor(es): Tanque, Ricardo Lima
Kumagai, Alice Fumi
Frieiro-Costa, Fernando Antônio
Souza, Brígida
Assunto: Cerrado
Mata ciliar
Armadilha de Malaise
Inseto - Populações
Brazilian savanna
Riparian forest
Malaise trap
Insect populations
Publicador: Universidade Federal de Juiz de Fora
Data de publicação: 2010
Referência: TANQUE, R. L. et al. Ichneumonidae (Insecta: Hymenoptera) da Reserva do Boqueirão, Ingaí – MG. Revista Brasileira de Zoociências, Juiz de Fora, v. 12, n. 3, p. 241-247, 2010.
Resumo: A riqueza e a sazonalidade das subfamílias de Ichneumonidae são estudadas nas fisionomias vegetacionais de mata ciliar e de cerrado sensu stricto da Reserva do Boqueirão, Ingaí - MG. As coletas foram realizadas utilizando-se duas armadilhas do tipo Malaise modelo Townes, instaladas em cada fisionomia, entre os meses de abril de 2005 a fevereiro de 2006. As coletas foram realizadas semanalmente no período de um mês na metade das quatro estações do ano amostradas. Foram coletados 1116 exemplares de icneumonídeos, sendo 65,0% (n = 729) na fisionomia de mata ciliar e 35,0% (n = 387) na de cerrado. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância e constatou-se que existe diferença entre as duas fisionomias quanto à abundância de icneumonídeos. A estação da primavera foi a que apresentou maior captura, com 48,0% do total de icneumonídeos coletados (n = 533), sendo que 342 exemplares foram capturados na mata ciliar e 191 no cerrado. O verão foi a segunda estação com maior abundância, com 270 indivíduos coletados (24% do total). As subfamílias mais abundantes foram: Cryptinae, com 31,0% dos indivíduos coletados (n = 343) e Campopleginae com 23,0% (n = 259). Representantes de 20 subfamílias foram capturados no cerrado, enquanto na mata ciliar 18 subfamílias foram observadas.
Abstract: The richness and seasonality of the subfamilies of the Ichneumonidae are studied in phytophysiognomies of gallery forest and “cerrado” sensu stricto of Reserva Boqueirão, Ingaí – MG. Samples were collected using two Malaise traps Townes model, installed in each physiognomy, between April 2005 and February 2006. Samples were collected weekly during a month in half of the four stations sampled. A total of 1116 ichneumonids were collected, 65.0% (n = 729) from the gallery forest and 35.0% (n = 387) from cerrado. An analysis of variance confirmed a difference in abundance between both physiognomies. Most individuals were captured in the Spring (48.0%, n = 533), 342 in gallery forest and 191 in cerrado. The second highest abundance corresponded to Summer, with 270 individuals (24% of the total). The most abundant subfamilies were: Cryptinae, with 343 individuals (31.0%) and Campopleginae with 259 individuals (23.0%). Representatives of 20 subfamilies were captured in the cerrado, while in the gallery forest 18 subfamilies were observed.
URI: file://tecnicos/new_home/fernanda/Desktop/1634-5012-1-PB.pdf
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11376
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback