Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEN - Departamento de Entomologia >
DEN - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11382

Título: Can larval lacewings Chrysoperla externa (Hagen) (Neuroptera, Chrysopidae) be reared on pollen?
Título Alternativo: Larvas de Chrysoperla externa (Hagen) (Neuroptera, Chrysopidae) podem ser criadas com pólen?
Autor(es): Oliveira, Simone Alves de
Souza, Brígida
Auad, Alexander Machado
Carvalho, Caio Antunes
Assunto: Green lacewing - Diet
Green lacewing - Mass rearing
Crisopídeo - Dieta
Crisopídeo - Criação massal
Publicador: Sociedade Brasileira de Entomologia
Data de publicação: 2010
Referência: OLIVEIRA, S. A. de et al. Can larval lacewings Chrysoperla externa (Hagen): (Neuroptera, Chrysopidae) be reared on pollen? Revista Brasileira de Entomologia, São Paulo, v. 54, n. 4, p. 697-700, 2010.
Resumo: O objetivo do presente estudo foi verificar a viabilidade do uso exclusivo de pólen de capim-elefante Pennisetum purpureum (Schum) como dieta para larvas de Chrysoperla externa (Hagen, 1861). Os insetos foram mantidos a 24ºC, avaliando-se a duração e a sobrevivência em cada instar e em todo o estágio larval e pupal. Verificou-se que a dieta proporcionou o desenvolvimento completo das larvas do crisopídeo, que apresentaram a mesma duração média para o primeiro e segundo ínstares (6,9 dias) e permaneceram 10,0 e 13,2 dias no terceiro instar e no estágio pupal, respectivamente. A sobrevivência média das larvas de C. externa foi superior a 80% para o primeiro, segundo e terceiro ínstares, e de 70,0% e 33,3% para o estágio larval e pupal, respectivamente. Verificou-se que o uso exclusivo de pólen de capim-elefante como alimento para larvas de C. externa proporcionou o completo desenvolvimento dos estágios imaturos do predador.
Abstract: The aim of this study was to verify the viability of exclusive use of elephant grass pollen, Pennisetum purpureum (Schum), to feed larvae of the lacewing Chrysoperla externa (Hagen, 1861). The insects were kept at 24ºC and the duration and survival rate of each instar and the larval and pupal phases were recorded. The diet provided complete development of the larvae. The average duration of the first and second instars was the same (6.9 days), while the third instar lasted an average of 10.0 days and the pupal phase 13.2 days. The average survival of the larvae was above 80% for the first, second and third instars, and 70.0% and 33.3% for the larval and pupal phase, respectively. These results indicate that the exclusive use of elephant grass pollen can provide complete development of the immature stages of this predator.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11382
Idioma: en
Aparece nas coleções: DEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
ARTIGO_Can larval lacewings Chrysoperla externa (Hagen).pdf688,76 kBAdobe PDFVer/abrir

Este item está licenciado com Licença Creative Commons
Creative Commons

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback