Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11396

Título: Aspectos fisiológicos, celulares e moleculares da dessecação e armazenamento de sementes de Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze
Título Alternativo: Physiological, cellular and molecular aspects of desiccation and storage of Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze seeds
Autor(es): Gasparin, Ezequiel
Lattes: http://lattes.cnpq.br/5767653138092831
Orientador: Faria, José Marcio Rocha
Coorientador: José, Anderson Cleiton
Coorientador: Hilhorst, Henk W. M.
Membro da banca: Barbedo, Cláudio José
Membro da banca: Oliveira, João Almir de
Membro da banca: Fonte, Marco Aurélio Leite
Membro da banca: Tonetti, Olívia Alvina Oliveira
Assunto: Araucaria angustifólia
Pinheiro-do-paraná
Sementes – Armazenamento
Sementes – Viabilidade
Expressão gênica
Brazilian pine
Seeds – Storage
Seeds – Viability
Gene expression
Data de Defesa: 20-Abr-2016
Data de publicação: 1-Jul-2016
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: GASPARIN, E. Aspectos fisiológicos, celulares e moleculares da dessecação e armazenamento de sementes de Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze. 2016. 145 p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: Sementes de Araucaria angustifolia são classificadas como recalcitrantes, logo, apresentam longevidade limitada, o que dificulta o armazenamento e, consequentemente, a disponibilidade de sementes viáveis a longo prazo. A espécie encontra-se ameaçada de extinção e, devido a sua importância econômica, tanto pela madeira como pela comercialização das sementes (pinhão) para alimentação, são necessários estudos para a conservação ex situ dessa espécie. Assim, nesta pesquisa objetivou-se: a) avaliar o efeito de diferentes velocidades de secagem na viabilidade das sementes provenientes de dois locais (Minas Gerais e Rio Grande do Sul); b) selecionar genes de referência para normalização de dados de RT-qPCR e analisar a expressão de genes ligados a tolerância à dessecação, em sementes submetidas à desitratação; c) avaliar o potencial de armazenamento em condição de refrigeração e; d) avaliar o comportamento de banco de sementes do solo induzido em diferentes ambientes da floresta. De acordo com os resultados obtidos, observou-se que as sementes toleram uma leve secagem (próximo de 34% de grau de umidade), mantendo a viabilidade elevada (85% de germinação), sendo que não houve diferença significativa entre os efeitos da secagem rápida e lenta para os dois lotes avaliados. A perda da viabilidade em baixo conteúdo de água esteve associada a um aspecto anormal da parede celular, deformação de organelas e deterioração subcelular. A análise de expressão gênica, por meio de RT-qPCR, indicou que os genes de referência mais estáveis para amostras heterogêneas (diferentes tecidos) foram ACT, GAPDH e SAR1. Para a maioria dos genes analisados, houve um decréscimo nos níveis de expressão após a desidratação para os genes ABI3, LEC1, SMP, APX, MIPS e XERO1. Por fim, verificou-se que ambos os lotes avaliados apresentaram potencial de armazenamento de aproximadamente 12 meses, sob condição de refrigeração. Além disso, sementes de A. angustifolia podem estabelecer um banco de sementes transitório, o qual esteve associado ao estado de conservação da floresta. Desta forma, pode-se concluir que sementes de A. angustifolia toleram uma leve secagem, a qual pode contribuir para uma maior armazenabilidade das sementes. Durante a desidratação, a perda da viabilidade das sementes com baixo conteúdo de água esteve associada a danos celulares irreversíveis e decréscimo nos níveis de transcritos de genes relacionados a tolerância à dessecação. Por fim, verifica-se que é possível realizar um estoque de sementes a curto prazo, visando a produção de mudas, e a conservação da cobertura florestal é primordial para a regeneração da espécie a partir de um banco de sementes do solo.
Abstract: Seeds of Araucaria angustifolia are classified as recalcitrant, so they have limited longevity, making difficult the storage and, consequently, available viable seeds for long time. The species is critically endangered and due the economic importance of the timber and the seeds (pinhão) for food, are necessary studies for ex situ conservation of this species. Therefore, this search had the followed aims: a) evaluated the effect of drying rates on the viability of seeds from two provenances (Minas Gerais e Rio Grande do Sul); b) selecteded reference genes for normalization RT-qPCR data and analyzed the expression levels of genes related to desiccation tolerance of seeds subjected to dehydration; c) evaluated the storability of the seeds from two provenances under refrigeration condition and, d) evaluated the behavior of induced soil seed bank in different forest environments. According to the result, seeds tolerate a slight drying (near 34% water content), maintaining high viability (85% germination), and there was no significant differences between effects of fast and slow drying for both seed provenances. The loss of viability to low water content was associated with abnormal aspect of cell wall, deformation of organelles and subcellular deformation. The gene expression by RT-qPCR showed that the most stable reference genes for heterogeneous samples (intertissues) were ACT, GAPDH and SAR1. For the most genes analysed, there was a decreasing of expression levels of the genes after dehydration, such as ABI3, LEC1, SMP, APX, MIPS e XERO1. Finally, both seed provenances showed storage potential for approximately 12 months, under refrigeration condition. However, A. angustifolia seeds are able to establish transient soil seed bank, which was associated with forest conservation status. Thus, it is possible conclude that A. angustifolia seeds tolerate a slight drying, which may help increase the seeds storability. During the dehydration, the loss of seeds viability to lower water content was associated to cellular damages and decreasing of transcripts levels of genes related to desiccation tolerance. Finally, it is possible storage the seeds during short time for seedling production, and the conservation of forest cover is primordial for species regeneration by soil seed bank.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11396
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Aspectos fisiológicos, celulares e moleculares da dessecação e armazenamento de sementes de Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze.pdf2,56 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback