Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DED - Departamento de Educação >
DED - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11421

Título: “Hard Candy” ou Menina Má? Por entre discursos, representações e violências sexuais
Autor(es): Ribeiro, Cláudia Maria
Souza, Ila Maria Silva de
Assunto: Pedofilia
Violências sexuais
Representação cultural
Pedophilia
Sexual violence
Cultural representation
Publicador: Universidade Federal de Juiz de Fora
Data de publicação: Mar-2009
Referência: RIBEIRO, C. M.; SOUZA, I. M. S. de. “Hard Candy” ou Menina Má? Por entre discursos, representações e violências sexuais. Educação em Foco, Juiz de Fora, v. 14, n. 1, p. 73-89, mar./ago. 2009.
Resumo: O texto problematiza o filme “Hard Candy”, cujo tíyulo é uma expressão americana que diz sobre a violência sexual contra meninas, ou seja, quando se seduz uma criança, torna-se fácil com doce, com bala. Aqui a sedução é para violência, então é duro, é “hard”. “Hard Candy” virou “Menina Má” no Brasil. Perguntamos: quais os discursos do entorno do fi lme? Quais as representações possíveis? No processo de construção das signifi cações, que tensões emergem de crítica, de público, de autor? Na construção da narrativa do fi lme, quais as escolhas de fotografi a, discursos, cenários, iluminação que produzem sentidos? Por que a ilustração do fi lme remete à simbologia da “Chapeuzinho Vermelho”? O convite, portanto, é para pensar! Entrelaçar a temática da pedofi lia ao referencial teórico pós-estruturalista e as políticas públicas no enfrentamento às violências sexuais.
Abstract: Th e text questions the film “Hard Candy”, which is an American expression that tells about sexual violence against girls, that is, when a child is seduced, it turns out to be easy as candy. Here, the seduction is to violence, so it is hard. Hard Candy turned to be Bad Girl in Brazil. We ask: what are the discourses from the fi lm? What are the possible representations? In the process of the meaning construction, what tensions emerge from the critics, from the public, from the author? In the narrative construction of the fi lm, which are the choices for photography, discourses, scenarios, illumination that produce senses? Why does the illustration of the fi lm refer to the symbology of the “Little Red Riding Hood”? So, the invitation is to think! Interlacing the theme of pedophilia to the theoretical post-struturalist referencial and to the public policies in the confrontation to sexual violences.
URI: http://www.ufjf.br/revistaedufoco/files/2010/09/Artigo-04-14.1.pdf
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11421
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DED - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback