Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DED - Departamento de Educação >
DED - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11460

Título: A emergência da lateral pós-vocálica em inglês-L2 de falantes do português brasileiro
Título Alternativo: The emergence of post-vocalic laterals in Brazilian speakers of L2-English
Autor(es): Silva, Thais Cristófaro
Rodrigues, Jamila Viegas
Assunto: Língua inglesa - Fonologia
Segunda linguagem
Lateral pós-vocálica
Inglês-L2
Sistemas Adaptativos Complexos
English language - Phonology
Second language
Post-vocalic lateral
L2-English
Complex Adaptive Systems
Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Data de publicação: Jan-2015
Referência: SILVA, T. C.; RODRIGUES, J. V. A emergência da lateral pós-vocálica em inglês-L2 de falantes do português brasileiro. Organon, Porto Alegre, v. 30, n. 58, p. 33-48, jan./jun. 2015.
Resumo: Este artigo analisa a emergência da lateral pós-vocálica em inglês- -L2 de falantes do Português Brasileiro (PB). Considerando-se que a lateral pós-vocálica não ocorre em PB-L1, a sua ocorrência em L2 envolve a emergência desta categoria. A perspectiva teórica assumida é a dos Sistemas Adaptativos Complexos e Dinâmicos (ALBANO, 2012; BYBEE, 2001, 2010; ELLIS; ROBINSON, 2008; LARSEN-FREEMAN, 1997). Os resultados indicam que o tempo de exposição à L2 e o indivíduo (aprendiz) são fatores estatisticamente significativos para a emergência da lateral pós-vocálica em inglês-L2 de falantes brasileiros. Por outro lado, o item lexical não apresentou resultados estatisticamente significativos. Os resultados obtidos estão em consonância com a perspectiva que sugere que a emergência segmental, e mais especificamente da lateral pós-vocálica em inglês-L2, reflete a auto-organização dinâmica e complexa do sistema fonológico do aprendiz através do tempo, e com as especificidades do indivíduo na construção do conhecimento gramatical.
Abstract: This article analyzes the emergence of the post-vocalic lateral in L2-English spoken by Brazilians. Considering that a post-vocalic lateral does not occur in L1-BP (Brazilian Portuguese), its occurrence in L2 involves the emergence of this category. Th is article evaluates the pathways that promote the emergence of the post-vocalic lateral in English-L2, assuming the theoretical approaches of Complex Adaptive Systems and Dynamic Models (ALBANO, 2012; BYBEE, 2001, 2010; ELLIS; ROBINSON, 2008; LARSENFREEMAN, 1997). Results indicate that time of exposure to L2 and the individual (learner) are statistically significant factors for the emergence of a post-vocalic lateral in L2-English by Brazilian speakers. On the other hand, the results for the lexical item were not statically significant. The findings presented in this paper are in line with the perspective that suggests that segmental emergence, more specifically of the post-vocalic lateral in L2-English, reflects the dynamic and complex self-organization of the phonological system of the learner through time, as well as with the specifi city of the individual in the construction of grammatical knowledge.
URI: http://seer.ufrgs.br/index.php/organon/article/viewFile/52598/34326
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11460
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DED - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback