Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11557

Título: Artificial pollination and fruit quality in red pitaya
Título Alternativo: Polinização artificial e qualidade de fruto em pitaia vermelha
Autor(es): Menezes, Thatiane Padilha de
Ramos, José Darlan
Bruzi, Adriano Teodoro
Costa, Ana Claudia
Assunto: Pitaya – Pollination
Pitaya – Reproduction
Crop improvement
Pitaia – Polinização
Pitaia – Reprodução
Melhoramento vegetal
Hylocereus undatus
Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Data de publicação: 10-Out-2014
Referência: MENEZES, T. P. D. et al. Artificial pollination and fruit quality in red pitaya. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 31, n. 3, p. 801-807, May/June. 2015.
Resumo: Nativa das Américas, a pitaia é atualmente uma frutífera em expansão no mercado nacional e internacional, sendo uma alternativa de renda aos pequenos e grandes produtores. Como alguns estudos demonstram a ineficiência de polinizadores naturais na frutificação da pitaia, realizou-se este trabalho objetivando-se estudar a eficiência da autopolinização manual e da polinização manual cruzada em Hylocereus undatus, em duas épocas. O experimento foi instalado no pomar da Universidade Federal de Lavras, em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 2 (dois tipo de polinização e duas épocas de florescimento), com 15 repetições, sendo um flor por repetição. As flores foram ensacadas, emasculadas e polinizadas manualmente. Foram avaliadas a percentagem de pegamento dos frutos, diâmetro longitudinal e transversal dos frutos, massa de fruto, polpa e casca, espessura de casca, teores de sólidos solúveis, pH, acidez titulável, ratio (sólidos solúveis:acidez titulável), número de sementes por fruto e germinação das sementes. Concluiu-se que a polinização em pitaia vermelha com o próprio pólen permite a frutificação. Flores polinizadas em abril resultam em frutos com características físicas superiores aos frutos gerados em janeiro.
Abstract: Native of the Americas, pitaya is currently a fruit bearing plant in expansion in the domestic and international market and is an alternative source of revenue for small and large farmers. As some studies show the lack of efficiency of natural pollinators in fructification in pitaya, the purpose of this study was to evaluate the efficiency of manual self-pollination and of manual cross pollination in Hylocereus undatus in two periods of pollination. The experiment was carried out in the orchard of the Universidade Federal de Lavras (Federal University of Lavras) in a completely randomized design with a 2 x 2 factorial arrangement (two types of pollination and two flowering periods) with 15 replications, with one flower per replication. The flowers were bagged, emasculated and pollinated manually. The percentage of fruit set , longitudinal and transversal diameter of the fruit, mass of the fruit, pulp and peel, thickness of the peel, soluble solids contents, pH, titratable acidity, ratio (soluble solids:titratable acidity), number of seeds per fruit and seed germination were evaluated. It may be concluded that pollination in red pitaya with its own pollen allows fructification. Flowers pollinated in Apr. result in fruit with physical characteristics superior to the fruit generated by pollination in Jan.
URI: http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/22424
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11557
Idioma: en_US
Aparece nas coleções: DAG - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback