Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11590
Título : Uso de ardósia na construção de celas de maternidade: I - efeito sobre o ambiente e comportamento de suínos
Título(s) alternativo(s): The use of slate in the building of swine farrowing stalls: I -effect on the environment and the swine behaviour
Autor: Castro, Jaqueline de O.
Campos, Alessandro T.
Ferreira, Rony A.
Yanagi Júnior, Tadayuki
Tadeu, Hugo C.
Palavras-chave: Ardósia
Comportamento animal
Instalações para suínos
Material de construção
Suinocultura
Slate
Animal behavior
Swine housing
Building material
Piggery
Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola
Data da publicação: 2011
Referência: CASTRO, J. de O. et al. Uso de ardósia na construção de celas de maternidade: I - efeito sobre o ambiente e comportamento de suínos. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 31, n. 3, p. 458-467, maio/jun. 2011.
Resumo : O presente trabalho teve o objetivo de avaliar o uso da ardósia na construção de celas de maternidade, sendo monitoradas 12 matrizes e 139 leitões em celas confeccionadas de alvenaria e ardósia (tratamentos). Imagens digitais foram avaliadas por meio de dois etogramas. As variáveis ambientais foram registradas às 9 h e 15 h. O desempenho dos leitões foi determinado pelo peso ao nascimento e à desmama, ganho de peso diário e final. Na cela de alvenaria, os leitões passaram menos tempo mamando (25,62%) e mais no escamoteador (38,91%) que aqueles mantidos na cela de ardósia (29,22% mamando e 24,90% no escamoteador). As variáveis ambientais e os índices de conforto mostraram que o microclima na cela de ardósia apresentou-se mais confortável aos leitões, enquanto aquele em alvenaria foi mais confortável às matrizes. Os leitões mantidos nas celas de alvenaria apresentaram ganho de peso diário semelhante aos alojados em celas de ardósia (P<0,05). Os comportamentos das matrizes foram semelhantes em ambos os tipos de cela, apresentando maior frequência do comportamento “deitado”. A ardósia pode ser uma alternativa vantajosa à alvenaria na construção de celas no setor de maternidade para suínos, por apresentar maior impermeabilidade, facilidade de limpeza e desinfecção.
Abstract: It was aimed with the present study to evaluate the use of slate in the construction of farrowing stalls. Twelve sows and one hundred thirty nine piglets were monitored in cell built with masonry and slate (treatments). Digital images were evaluated through two ethogram. The environmental variants were evaluated at 9 am and 3 pm. The piglets’ performance was determinated by birth and weaning weights, and daily and final weight gains. At the masonry cell the piglets spent less time nursing (25.62%) and more in the creep (38.91%) than those kept in the slate cell (29.22% nursing and 24.90% in the creep). And the environmental variants and comfort index showed that the microclimate into the slate cell was more comfortable to piglets, while that around the masonry was more comfortable to sows. The piglets kept in the masonry cell presented daily weight gain similar to the ones housed in the slate cell (P <0.05). The sows' behaviors were similar in both types of cell, showing higher frequency of the “laying” behavior. Slate can be an advantageous alternative to masonry construction of cell in the field of farrowing housing for swine, due to its higher impermeability, easy for cleaning and disinfection.
URI: http://www.scielo.br/pdf/eagri/v31n3/a06v31n3
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11590
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DEG - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons