Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DED - Departamento de Educação >
DED - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11612

Título: Reflexões sobre melancolia e alegoria em Walter Benjamin
Título Alternativo: Reflections on melancholia and allegory in Walter Benjamin
Autor(es): Soares, Débora Racy
Assunto: Walter Benjamin
A Origem do Drama Barroco Alemão
Filosofia alemã
The Origin of German Tragic Drama
German philosophy
Publicador: Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Data de publicação: 2010
Referência: SOARES, D. R. Reflexões sobre melancolia e alegoria em Walter Benjamin. Travessias, Cascavel, v. 4, n. 2, p. 370-377, 2010.
Resumo: A alegoria e a melancolia são dois conceitos fundamentais nas reflexões do filósofo alemão Walter Benjamin. A busca da origem e do lugar do drama barroco na tradição alemã aparecem, sobretudo, no livro A Origem do Drama Barroco Alemão, escrito em 1928 e pensado como tese de livre-docência. É interessante ressaltar que, ao mesmo tempo em que Benjamin problematiza a insuficiência de vários conceitos e reflete sobre a melancolia, também sugere – no final da segunda parte do livro – que a História poderia ser concebida como drama trágico. Palavra-chave em sua filosofia, principalmente para a compreensão de seus escritos finais - suas teses sobre o conceito de História - a melancolia é o paradigma do príncipe no drama barroco. Partindo da melancolia alada düreniana, Benjamin leva suas reflexões ao extremo, ao sugerir uma concepção de História aberta, contrariando a historiografia dominante, de base positivista. A alegoria, contraparte da melancolia, aparece na terceira parte do livro denunciando a falsa aparência de totalidade da imago mundi. Assim, a imagem alegórica, que é sempre fragmentária e melancólica porque transitória, não nos deixa esquecer da facies hippocratica da História.
Abstract: Allegory and melancholy are two fundamental concepts of the German philosopher Walter Benjamin´s reflections. The search of the origin and the locus of tragic drama in German tradition take place, above all, in the book of The Origin of German Tragic Drama, written in 1928 and thought to be Benjamin´s Habilitation. It´s interesting to point out that, at the same time Benjamin relates the insufficiency of several concepts and reflects on melancholy, he also suggests – at the end of the second part of the book – History could be conceived as tragic drama. Key word in his philosophy, mainly for the understanding of his final writings - his theses on the concept of History - melancholy is the paradigm of prince in tragic drama. Starting from the düreniana winged melancholy, Benjamin leads his thoughts to the extreme to suggest a conception of History that is open, contradicting the dominant historiography, based on positivism. Allegory, as a counterpart of melancholy, appears in the third part of the book denouncing imago mundi´s false appearance of totality. In doing so, allegorical image that is always fragmented and melancholic since it is transitory, keeps reminding us of History´s facies hippocratica.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11612
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DED - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
ARTIGO_Reflexões sobre melancolia e alegoria em Walter Benjamin.pdf136 kBAdobe PDFVer/abrir

Este item está licenciado com Licença Creative Commons
Creative Commons

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback