Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11655

Título: Physiological and molecular characterization of two coffea arabica cultivars under diferent heat stress conditions
Título Alternativo: Caracterização fisiológica e molecular de duas cultivares de Coffea arabica sob diferentes condições de estresse térmico
Autor(es): Ferrara-Barbosa, Bárbara Castanheira
Orientador: Chalfun Junior, Antônio
Membro da banca: Klein, Patricia
Membro da banca: Lombardini, Leonardo
Membro da banca: Paiva, Luciano Vilela
Membro da banca: Caldeira Júnior, Cecilio Frois
Assunto: Café – Melhoramento genético
Estresse térmico
Coffee – Breeding
Thermal stress
Coffea arabica
Data de Defesa: 7-Abr-2016
Data de publicação: 17-Ago-2016
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: FERRARA-BARBOSA, B. C. Physiological and molecular characterization of two coffea arabica cultivars under diferent heat stress conditions. 2016. 81 p. Tese (Doutorado em Agronomia/Fisiologia Vegetal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: O café é um dos produtos primários mais valiosos no comércio mundial. Seu cultivo, processamento, transporte e comercialização emprega mais de 120 milhões de pessoas e afeta significativamente o produto interno bruto (PIB) de 40 países. Em todo o mundo, o café é cultivado em mais de 10 milhões de hectares. Os pequenos agricultores cultivam mais de 70% da produção, tornando o café crucial para a economia de muitos países em desenvolvimento. Atualmente, o brasil é o maior produtor mundial de café, uma posição que o país tem ocupado nos últimos 150 anos, produzindo cerca de 40% da oferta mundial de grãos arábica em mais de 2.000 fazendas em 16 estados. De acordo com o painel intergovernamental sobre mudanças climáticas (IPCC), há uma alta probabilidade de aumentos de temperatura de 1 a 3 ° c nos trópicos ao longo dos próximos 20 anos. As perdas na produção de café arábica, como resultado do aumento das temperaturas, são estimadas em até 10% da produção total em 20 anos. Portanto, em face das mudanças climáticas iminentes, o desenvolvimento de cultivares tolerantes a condições ambientais adversas é essencial. Para esse fim, a identificação dos principais genes envolvidos nos processos fisiológicos de interesse é fundamental para melhorar a cultura por seja por melhoramento tradicional ou transformação genética. Por isso, buscamos compreender o impacto do estresse térmico em níveis fisiológicos e moleculares no crescimento e desenvolvimento do café. Além disso, buscou-se identificar os genes que são diferencialmente transcritos em resposta a altas temperaturas, o que pode levar ao desenvolvimento futuro de cultivares com melhor qualidade e maior produção.
Abstract: Coffee is one of the most valuable primary products in world trade. Its cultivation, processing, transport, and marketing employs over 120 million people and significantly affects the gross national product (GNP) of 40 countries. Worldwide, coffee is grown on over 10,000,000 hectares of land. Smallholder farmers cultivate over 70% of production, making coffee crucial to the economy of many developing countries. Currently, Brazil is the world's leading producer of coffee, a position the country has held for the last 150 years, p o n o hly 40% of h wo l ’ pply of A b b n across more than 2,000 farms in 16 states. According to the Intergovernmental Panel on Climate Change (2014), there is a high probability of temperature increases of 1 to 3°C in the tropics over the next 20 years. The losses to Arabica coffee production, as a result of increasing temperatures, are estimated to be as much as 10% of total production in 20 years. Therefore, in the face of imminent climate changes, the development of cultivars that are tolerant to adverse environmental conditions is essential. To that end, the identification of the key genes involved in plant responses to abiotic stress is critical for improving the crop by either traditional breeding or genetic transformation. Hence, we aimed to understand the impact of heat stress at the physiological and molecular levels on the growth and development of coffee. Moreover, we aimed to identify the genes that are differentially transcribed in response to high temperatures, which may lead to the future development of cultivars with improved quality and higher harvest security.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11655
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: eng
Aparece nas coleções: DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Physiological and molecular characterization of two coffea arabica cultivars under diferent heat stress conditions.pdf1,56 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback