Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11663
Título : Adaptabilidade e estabilidade fenotípica de cultivares de café arábica em Minas Gerais
Título(s) alternativo(s): Adaptability and phenotype stability of Arabica coffee cultivars in Minas Gerais, Brazil
Autor: Botelho, Cesar Elias
Rezende, Juliana Costa de
Carvalho, Gladyston Rodrigues
Carvalho, Alex Mendonça de
Andrade, Vinicius Teixeira
Barbosa, Cintia Reis
Palavras-chave: Coffea arabica
Cultivar Catuaí
Frutos chochos
Peneira alta
Produtividade
Catuaí cultivar
Floating grains
High sieve grains
Productivity
Publicador: Embrapa Informação Tecnológica
Data da publicação: Dez-2010
Referência: BOTELHO, C. E. et al. Adaptabilidade e estabilidade fenotípica de cultivares de café arábica em Minas Gerais. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 45, n. 12, p. 1404-1411, dez. 2010.
Resumo : O objetivo deste trabalho foi avaliar a adaptabilidade e a estabilidade fenotípicas para a produtividade de cultivares de cafeeiro do grupo Catuaí, pela metododologia de Annicchiarico. Foram instalados e conduzidos experimentos em Três Pontas, Campos Altos e Capelinha, em Minas Gerais. O delineamento foi o de blocos ao acaso, com quatro repetições e seis plantas por parcela. Os tratamentos foram constituídos por 15 cultivares do grupo Catuaí e cinco testemunhas. As avaliações da produtividade foram realizadas em seis colheitas nas safras de 2003/2004 a 2008/2009. Posteriormente, foi realizada a análise conjunta dos três locais e a avaliação da adaptabilidade e da estabilidade das cultivares. Na safra 2008/2009, foi avaliado o percentual de frutos chochos e a percentagem de grãos em peneira alta. As cultivares Catuaí Vermelho IAC 15, Catuaí Amarelo IAC 30, Catuaí Amarelo IAC 62 e Catuaí Vermelho IAC 72 são mais promissoras, pois aliam maiores estabilidade e adaptabilidade em ambientes favoráveis e desfavoráveis com alta média de produtividade. As cultivares Catuaí Vermelho IAC 100, Catuaí Amarelo IAC 86, Rubi MG 1192 e Catuaí Vermelho IAC 144 têm o mais alto percentual de peneira alta. Todas as progênies têm baixo percentual de grãos chochos.
Abstract: The objective of this work was to evaluate the phenotypic adaptability and stability for grain yield of the Catuaí group of coffee cultivars by the method Annicchiarico. The experiments were installed and carried out in the counties of Três Pontas, Campos Altos and Capelinha, Minas Gerais state, Brazil. The experiments were carried out in a randomized complete block design, with four replicates and six plants per plot. The treatments were constituted by 15 cultivars of the Catuaí group and five controls. The grain yield evaluations were performed in the six harvests from 2003/2004 to 2008/2009 growing seasons. Then, the joint analysis of the three localities and the evaluation of cultivars adaptability and stability were performed. The parameters floating beans and high sieve grains were carried out considering the 2008/2009 harvest. The cultivars Catuaí Vermelho IAC 15, Catuaí Amarelo IAC 30, Catuaí Amarelo IAC 62 and Catuaí Vermelho IAC 72 were the most promising because they allied higher stability and adaptability in favorable and unfavorable environments with mean high yield. The cultivars Catuaí Vermelho IAC 100, Catuaí Amarelo IAC 86, Rubi MG 1192 and Catuaí Vermelho IAC 144 have the highest percentage of bean size grains. All the cultivars showed low percentage of floating grains.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11663
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DAG - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_Adaptabilidade e estabilidade fenotípica de cultivares.pdf360,49 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons