Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11694
Título: Resistência de novo genótipo de bananeira maçã ao Fusarium oxysporum f. sp. cubense e caracterização morfofilogenética do fungo
Autor : Araújo, Neilton Antonio Fiusa
Lattes: http://lattes.cnpq.br/5574223771916010
Primeiro orientador: Pasqual, Moacir
Primeiro membro da banca: Alves, Eduardo
Segundo membro da banca: Ferreira, Ester Alice
Terceiro membro da banca: Pio, Leila Aparecida Salles
Palavras-chave: Fusarium oxysporum f. sp. cubense
Mal-do-Panamá
Bananeira Maçã
Data da publicação: 26-Ago-2016
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: ARAÚJO, N. A. F. Resistência de novo genótipo de bananeira maçã ao Fusarium oxysporum f. sp. cubense e caracterização morfofilogenética do fungo. 2016. 68 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fitotecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: O Brasil produz mais de 20 espécies frutíferas de importância econômica e social. Algumas possuem forte expressão nos mercados regionais e outras no mercado nacional e internacional, dentre estas, a banana é uma das mais consumidas no Brasil, sendo também bastante requisitada no mercado externo. O mal-do-Panamá é uma doença fúngica da bananeira causada pelo Fusarium oxysporum f. sp. cubense. O patógeno compromete a produtividade da cultura e seu controle é dificultado devido a sua capacidade de sobrevivência no solo. A cultivar Maçã é altamente susceptível ao mal-do-Panamá, no entanto, em 1990, surgiu na região de Goiás um acesso de bananeira supostamente resistente a doença e que vem sendo amplamente utilizado pelos produtores da região. Devido a falta de comprovações científicas sobre a resistência do novo genótipo, a Universidade Federal de Lavras (UFLA) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Goiás (Emater-Goiás) firmaram parceria para realizar estudos com esse genótipo de bananeira visando evidenciar a resistência. Dessa forma, objetivou-se com este trabalho avaliar a resistência do novo genótipo de bananeira Maçã ao Fusarium oxysporum f.sp. cubense (Foc) e caracterizar por caracteres morfológicos e moleculares isolados do fungo. O primeiro experimento foi baseado no isolamento, caracterização filogênica e testes de agressividades de estirpes do patógeno provenientes de três estados brasileiros. O experimento resultou na obtenção de quatro isolados, todos pertencentes à espécie de F. oxysporum f. sp. cubense, raça 1, com níveis diferentes de agressividade e pertencentes a duas linhagens diferentes. Em um segundo experimento, a resistência do novo genótipo de bananeira maçã foi avaliada em comparação com outras variedades de bananeiras e a bananeira maçã tradicional, para isto, utilizou-se uma estirpe do patógeno previamente identificada e que apresentou alta agressividade. O resultado obtido demonstrou que o novo genótipo é moderadamente resistente a doença.
Abstract: The Brazil produces more than 20 fruits with economic and social importance. Some have high expression on regional markets and others in national and international, among these the banana is the most consumed in Brazil being very requested in foreing market. The Fusarium wilt is a fungical disease caused by Fusarium oxysporum f. sp. cubense (Foc). The pathogen commits the crop productivity and its control is dificulted because the pathogen survival capacity on soil. The “apple” cultivar is highly susceptible to Fusarium wilt, however, in 1990, a new genotype of banana “apple” emerged in Goiás region, supposedly resistant to Fusarium wilt in which has been widely used by the region producers. Because a lack of cientific evidence about the cultivar resistance the Universidade Federal de Lavras (UFLA) and the Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Goiás (Emater-Goiás) signed partnership to make studies with this genotipe aiming evidence its resistance. In this way, aimed with this essay evaluate the resistance of the new genotype of banana “apple” to Fusarium wilt and identify using morfological and molecular characters fungi isolates. The first essay was based on the isolation, phylogenetic indentification and agressiveness tests of strains of Foc from three brazilian states. This essay resulted on obtainment of four isolated, all belonging to Fusarium oxysporum f. sp. cubense specie, race 1, with different agressiveness levels and belonging to two diferente lineages. In the second essay, the resistance of the new genotype was evaluated in comparison with others varieties of banana and the traditional banana “apple”, to this, a strain of Foc previously identify by the molecular and morphological methods and that showed high agressiveness was used. The result showed that the new cultivar is moderately resistante to pathogen.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11694
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.