Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEN - Departamento de Entomologia >
DEN - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11779

Título: Nematoides entomopatogênicos e compatibilidade com imidaclopride visando ao controle de Spodoptera frugiperda em viveiro florestal
Título Alternativo: Entomopathogenic nematodes and their compatibility with imidacloprid in the control of Spodoptera frugiperda in a forest nursery
Autor(es): Souza, Lucas Machado de
Moino Júnior, Alcides
Mertz, Natália Ramos
Silva, Marco Aurélio Tramontin da
Soares, Flávio M.
Bonete Filho, Ronald Z.
Assunto: Nematóides – Patogênese
Infectividade
Insetos - Controle biológico
Nematoda – Pathogenesis
Infectivity
Insects - Biological control
Heterorhabditis sp.
Steinernema sp.
Publicador: Sociedade Brasileira de Nematologia
Data de publicação: 15-Fev-2012
Referência: SOUZA, L. M. de et al. Nematoides entomopatogênicos e compatibilidade com imidaclopride visando ao controle de Spodoptera frugiperda em viveiro florestal. Nematologia Brasileira, Campinas, v. 36, n. 1/2, p. 32-41, jun. 2012.
Resumo: A patogenicidade e a virulência de isolados de nematoides entomopatogênicos (NEPs) dos gêneros Steinernema e Heterorhabiditis em lagartas de Spodoptera frugiperda (Lepidoptera) foram avaliada em laboratório. Além disso, avaliaram-se a viabilidade e a infectividade dos isolados mais virulentos combinados com o inseticida imidaclopride visando à utilização sinérgica em mudas de eucaliptos em viveiros florestais. A compatibilidade dos melhores isolados incluídos no primeiro experimento (H. amazonensis RSC05, Heterorhabditis sp. JPM4 e H.bacteriophora HP88) com o imidaclopride foi avaliada usando a metodologia de Negrisoli et al. (2008), com modificações. Todas as concentrações de Heterorhabditis causaram mortalidade, com exceção da testemunha, sendo H. amazonensis RSC05 o isolado mais virulento. Verificou-se, ainda, que os isolados de Heterorhabditis, de modo geral, foram mais virulentos que os de Steinernema. O imidaclopride não afetou a viabilidade nem a infectividade dos NEPs, nas comparações com a testemunha sem o produto.
Abstract: The pathogenicity and virulence of isolates of the entomopathogenic nematodes (EPNs) Steinernema and Heterorhabiditis to Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidae) were evaluated under laboratory conditions. Aiming the synergistic use on eucalypt plants in forest nurseries, the viability and infectivity of the most virulent isolates combined with the insecticide imidacloprid were also investigated. This compatibility study was based on the methodology used by Negrisoli et al. (2008) with modifications. All concentrations of the Heterorhabditis isolates used caused mortality, except for the control, and H. amazonensis RSC05 was rated as the most virulent isolate. Moreover, in a general sense, the Heterorhabditis isolates were more virulent than those of Steinernema. Imidacloprid did not affect the viability and infectivity of the NEPs compared with the control treatments without the insecticide.
URI: http://docentes.esalq.usp.br/sbn/nbonline/ol%203612/32-41%20co.pdf
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11779
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback