Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11783

Título: Estudo da dinâmica e a modelagem de uma floresta semidecídua montana na região de Lavras-MG
Título Alternativo: Study of the dynamics and modeling of a montane semideciduous forest in the region of Lavras-MG
Autor(es): Pulz, Frederico Aparecido
Orientador: Scolforo, José Roberto Soares
Membro da banca: Machado, Sebastião do Amaral
Membro da banca: Mello, José Márcio de
Assunto: Floresta semidecidua Montana
Dinâmica
Cadeia de Markov
Movimentação
Diâmetro
Método de Walhlenberg
Modelos matemáticos
Data de Defesa: 27-Fev-1998
Data de publicação: 2016
Referência: PULZ, F. A. Estudo da dinâmica e a modelagem de uma floresta semidecídua montana na região de Lavras-MG. 1998. 156 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 1998.
Resumo: A abordagem deste estudo foi centrada no estudo da dinâmica de uma floresta semidecídua montana e na modelagem da estrutura diamétrica da floresta. Os dados básicos foram obtidos na reserva florestal existente na Universidade Federal de Lavras. Foram lançados nesta em 1986, 126 parcelas contíguas com 400 m2 cada uma. As avaliações foram realizadas em 1987, 1992 e 1996. No capítulo 1 foi quantificado o crescimento em diâmetro, a mortalidade e o recrutamento das espécies que compõem a floresta em questão e de forma particularizada, dos grupos ecológicos que compreendem as espécies pioneiras, as espécies clímax exigentes de luz e as espécies clímax tolerantes à sombra; e interpretar a dinâmica da floresta a partir das informações obtidas em três inventários, visando detectar possíveis influências por ocasião dos estudos de modelagem de prognose da estrutura diamétrica. No capítulo 2 avaliado o desempenho do método de prognose da estrutura da floresta baseada na razão de movimentação dos diâmetros, no capítulo 3 avaliado o desempenho do modelo de prognose em que se reconhece a variação da taxa de incremento diamétrico em árvores individuais ou método de Wahlenberg e no capítulo 4 avaliado o desempenho da matriz de transição e de forma comparativa com os métodos apresentados nos capítulos 2 e 3. Em todos os 3 capítulos relacionados a modelagem estudou-se também a influência das mudanças ocorridas na floresta a partir de diferentes períodos de avaliação, no desempenho das prognoses. Foram identificados por ocasião destas 136, 143 e 149 espécies, considerando o diâmetro mínimo de medição igual ou superior a 5 cm. Como principais resultados foram detectados as seguintes alterações médias na estrutura da floresta. Das 149 espécies existentes na floresta apenas 6 apresentaram frequência até as classes diamétricas superiores a 45 cm de diâmetro, que é o diâmetro mínimo para uso em serrarias; para os três períodos estudados, entre 93 a 99% das espécies pioneiras, clímax exigentes de luz e clímax tolerantes à sombra, não ultrapassaram a dimensão de 25 cm de DAP; o incremento periódico anual em diâmetro, variou de 0,457 a 0,510 cm/ano; a taxa média de mortalidade da floresta foi de 2,0% ao ano para o período de 1987-92, 3,6% ao ano para 1992-96 e 2,3% ao ano para 1987-96. A taxa de recrutamento de árvores no processo de medições variou de 2,2% - 2,7% ao ano para os três períodos analisados; para os grupos ecológicos, as espécies clímax tolerantes à sombra apresentaram maior número de recrutamento (20,7 árvores/ha/ano) e as pioneiras os menores (3,3 árvores/ha/ano), em média para os três períodos. A modelagem da estrutura do povoamento só será realmente eficiente em todas as classes diamétricas, se a modelagem eficiente do recrutamento e mortalidade forem conseguidas. A modelagem da estrutura do povoamento para as classes de diâmetro superiores à 45 cm, independem do período de avaliação; no entanto, esta modelagem será eficiente se o período de prognose não for grande, maior que 20 anos. O método da matriz de transição, razão de movimentação de diâmetro e Wahlenberg apresentaram mesmo grau de eficiência para fins de prognose da estrutura da floresta, como um todo. A nível da frequência por classe diamétrica, estes métodos apresentaram desempenho diferenciado. O mesmo fato foi constatado para os diferentes períodos de avaliação. Neste caso pelo menos um dos métodos foi sensível as mudanças na estrutura da floresta.
Abstract: The approach of this study was centered around the study of the dynamics of a montane semideciduous forest and in the modeling of diametric structure of the forest. The basic data was obtained from the forest reserve of the Federal University of Lavras. The whole forest was divided into 126 plots with 400 m2 each. The evaluations were done in 1987, 1992 and 1996. In chapter 1, the growth in diameter, the mortality and the ingrowth of the species that compose the forest in question and in a particular way, the ecological groups that form the pioneer species, the light-demanding and shade-tolerant climax species was quantified; the dynamics of the forest from information obtained in three inventories, aiming to detect possible influences at the time of the modeling studies of diametric structure prognosis. Was interpreted in chapter 2, the performance of the prognosis method of forest structure based on the ratio of movement of the diameters was evaluated. In chapter 3, the performance of the prognosis model in which the variation of the diametric increment rate in individual trees or the Wahlenberg’s method are recognized. In chapter 4, the performance of the transition matrix was evaluated and compared to the methods presented in chapters 2 and 3. In all three chapters related to modeling, the influence of the changes occurred in the forest, starting from different evaluation periods, on the performance of the prognosis was also studied. During these evaluations, 136, 143 and 149 species were identified, considering the minimum measuring diameter equal to or above 5 cm. As main results, the following average alterations in the forest structure were detected: from the 149 existing species in the forest, only 6 presented frequency up to the diametric classes above 45 cm in diameter, which is the minimum diameter for use in sawmills; for the three periods studied, between 93 and 99% of the pioneer species, light-demanding climax and shade-tolerant climax, did not exceed the dimension of 25 cm of DBH; the periodic increment in diameter varied from 0.457 to 0.510 cm/year; the average forest mortality rate was 2.0% a year for the period 1987-1992, 3.6% a year for 1992-1996, and 2.3% a year for 1987-1996. The tree ingrowth rate in the measurement process varied from 2.2% to 2.7% a year for the three periods analyzed; for the ecological groups, the shade-tolerant climax species presented the highest ingrowth number (20.7 trees/ha/year) and the pioneers the lowest (3.3 trees/ha/year), in average for the three periods. The modeling of the stand diameter structure will only be efficient in all diametric classes if an efficient modeling of the ingrowth and mortality is achieved. The modeling of the stand diameter structure for the classes with diameter above 45 cm proved to be independent from the evaluation period. However, this modeling will be efficient if the prognosis period is not long, longer than 20 years. The transition matrix, ratio of diameter movement and Wahlenberg’s methods presented the same efficiency degree for forest structure prognosis as a whole. At the level of frequency by diametric class, these methods presented differenciated performance. The same fact was verified for the different evaluation periods. In this case, at least one of the methods was sensitive to changes in the forest structure.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11783
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)
LEMAF - Teses e Dissertações

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Estudo da dinâmica e a modelagem de uma floresta semidecídua montana na região de Lavras-MG.pdf696,76 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback