Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11797
Título: Avaliação de sistemas de inventários sucessivos e dos interpoladores espaciais como instrumento de estratificação de povoamentos clonais de Eucalyptus sp.
Autor : Kanegae Júnior, Honório
Primeiro orientador: Scolforo, José Roberto Soares
Primeiro membro da banca: Oliveira, Antônio Donizette de
Segundo membro da banca: Carvalho, Luis Marcelo Tavares de
Terceiro membro da banca: Calegário, Natalino
Palavras-chave: Inventário florestal
Geoestatística
Forest inventory
Geostatistics
Data da publicação: 2016
Referência: KANEGAE JUNIOR, H. Avaliação de sistemas de inventários sucessivos e dos interpoladores espaciais como instrumento de estratificação de povoamentos clonais de Eucalyptus. 2004. 131 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2004.
Resumo: No presente estudo foram analisados 23 povoamentos, predominantemente clonais, de Eucalyptus sp. em sucessivas medições pelo Inventário Florestal Contínuo – IFC, com os objetivos de: analisar a dependência espacial de características dendrométricas em 3 medições, analisar a eficiência do uso da krigagem e do inverso da distância como estratificadores, em relação à amostragem casual simples e estratificação baseada no controle de espécie, idade e espaçamento, definir o número de estratos ótimos para a estratificação baseada em interpoladores espaciais, avaliar a precisão do IFC e da amostragem com reposição parcial – ARP em povoamentos estratificados pela krigagem geoestatística, definir a proporção ótima de parcelas permanentes e temporárias e avaliar qual o estratificador espacial mais eficiente a ser utilizado pela ARP. Baseado nos resultados, observou-se que as características dendrométricas possuem grande variação no grau de dependência espacial, variando de 0 a 100%, conforme o projeto e a idade de medição analisada, embora mais de 70% dos projetos analisados apresentassem de média a forte dependência espacial para volume e 80% para as demais variáveis; os alcances apresentaram amplitudes de 300 a 3.000 metros; o percentual de projetos com forte dependência espacial decresce com a idade, tendendo ao patamar de média dependência espacial, para todas as variáveis analisadas; a diminuição da continuidade espacial com o tempo é o padrão que ocorre com maior freqüência, embora ela possa aumentar em alguns projetos e idades; a ARP apresenta restrições de uso em povoamentos estratificados com menos de 28 parcelas amostrais ou 280 hectares; é mais eficiente que o IFC quando se utiliza 50% das parcelas permanentes e 50% de parcelas temporárias, proporcionando ganhos de até 0 a 32% na variância da média, quando comparada com o IFC; a eficiência da ARP aumenta com a idade de medição e a estratificação baseada na krigagem foi superior à estratificação pelo inverso da distância ao quadrado em 49%, nos pares de 1ª e 2ª medição, 32%, nos pares de 2ª e 3ª medição, e 26% nos pares de 3ª e 4ª medição.
Abstract: This study analyzed 23 stands, predominantly, of Eucalyptus sp clones in successive measurements in the Continuous Forest Inventory-IFC, aiming at: analyzing the space dependence of dendrometric characteristics in 3 measurements, analyzing the efficiency of the use of the krigage and of the inverse of the distance as stratificator, in relation to simple random sampling and, based in the species control, age and spacing, defining the number of optimal strata for the stratification, based in spatial interpolators, evaluating the precision of IFC and of the sampling with partial replacement-ARP in stratified stands by the geostatistic krigage, defining the optimal proportion of permanent and temporary parcels and evaluating which spatial stratificator is the most efficient to be used by ARP. The results Showed that the dendrometric characteristics possess great variation in the degree of spatial dependence, varying from 0 to 100%, according to the project and the age of the stand analyzed , although more than 70% of the analyzed projects presented from average to strong spatial dependence for volume and 80% for the other variables; the reaches presented amplitude from 300 to 3.000 meters; the percentage of projects with strong spatial dependence decreases with the stand age, tending to the average spatial dependence, for all the analyzed variables; the decrease of the space continuity with time is the pattern that occurs more frequently, although it may increase in some projects and stand ages; the ARP presents use restrictions in stratified stands with less than 25 sampling parcels or 280 hectares of area; it is more efficient than IFC when 50% of the permanent parcels and 50% of temporary parcels are used, providing gain from 0 to 32% in the variance of the average, when compared with IFC; the efficiency of ARP increases with the measurement age and the stratification based on the krigage was superior to the stratification by the squared inverse of the distance in 49% of pairs of 1st and 2nd measurement, 32% of pairs of 2nd and 3rd measurement and 26% of pairs of 3rd and 4th measurement.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11797
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)
LEMAF - Teses e Dissertações



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.