Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11823

Título: Valores energéticos da raspa integral de mandioca e do sorgo utilizados na alimentação de diferentes espécies e categorias de aves
Título Alternativo: Energy values of whole cassava root meal and ground sorghum used as feedstuff for different species and categories of birds
Autor(es): Montenegro, Sebastian Dorado
Orientador: Rodrigues, Paulo Borges
Coorientador: Fassani, Édison José
Coorientador: Alvarenga, Renata Ribeiro
Membro da banca: Fassani, Édison José
Membro da banca: Alvarenga, Renata Ribeiro
Membro da banca: Pereira, Renata Apocalypse Nogueira
Assunto: Frango de corte - Alimentação e rações
Sorgo como ração
Mandioca como ração
Broilers (Poultry) - Feeding and feeds
Sorghum as feed
Cassava as feed
Data de Defesa: 23-Ago-2016
Data de publicação: 23-Set-2016
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Referência: MONTENEGRO, S. D. Valores energéticos da raspa integral de mandioca e do sorgo utilizados na alimentação de diferentes espécies e categorias de aves. 2016. 55 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: A procura e utilização de alimentos energéticos alternativos tem aumentado devido aos altos custos do milho e, em alguns casos, pela baixa disponibilidade. É fundamental conhecer os valores energéticos específicos dos alimentos para cada espécie e categoria de aves, afim de atingir o melhor desempenho produtivo. Na literatura encontram-se muitos estudos com frangos de corte, induzindo a uma extrapolação inadequada de dados. Portanto, o objetivo deste trabalho foi determinar os valores energéticos da raspa integral de mandioca (RIM) e do sorgo para diferentes espécies e categorias de aves. Um ensaio de metabolismo foi conduzido com um delineamento experimental inteiramente casualizado, disposto em esquema fatorial 5 x 2, sendo cinco categorias de aves recebendo dois alimentos testes, com seis repetições, contendo por unidade experimental (gaiola metabólica): 5 pintos de corte Cobb 500®, com 21 dias de idade; 3 frangas de reposição Lomhann Brown, com 11 semanas de idade; 3 galinhas em postura da mesma linhagem, com 28 semanas de idade; 10 codornas em crescimento (Coturnix japônica), com 4 semanas de idade; e 10 codornas japonesas em postura com 30 semanas de idade. Rações referência para cada espécie/categoria foram formuladas e substituídas em 30% e 40% por RIM e sorgo, respectivamente. Calculou-se a energia metabolizável aparente (EMA), energia metabolizável aparente corrigida para balanço de nitrogênio (EMAn), o coeficiente de metabolizabilidade da matéria seca (CMMS) e o coeficiente de metabolizabilidade da energia bruta (CMEB). Os resultados foram submetidos à análise de variância. Cada espécie/categoria foi comparada pelo teste de ScottKnott a 5% de probabilidade, enquanto os alimentos foram comparados utilizando o teste F, usando o software SISVAR versão 5.6. Houve interação das categorias e alimentos testes para a EMA e EMAn, mostrando as duas energias com o mesmo comportamento. Para a RIM as frangas e as codornas em postura mostraram os maiores valores de EMA e EMAn, enquanto para o sorgo todos os animais obtiveram valores semelhantes. As interações para CMMS revelam que a RIM obteve menores valores entre os ingredientes com os pintos e as codornas em crescimento. Interações foram observadas para o CMEB, no qual para o sorgo foram observados menores valores nas frangas, enquanto para a RIM frangas e codornas mostraram os maiores resultados. Os valores energéticos do sorgo foram similares entre espécies/categorias, porém não se recomenda extrapolar valores da raspa de mandioca entre espécies e categorias de aves.
Abstract: Research that implements the use of alternative energetic ingredients for animal feed production has increased due to the high cost and, in some cases, low availability of corn. It is important to know the specific energy values for each specie and category of poultry in order to achieve the best production performance. In the literature, there are many studies conducted using broiler chickens which induce an inadequate extrapolation of energy values for other species. Therefore, the objective of this study was to determine the energy values of integral cassava root meal (ICRM) and ground sorghum for different species and categories of poultry. A metabolism assay was conducted with a randomized design, arranged in a factorial scheme 5 x 2, including five species/categories of birds and two test feeds, with six replications each. Experimental units (metabolic cage) were composed by: 5 Cobb 500 ® broiler chicks, with 21 days old; 3 Lomhann Brown pullets with 11 weeks of age; 3 Lomhann Brown laying hens, with 28 weeks of age; 10 growing Japanese quails (Coturnix japonica), with 4 weeks of age; and 10 laying Japanese quails with 30 weeks of age. Reference feeds were formulated for each specie/category of poultry and replaced by 30% and 40% ICRM and ground sorghum, respectively. The apparent metabolizable energy (AME), corrected apparent metabolizable energy for nitrogen balance (AMEn), the dry matter metabolizability coefficient (DMMC), and the crude energy metabolizability coefficient (CEMC) were determined. The results were submitted to variance analysis and when significant, compared by the Scott-Knott test at 5% of significance for each bird specie/category and by F test for ingredients, using SISVAR software version 5.6. There was interaction to the species/categories and feeds test for AME and AMEn, showing both of them the same relations. For ICRM, the highest values of AME and AMEn were found for pullets and laying quails. For sorghum, same energy values, for all the animals, were reported. There were also interactions for CEMC on which the lowest values for ground sorghum were found for pullets and highest values for ICRM were determined for pullets and laying quails. Interactions for DMMC revealed that lowest values were determined for ICRM when fed by broiler chicks and growing quail. Sorghum energetic values were the same between species/categories however is not recommended to extrapolate the ICRM energy values between bird species and categories.
Informações adicionais: Arquivo retido a pedido do autor até setembro de 2017.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11823
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback