Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11828

Título: Ácido benzoico e óleos essenciais em rações de leitões desafiados com E. coli K88+
Título Alternativo: Benzoic acid and essnetial oils in diets of piglets challenged with E. coli K88+
Autor(es): Rodrigues, Letícia Mendonça
Lattes: http://lattes.cnpq.br/3953677127815394
Orientador: Cantarelli, Vinícius de Souza
Coorientador: Abreu, Márvio Lobão Teixeira de
Coorientador: Ferreira, Rony Antonio
Membro da banca: Abreu, Márvio Lobão Teixeira de
Membro da banca: Ferreira, Rony Antonio
Membro da banca: Hermes, Rafael Gustavo
Assunto: Suíno – Crescimento
Alimentos – Aditivos
Óleo essencial
Swine – Growth
Food additives
Essential oil
Data de Defesa: 28-Jul-2016
Data de publicação: 26-Set-2016
Agência de Fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Referência: RODRIGUES, L. M. Ácido benzoico e óleos essenciais em rações de leitões desafiados com E. coli K88+. 2016. 71 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: Estudos que avaliam o modo de ação de aditivos, como o ácido benzoico e óleos essenciais, são uma busca para minimizar os desgastes das funções gastrointestinais de leitões recém- desmamados, assim como substituir os antibióticos promotores de crescimento. Objetivou- se avaliar o efeito da associação de ácido benzoico (AB) e óleos essenciais (OE) sobre o desempenho e saúde intestinal de leitões recém- desmamados, desafiados com E. coli K88 + . O experimento foi realizado no Centro Experimental de Suínos, do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras – UFLA. Foram utilizados 270 leitões, desmamados aos 21 dias de idade e com peso inicial de 5,76 ± 0,52 kg, em um delineamento experimental em blocos casualizados com seis tratamentos: 1) Controle positivo com 40ppm de Colistina (CP); 2) Controle negativo sem o uso de promotor de crescimento (CN); 3) Controle negativo + 5g/kg de ácido benzoico (AB); 4) Controle negativo + 2g/kg de ácido benzoico e óleos essenciais (AB+OE2); 5) Controle negativo + 3g/kg de ácido benzoico e óleos essenciais (AB+OE3); 6) Controle negativo + 4g/kg de ácido benzoico e óleos essenciais (AB+OE4), distribuidos em nove repetições e cinco leitões por parcela experimental. No sétimo e oitavo dia de experimento, todos os animais foram desafiados com E. coli K88 + (1 ml a cada dia, 10 6 UFC/ml). Os animais foram pesados ao início, aos 14, 21, 28 e 42 dias de experimento para avaliação do desempenho e duas vezes ao dia foi realizada a avaliação do escore fecal para determinar a incidência de diarreia. Quatro dias após a inoculação, foram coletadas amostras de fezes para análise microbiológica. Foi realizado o abate de um animal por parcela, quatorze dias após a inoculação, para as avaliações do pH, produção de ácidos graxos voláteis, população microbiana, morfologia intestinal, contagem de colecistoquinina e de células em proliferação e pesagem de órgãos. O experimento teve duração de 42 dias e ao final foi realizada a avaliação de viabilidade econômica. A associação de AB e OE na inclusão 3g/kg resultou em melhor desempenho nas duas primeiras semanas de creche comparado ao CN. No período total, o ácido benzoico e as associações nas inclusões 3g/kg e 4g/kg foram semelhantes (P > 0,05) ao CP e superiores (P < 0,05) ao CN para os resultados de ganho de peso diário e peso final. Não houve diferença (P > 0,05) sobre a incidência de diarreia, população microbiana, produção de ácidos graxos voláteis, pH, peso de órgãos, proliferação celular e contagem de colecistoquinina. O CN e AB+OE4 apresentaram maior altura de vilosidade (P < 0,05) em relação ao grupo AB+OE3. A renda líquida foi superior (P < 0,05) para AB, AB+OE3 e AB+OE4 em relação ao CN e semelhante (P > 0,05) ao CP. Desta forma, a associação dos aditivos em 3g/kg de ração proporciona melhora do desempenho pós- desmame, além de ser uma alternativa economicamente viável para substituição de Colistina.
Abstract: Studies evaluating the additive action mechanism, such as benzoic acid and essential oils are a quest to minimize the wear of bowel function of weanling pigs, and replace antibiotic growth promoters. The object of this study was to evaluate the effect of association of benzoic acid (AB) and essential oils (OE) on the performance and intestinal health of weanling pigs challenged with E. coli K88 + . The experiment was conducted in the Swine Experimental Centre of Department of Animal Science, at the Federal University of Lavras. 270 piglets weaned at 21 days of age, with initial weight of 5.76 ± 0.52 kg, were used in a randomized blocks and distributed in six treatments: 1) Positive control receiving Colistin 40ppm (CP); 2) Negative control without additive (CN); 3) Negative control + 5g/kg of benzoic acid (AB); 4) Negative control + 2g/kg of benzoic acid and essential oils (AB+OE2); 5) Negative control + 3g/kg of benzoic acid and essential oils (AB+OE3); 6) Negative control + 4g/kg of benzoic acid and essential oils (AB+OE4). There were nine replications and five piglets per experimental plot. In the seventh and eighth day of the experiment all the animals were challenged with Escherichia coli K88 + (1 ml, 10 6 CFU/ml). The animals were weighed at the beginning, at 14, 21, 28 and 42 days experiment for performance evaluation. The fecal score evaluation was conducted twice a day to determine the incidence of diarrhea. Four days after challenge, stool samples were collected for microbial analysis. Fourteen days after the inoculation one animal for pen was slaughtered to evaluate pH, volatile fatty acids production, microbial population, intestinal morphology, cholecystokinin count, proliferating cells count and weight organs. The experiment lasted 42 days and at the end was evaluated the economic viability. The association of AB and OE in the 3g/kg inclusion resulted in better performance in the first two weeks compared to CN. In total period benzoic acid and associations in the 3g/kg and 4g/kg inclusions were similar (P > 0,05) to CP and above (P < 0,05) to CN for daily gain and final weight results. There was no difference (P > 0,05) on the incidence of diarrhea, microbial population, volatile fatty acids production, pH, organ weights, cell proliferation count and cholecystokinin count. The CN and AB+OE4 had higher villus height (P < 0,05) than the AB+OE3 group. The net revenue was higher (P < 0,05) for AB, AB+OE3 and AB+OE4 than CN and was similar (P > 0,05) CP. use of benzoic acid and associations in medium and high levels resulted in higher economic returns than the use of basal diet, enabling the inclusion of these. Thus, the combination of additives in the 3g/kg inclusions provides improved post weaning performance, and is an economically viable alternative to Colistin replacement.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11828
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Ácido benzoico e óleos essenciais em rações de leitões desafiados com E. coli K88+.pdf959,35 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback