Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11857
Título: Resistência de tomateiro a geminivírus e a estresse hídrico
Título(s) alternativo(s): Tomato resistance geminivirus and water stress
Autor : Oliveira, Alisson Marcel Souza de Oliveira
Lattes: http://lattes.cnpq.br/5715595951741961
Primeiro orientador: Maluf, Wilson Roberto
Primeiro membro da banca: Blank, Arie Fitzgerald
Segundo membro da banca: Nogueira, Douglas Willian
Terceiro membro da banca: Castro, Evaristo Mauro de
Quarto membro da banca: Ribeiro, Guilherme Henrique Martins Rodrigues
Palavras-chave: Tomate – Genótipo
Tomate – Resistência a doenças e pragas
Estresse hídrico
Tomatoes – Genotype
Tomatoes – Disease and pest resisteance
Water stress
Solanum lycopersicum
Data da publicação: 4-Out-2016
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: OLIVEIRA, A. M. S. de. Resistência de tomateiro a geminivírus e a estresse hídrico. 2016. 83 p. Tese (Doutorado em Agronomia/Fitotecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: No tomateiro, uma das hortaliças mais cultivadas no mundo, os estresses ambientais, como problemas fitossanitários e a ocorrência de déficit hídrico, são fatores limitantes para a produção. Em diferentes ensaios, objetivou-se avaliar genótipos de tomateiro com diferentes níveis de resistência a geminivírus e identificar características morfofisiológicas associadas ao estresse hídrico. No primeiro ensaio, 48 genótipos de tomateiro, depois de infectados pelo Tomato yellow vein streak vírus (ToYVSV), via mosca-branca (Bemisia argentifolii), foram avaliados, utilizando-se uma escala de notas que varia de 1 a 5, sendo 1= sem sintoma (planta altamente resistente) e 5=sintomas severos (planta altamente suscetível). As linhagens, que continham o gene Mi associado ao gene Ty-1, em homozigose, conferiram maior nível de resistência a geminivírus do que os genótipos portadores dos mesmos genes atuando, isoladamente e do que os híbridos portadores dos mesmos genes Mi e Ty-1 em heterozigose. Genótipos com teores mais elevados dos aleloquímicos acilaçúcar e/ou zingibereno, também, contribuíram para um incremento no nível de resistência ao geminivírus conferido por Ty-1. De maneira geral, a presença de aleloquímicos e/ou do gene Mi em genótipos de tomateiro, reduzem os sintomas de geminivírus em razão da diminuição da infestação do insetovetor. No segundo ensaio, os tratamentos consistiram de cinco genótipos de tomate: as linhagens TOM-684 e TOM-760, com baixa tolerância ao estresse hídrico; as linhagens BPX-441D-88-bulk e BPX-441D-55-bulk, previamente caracterizadas como resistentes à podridão apical induzida por estresse hídrico, e o hibrido F 1 (BPX-441D-88-bulk x TOM-760). A restrição no fornecimento de água se deu aos 35 dias após o transplantio (DAT), fornecendo-se apenas 20% da evapotranspiração da cultura (ETc). As linhagens BPX-441D-88-bulk, BPX-441D-55-bulk e o hibrido F 1 (BPX-441D-88-bulk x TOM-760) apresentaram os menores valores para o percentual de flores abortadas e de frutos com podridão apical. O híbrido F 1 (BPX-441D-88-bulk x TOM-760) apresentou maiores teores de pigmentos cloroplastídicos do que os demais genótipos, resistentes ou suscetíveis. As linhagens BPX-441D-88-bulk e BPX-441D-55-bulk apresentaram menores densidades estomáticas, nas faces abaxial e adaxial dos folíolos e, em condições de déficit hídrico, apresentam maiores trocas gasosas. As características avaliadas estão associadas ao déficit hídrico e podem ser usadas como ferramenta nos programas de melhoramento do tomateiro.
Abstract: In tomato crop, one of the vegetables most grown in the world, pathogens and environmental stresses such as drought, are limiting factors and leads to yield reduction. This study aimed to evaluate tomato genotypes with different geminivirus resistance levels, and identify morphological and physiological characteristics associated with drought tolerance. In the first trial, 48 tomato genotypes, were infected with Tomato yellow vein streak virus (ToYVSV) using whiteflies as vectors (Bemisia argentifolii) and were evaluated using a rating scale ranging from 1 to 5, with 1 = no symptom (highly resistant plant) and 5 = severe symptoms (highly susceptible plant). Inbred lines bearing the gene Mi in association with the Ty-1 gene, both homozygous, showed a higher geminivirus resistance level than those genotypes bearing only one of these genes, and that hybrids bearing Mi and Ty-1 genes in heterozygosity. Genotypes with higher allelochemicals levels such as acylsugar and/or zingiberene also contributed to increase geminivirus resistance level conferred by Ty-1. In general, the presence of allelochemicals and/or the Mi gene in tomato genotypes reduces the symptoms of geminivirus due to the lower vector infestation. In the second trial, the treatments consisted of five genotypes of tomato: the TOM -684 and TOM-760 inbred lines, with low drought tolerance; the inbred lines BPX -441D-88-bulk and BPX-441D-55-bulk , previously characterized as resistant to blossom end rot induced by drought stress, and the hybrid F 1 (BPX-441D-88- bulk x TOM-760). The water supply restriction occurred 35 days after transplanting (DAT), it was provided only 20% of crop evapotranspiration (ETc). The genotypes BPX-441D-88-bulk, BPX -441D-55-bulk and the hybrid F 1 (BPX-441D-88-bulk x TOM-760), had the lowest aborted flowers and fruit with blossom end rot percentages. The hybrid F 1 (BPX-441D-88-bulk x TOM-760) showed higher chloroplastids pigments levels when compared to other genotypes, resistant and susceptible genotypes. The inbred lines BPX-441D-88-bulk and BPX-441D-55-bulk showed lower stomatal density in both abaxial and adaxial leaf surface, and in drought stress conditions, had higher gas exchange. The characteristics evaluated in this study are related to drought and can be used as a tool in tomato breeding programs.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11857
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_Resistência de tomateiro a geminivírus e a estresse hídrico.pdf699,47 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.