Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11929

Título: Ecogeografia e diversidades genética e química de Lippia aff. rotundifolia Cham.
Título Alternativo: Ecogeography, genetic and chemical diversity of Lippia rotundifolia Cham.
Autor(es): Meira, Messulan Rodrigues
Lattes: http://lattes.cnpq.br/2555410707340955
Orientador: Resende, Luciane Vilela
Membro da banca: Bertolucci, Suzan Kelly Vilela
Membro da banca: Gavilanes, Manuel Losada
Membro da banca: Martins, Ernane Ronie
Membro da banca: Carvalho, Dulcinéia de
Assunto: Plantas medicinais – Cerrado – Conservação
Plantas medicinais – Distribuição geográfica
Genética vegetal
Medicinal plants – Brazilian Cerrado – Conservation
Medicinal plants – Geographical distribution
Plant genetics
Lippia rotundifolia
Data de Defesa: 15-Ago-2016
Data de publicação: 21-Out-2016
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: MEIRA, M. R. Ecogeografia e diversidades genética e química de Lippia aff. rotundifolia Cham. 2016. 158 p. Tese (Doutorado em Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: Objetivou-se com a presente tese caracterizar a ecogeografia, a diversidade genética química de Lippia rotundifolia Cham. (Verbenaceae) em populações naturais do estado de Minas Gerais, Brasil. Para alcançar o objetivo, foi caracterizada a ecogeografia em 13 locais de cinco mesorregiões em Minas Gerais. Os locais de estudo foram Gigante e Rio do Peixe no município de Botumirim, Rio Tigre no município de Gouveia, Joaquim Felício no mesmo município, São Gonçalo do Rio das Pedras no município de Serro, Comunidade Abóboras no município de Montes Claros, Parque Estadual de Serra Nova, no município de Rio Pardo de Minas, APA de Olhos D’água no município de Olhos D´água, Parque Estadual Veredas do Peruaçu no município de Cônego Marinho, Parque Ecológico Quedas do Rio Bonito no município de Lavras, Reserva Particular do Patrimônio Natural Brumas do Espinhaço no município de Lapinha, Santana do Riacho no mesmo município e Parque Estadual do Rio Preto em São Gonçalo do Rio Preto. Os ambientes foram localizados por meio de caminhadas na cadeia do espinhaço e pela consulta ao banco de informações do Herbário Virtual da Flora e dos Fungos. Os locais foram georreferenciados para confecção das cartas temáticas e análise dos dados. Dentre as características ecogeográficas foram abordadas o grau de antropismo, queimada, aspectos climáticos (altitude, precipitação, temperatura) e atributos físico-químicos do solo. Para o estudo de diversidade, coletaram-se exemplares para identificação botânica e propagação vegetativa. De posse do material cultivado em casa de vegetação foram analisadas as características genéticas e composição química. Para a diversidade genética, utilizaram-se marcadores do tipo ISSR e para a análise química, a técnica de headspace estático e cromatografia gasosa acoplada ao espectrômetro de massas. Dos resultados obtidos, a Lippia rotundififolia mostrou ser generalista quanto aos fatores ecogeográficos e edafoclimáticos e ocorrem em solos arenosos e hiperdistróficos com baixa variabilidade genética e grande número de compostos químicos. A maior variabilidade molecular da espécie ocorre entre os indivíduos de cada ambiente, sendo a população de Rio Tigre no município de Gouveia a mais distante geneticamente. Foram detectados 67 compostos em 11 acessos. O acesso de São Gonçalo do Rio das Pedras, em Serro, detém a maior abundância química em área relativa. Os compostos voláteis mirceno, β-linalol e cariofileno são os mais comuns detectados pela espécie. Espera-se que esta pesquisa incentive outros estudos com espécies nativas de potencial medicinal visando o uso racional dos recursos genéticos e químicos da flora nativa.
Abstract: It was aimed with this thesis to characterize the ecogeography, genetic and chemical diversity of Lippia rotundifolia Cham. (Verbenaceae) in natural populations of the State of Minas Gerais, Brazil. To achieve the goal, ecogeographic features in 13 sites of five mesoregions in Minas Gerais were made. The studied sites were Gigante and Rio do Peixe in the city of Botumirim, Rio Tigre in the city of Gouveia, Joaquim Felício in the same city, São Gonçalo do Rio das Pedras in the city of Serro, Abóboras Community in the city of Montes Claros, Serra Nova State Park in Rio Pardo de Minas city, APA de Olhos D'água in the same city, State Park of Veredas do Peruaçu in the city of Cônego Marinho, Quedas do Rio Bonito Ecological Park in the city of Lavras, Private Reserve of the Natural Heritage Brumas do Espinhaço in the city of Lapinha, Santana do Riacho in the same city and State Park of Rio Preto in São Gonçalo do Rio Preto. The environments were located through hikes in Cadeia do Espinhaço and through consultation of the Virtual Herbarium of Flora and Fungi database information. The sites were georeferenced for production of the thematic cards and the data analysis. Among the ecogeographic characteristics, the degree of anthropism, burnings, climatic aspects (altitude, rainfall, temperature) and physical-chemical soil properties were addressed. For the study of diversity, samples for botanical identification and vegetative propagation were collected. Possessing the cultivated material in a greenhouse the genetic and chemical composition were analyzed. For the genetic diversity it was used markers of ISSR type and for chemical analysis, the static headspace technique and gas chromatography connected to the mass spectrometer. From the results, the Lippia rotundifolia proved to be generalist with regarding to ecogeographic and edaphoclimatic factors and occurs in sandy and hyper dystrophic soils with low genetic variability and large number of chemical compounds. The higher molecular variability of the species occurs between individuals of each environment being that the population of Rio Tigre in the city of Gouveia is the most genetically distant. Sixty-seven compounds were detected in eleven environments. The access of São Gonçalo do Rio das Pedras, in Serro, holds the largest chemical abundance in relative area. The volatiles compounds myrcene, β-linalool and caryophyllene are the most common detected by the species. It is hoped that this research encourages other studies with native species of medicinal potential aiming the rational use of genetic and chemical resources of the native flora.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11929
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DAG - Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Ecogeografia e diversidades genética e química de Lippia aff rotundifolia Cham.pdf2,45 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback