Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Ecologia Aplicada - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1198

Title: Diversidade genética e filogeografia de Ceiba pubiflora (A.St.-Hil.) K. Schum. (Malvaceae)
???metadata.dc.creator???: Brandão, Murilo Malveira
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Carvalho, Dulcinéia de
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Borém, Rosangêla Alves Tristão
???metadata.dc.contributor.referee1???: Santos, Rubens Manoel dos
Vieira, Fábio de Almeida
Melo Júnior, Afrânio Farias de
???metadata.dc.description.concentration???: Ecologia e Conservação de Recursos em Paisagens Fragmentadas e Agrossistemas
Keywords: Marcadores ISSR (Inter Simple Sequence Repeat)
Marcadores cpDNA
Arco pleistocênico
Conservação genética
Pleistocene arc
Conservation genetic
???metadata.dc.date.submitted???: 29-Jun-2012
Issue Date: 2013
???metadata.dc.description.sponsorship???: Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Citation: BRANDÃO, M. M. Diversidade genética e filogeografia de Ceiba pubiflora (A.St. - Hil.) K. Schum. (Malvaceae). 2012. 115 p. Tese (Doutorado em Ecologia Aplicada) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
???metadata.dc.description.resumo???: As Florestas Estacionais Deciduais (FEDs) sobre afloramento calcário são formações peculiares sujeitas à degradação pela retirada de madeira e exploração de calcário, para produção de cimento. Algumas dessas florestas representam os últimos remanescentes de cobertura vegetal nativa, funcionando como ilhas de vegetação. Segundo a teoria do Arco Pleistocênico, as FEDs provavelmente resultam de origem vicariante, após isolamento provocado pelo recuo das Florestas Secas e avanço do Cerrado no Brasil Central. As espécies arbóreas que se estabelecem nesses remanescentes carecem de informações relativas à ecologia e à genética. A espécie arbórea Ceiba pubiflora (Malvaceae) possui uma ocorrência comum nos afloramentos calcários no Brasil. Objetivou-se neste trabalho verificar a diversidade genética em populações naturais de C. pubiflora, testar primers cpDNA, para realização de inferências históricas filogeográficas, indicar áreas que possam ser centros de diversidade da espécie e aquelas que possam funcionar como Unidades Operacionais de conservação. Marcadores ISSR (95 locos) e cpDNA (regiões EF e CS3) foram utilizados para estimar os índices de diversidade genética e inferências históricas filogeográficas em populações naturais de C. publiflora amostradas no domínio da Caatinga (6 populações), Cerrado (3 populações) e Atlântico (4 populações). A espécie apresentou alta diversidade genética (HT=0,345; PLP=97,8%), com maior parte da variabilidade genética ocorrendo dentro das populações (91,5%). As populações de Santo Hipólito, Januária e Montalvânia apresentaram maiores índices de diversidade genética. A população de Santo Hipólito foi a que mais contribuíu para o fluxo gênico, revelados pelos marcadores ISSR. Essas populações devem ser priorizadas para conservação. As bacias do rio Paranã (Goiás) e rio São Francisco na Caatinga Arbórea (norte de Minas Gerais e Bahia) conservam maior diversidade de haplótipos, sendo prioritárias para conservação. Essas regiões apresentam haplótipos comuns com o grupo Centro-Sul de Minas Gerais, indicio que essas populações foram interligadas no passado. Unidades Operacionais podem ser criadas (1) na região sul de Minas Gerais, (2) na região central de MG, (3) no norte de MG e sul da Bahia e (4) no Planalto Central, em Goiás. Os resultados apóiam a hipótese do Arco Pleistocênico.
The Seasonal Dry Tropical Forests (SDTFs) on limestone outcrops are features peculiar subject to degradation by logging timber and exploitation of limestone for cement production. Some of these forests represent the last remnants of native vegetation cover, operating as islands. Tree species that are established in these remaining needs of information on genetic and ecology aspect. The tree species Ceiba pubiflora (Malvaceae) commonly occurs on limestone outcrops in central region of Brazil. The flowers of this species are pollinated by hummingbirds and seed dispersal anemochoric. The objective of this study was to evaluate the genetic diversity in natural populations of C. pubiflora located in central Brazil, selection of cpDNA primers for historical phylogeographic inferences and indicate areas that may be centers of diversity of species and indicate those that can function as operational units for conservation. ISSR and cpDNA markers were used to estimate the levels of genetic diversity and historical phylogeographic inferences in natural populations of C. publiflora sampled in the area of Caatinga, Cerrado and Atlantic domain. The species had high genetic diversity, with most occurring genetic variability within populations. The basins of the Parana River (Goiás) and the Sao Francisco River in Arboreal Caatinga (north of Minas Gerais and Bahia) retain greater diversity of haplotypes, and priority for conservation. Operating Units can be created (1) in the southern region of Minas Gerais, (2) in the central region of Minas Gerais (3) in the north of Minas Gerais and southern Bahia and (4) in the Central Plateau in Goiás. The results support the Pleistocene Arc hypothesis.
Description: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ecologia Aplicada, área de concentração em Ecologia e Conservação de Recursos em Paisagens Fragmentadas e Agrossistemas, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1198
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Ecologia Aplicada - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTACAO_Diversidade genética e filogeografia de ceiba pubiflora (a.st.-hil.) k. schum. (malvaceae).pdf2.06 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback