Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
Revistas UFLA >
CERNE >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11987

Título: Acurácia dos métodos para estimativa do volume comercial de clones de Eucalyptus sp
Título Alternativo: The accuracy of methods for estimating commercial volume of Eucalyptus sp. clone wood
Assunto: Equações de simples entrada
Equações de dupla entrada
Single entry equation
Double entry equation
Data de publicação: 2006
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Referência: THIERSCH, C. R. et al. Acurácia dos métodos para estimativa do volume comercial de clones de Eucalyptus sp. Cerne, Lavras, v. 12, n. 2, p. 167-181, abr./jun. 2006.
Resumo: Com o presente estudo objetivou-se avaliar a precisão e a acurácia dos métodos de dois diâmetros, geométrico, das equações de simples entrada e das equações de dupla entrada, associadas ou não às relações hipsométricas, na estimativa do volume, com o intuito de definir uma estratégia precisa e de baixo custo que torne factível as avaliações de experimentos e as estimativas ao nível das árvores contidas nas parcelas do inventário florestal. A base de dados foi composta por 36 parcelas de 400 m2 , em torno das quais foram cubadas 216 árvores. Avaliaram-se dois clones (híbridos de Eucalyptus grandis e Eucalyptus urophylla), nas idades de 3, 4,5 e 6 anos, provenientes de três diferentes sítios, em áreas da Empresa Aracruz Celulose S.A., localizada na região leste do Brasil. Os métodos de simples entrada e o dos dois diâmetros não devem ser utilizados para estimar volume, quando existe necessidade de alta precisão. O método de dupla entrada, com a altura total real, foi preciso na estimativa do volume, porém, não foi exato em todas as situações de idade e sítio, abordadas neste estudo. O método geométrico foi preciso e exato para os dois clones, nas idades e sítios estudados, quando o diâmetro foi mensurado a 0,1 m, 1,3 m e na altura igual a ((ht 2)/2). O método geométrico original e o modificado foram precisos quando o diâmetro foi medido a 0,1 e 1,3 m de altura e quando os coeficientes angulares foram estimados. Porém, não foram exatos em todas assituações de idade e sítio estudadas.Amensuração dos diâmetros a 0,1m, 1,3 m e na altura igual a ((ht 2)/2), de uma única árvore em cada classe diamétrica, em cada interação sítio e idade, foi suficiente para propiciar estimativas precisas do volume das demais árvores a partir do método geométrico, em sua forma original ou modificada, associado a equações de estimativa dos coeficientes angulares.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/11987
Aparece nas coleções: DCF - Artigos publicados em periódicos
LEMAF - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
ARTIGO_Acurácia dos métodos para estimativa do volume comercial de clones de Eucalyptus sp.pdf497,04 kBAdobe PDFVer/abrir

Este item está licenciado com Licença Creative Commons
Creative Commons

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback