Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12010

Título: Progresso genético e adaptabilidade e estabilidade de cultivares de milho avaliadas em ensaios de valor de cultivo e uso
Autor(es): Uate, Joaquim Vicente
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8529424679017644
Orientador: Von Pinho, Renzo Garcia
Coorientador: Guimarães, Lauro José Moreira
Membro da banca: Botelho, Flávia Barbosa Silva
Membro da banca: Guimarães, Lauro José Moreira
Membro da banca: Balestre, Márcio
Membro da banca: Carvalho, Samuel Pereira de
Assunto: Blup
Ganho genético
GGE-biplot
Genetic gain
Data de Defesa: 9-Ago-2016
Data de publicação: 2016
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: UATE, J. V. Progresso genético e adaptabilidade e estabilidade de cultivares de milho avaliadas em ensaios de valor de cultivo e uso. 2016. 77 p. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: As variedades de polinização aberta (VPA), os híbridos intervarietais (HI) e os topcrosses (HTC) tem em comum o baixo custo de sementes, tornandose deste modo atrativos para agricultura familiar. Neste estudo, teve-se como objetivos: (i) estimar o progresso genético (PG) em ensaios de valor de cultivo e uso (VCU) de variedades de milho coordenado pela Embrapa Milho e Sorgo (EMS) no no período de 2010/11 a 2014/15; (ii) identificar VPA ou híbridos de milho de baixo custo de sementes com alta adaptabilidade e estabilidade (genótipos ideais) para cultivos na época normal de semeadura, bem como épocas com alguma restrição edafoclimática. Foram utilizados dados de ensaios de VCU de variedades de milho, coordenados pela EMS, no período entre os anos agrícolas de 2010/11 e 2014/15, num total de 117 ambientes, dos quais 95 foram avaliados na primeira época (safra normal) e os restantes 22 ambientes apresentavam alguma restrição edafoclimática. Cada época de plantio teve em média 39 genótipos, sendo alguns avaliados em mais de uma safra, totalizando 81 cultivares diferentes, das quais 56 foram VPA, 8 HI, 8 HTC e 9 híbridos testemunhas, especificamente 3 híbridos duplos (HD), 3 híbridos triplos (HT) e 3 híbridos simples (HS). O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados, tendo sido avaliado a produtividade de grãos. Os componentes de variância e os valores genéticos (BLUPs), usados para estimar o PG, foram obtidos via modelos mistos. Os Blups foram posteriormente submetidos a decomposição de valores singulares para a obtenção dos gráficos GGE-Biplot. Com base nos resultados do PG de avanço (PGA) entre pares de anos, observouse que com a exceção do par de safras 2012/13-2013/14, os restantes pares mostraram PGA positivo, indicando a eficiência do programa na seleção de cultivares de milho com alta produtividade. Com o PG médio anual de 332 kg.ha-1, pode-se inferir que no geral as cultivares selecionadas bem como as introduzidas ao longo das cinco safras em estudo tem tido a tendência de aumentar os alelos favoráveis para a produtividade. O GGE Biplot da análise conjunta, permitiu a formação de três mega-ambientes. Foi possível a identificação de genótipos ideais para os mega-ambientes formados, onde alguns dos HS usados como testemunhas G22 (BRS1055) e G26 (2B707) foram os ideais para o primeiro e o segundo mega-ambientes, respectivamente, o HTC G79 (HTCMS707) e a VPA G42 (Sint 10783) os ideais para o terceiro e segundo maior mega-ambiente, o qual inclui além dos ambientes da época normal de plantio, alguns dos ambientes conduzidos com restrições edafoclimáticas. O programa de ensaios de VCU de variedades de milho coordenados pela EMS, apresenta um PG anual de 332 kg.ha-1. Algumas VPAs não apenas são recomendáveis para os diversos estratos ambientais, como também são as que apresentam maior adaptabilidade e estabilidade em casos de ambientes com restrições para o pleno desenvolvimento da cultura do milho. Existem HTC e HI com adaptabilidade e estabilidade compatíveis com os híbridos comerciais, tornando-se bastante atrativos para agricultura familiar, para o cultivo em ambientes com ou sem estresses edafoclimáticos.
Abstract: The open pollinated varieties (OPVs), the intervarietal hybrids (IH) and topcrosses (HTC) have in common the low cost of seeds, making it attractive for family farming. This study had as objectives: (i) estimate the genetic progress (GP) in crop and use value testing (CUP) of maize varieties, coordinated by Embrapa Maize and Sorghum (EMS) in the period from 2010/2011 to 2014/2015; (ii) identify OPV or maize hybrids of low cost of seeds with high adaptability and stability (ideal genotypes) for crops in the normal sowing time, and times with some edaphoclimatic restriction. It was used CUP testing data of maize varieties, coordinated by EMS, between the agricultural years of 2010/2011 and 2014/2015, with a total of 117 environments, of which 95 were evaluated in the first season (regular season) and the remaining 22 environments had some edaphoclimatic restriction. Each planting season had an average of 39 genotypes, some evaluated in more than one crop, totaling 81 different cultivars, which 56 were OPV, 8 IH, 8 HTC and 9 hybrid witnesses, specifically 3 double hybrids (DH), 3 triple hybrids (TH) and 3 single hybrids (SH). The experimental design used was randomized blocks, and have been evaluated the grain productivity. The variance components and genetic values (BLUPs) used to estimate the GP were obtained by means of mixed models. The BLUPs were subsequently submitted to the singular values decomposition to obtain the GGEBiplot graphics. Based on the GP results of advance (GPA) between pairs of years, it was observed that, with the exception of the pair of crops 2012/2013 to 2013/2014, the remaining pairs presented positive GPA, indicating the efficiency of the program in the selection of maize cultivars with high productivity. With the annual GP average of 332 kg.ha-1, one can infer that, in general, selected cultivars as well as the cultivars introduced over the five harvests of study have tended to increase favorable alleles for productivity. The GGE-Biplot of the joint analysis allowed the formation of three megaenvironments. It was possible to identify optimal genotypes for the formed mega-environments, where some of the SH used as controls G22 (BRS1055) and G26 (2B707) were optimal for the first and the second mega-environments, respectively, the HTC G79 (HTCMS707) and the OPV G42 (Sint 10783) the optimal for the third and second largest mega-environment, which includes beyond the environments of normal season of planting, some of the environments conducted with edaphoclimatic restrictions. The testing program of CUP of maize varieties coordinated by EMS presents an annual GP of 332 kg.ha-1. Some OPVs are not only recommended for different environmental strata, as are those with greater adaptability and stability in case of environments with restrictions for the full development of maize crop. There are HTC and IH with compatible adaptability and stability with commercial hybrids, making it very attractive for family farming, for crops in environments with or without edaphoclimatic stresses.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12010
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Progresso genético e adaptabilidade e estabilidade de cultivares de milho avaliadas em ensaios de valor de cultivo e uso.pdf1,99 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback