Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12020
Título: Fontes de zinco e fibra dietética em rações de leitões desmamados: desempenho e saúde intestinal
Título(s) alternativo(s): Zinc sources and dietary fibers in weaning piglets diets: performance and intestinal health
Autor : Fernandes, Carolina Dias
Lattes: http://lattes.cnpq.br/6151038475439280
Primeiro orientador: Cantarelli, Vinícius de Souza
Primeiro membro da banca: Cantarelli, Vinícius de Souza
Segundo membro da banca: Abreu, Marvio Lobão Teixeira
Terceiro membro da banca: Ferreira, Rony Antonio
Quarto membro da banca: Costa, Leandro Batista
Palavras-chave: Suíno
Aditivos
Histologia
Diarreia
Jejuno
Desmame
Swine
Additives
Histology
Diarrhea
Jejunum
Weaning
Data da publicação: 2016
Referência: FERNANDES, C. D. Fontes de zinco e fibra dietética em rações de leitões desmamados: desempenho e saúde intestinal. 2016. 49 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: Os aditivos são importantes alternativas para melhorar a saúde intestinal de leitões. Objetivouse avaliar o impacto do óxido de zinco e do zinco encapsulado, associados ou não a fibras dietéticas sobre o desempenho e a saúde intestinal de leitões na fase de creche. O experimento foi conduzido no Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras. Foram utilizados 140 leitões machos castrados desmamados aos 21 dias, com peso de 5,32 ± 1,31 kg, alojados nas instalações de creche e divididos em 35 baias com quatro animais. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com cinco tratamentos: 1) Controle negativo com inclusão de 139 ppm de ZnO 72% (CN); 2) Ração basal com ZnO 72%, sendo a inclusão de 2500 ppm de 21 a 35 dias e 1500 ppm de 36 a 63 dias (OZ); 3) Ração basal com ZnO 72% e fibra dietética, sendo a inclusão de 2500 ppm de ZnO e 8000 ppm de fibra dietética de 21 a 35 dias, 1500 ppm de ZnO e 6000 ppm de fibra dietética de 36 a 49 e 1500 ppm de ZnO de 50 a 63 dias (OZ+F); 4) Ração basal com a inclusão de 800 ppm de Zn encapsulado de 21 a 35 dias e 500 ppm de Zn encapsulado de 36 a 63 dias (ZE); 5) Ração basal, com a inclusão de 8000 ppm de fibra dietética e 800 ppm de Zn encapsulado de 21 a 35 dias, 6000 ppm de fibra dietética e 500 ppm de Zn encapsulado de 36 a 49 dias e 500 ppm de Zn encapsulado de 50 a 63 dias (ZE+F), e sete repetições, com a parcela experimental representada pela baia. No sexto e sétimo dia de experimento, todos os animais foram desafiados com E. coli K88+ (1 mL, 106 UFC/mL em cada dia). Os animais foram pesados ao início, aos 6, 14, 21, 28 e 42 dias de experimento para avaliação do desempenho e uma vez ao dia foi realizada a avaliação do escore fecal para determinar a incidência de diarreia. Foi realizado o abate de um animal por unidade experimental, quatorze dias após a inoculação, para as avaliações da produção de ácidos graxos voláteis, população microbiana, morfologia intestinal e digestibilidade. A partir das análises de desempenho, foi observado um menor consumo dos animais do tratamento ZE aos 6 dias (P < 0,05). Em relação à incidência de diarreia, o tratamento OZ teve menor índice em relação ao tratamento ZE. Nas demais variáveis de desempenho não foi encontrado efeito dos tratamentos. Os resultados das análises microbiológicas, de ácidos graxos voláteis e histológicas não foram influenciados pelos tratamentos. Dessa forma, o óxido de zinco 72% é eficiente no controle da diarreia pós-desmame, ao contrário do zinco encapsulado, que só proporciona um bom desempenho aos animais quando associado a fibras dietéticas.
Abstract: Additives are an important alternative for improving intestinal health of piglets. This study aimed to assess the impact of zinc oxide and encapsulated zinc, associated or not with dietary fiber on performance and intestinal health of piglets in nursery phase. The experiment was conducted at the Animal Science Department of the Federal University of Lavras. In the experiment it was used 140 barrows weaned at 21 days, with a weight of 5.32 ± 1.31 kg, housed in daycare facilities and divided into 35 bays with four animals. The experimental design was in randomized blocks, with five treatments: 1) Negative control supplemented with 139 ppm ZnO (72% Zn) (CN); 2) basal diet with ZnO (72% Zn) supplemented with 2500 ppm from 21 to 35 days and 1500 ppm from 36 to 63 days (OZ); 3) Basal feed with ZnO (72% Zn) and dietary fiber, supplemented with 2500 ppm ZnO and 8000 ppm dietary fiber from 21 to 35 days, 1500 ppm ZnO and 6000 ppm dietary fiber from 36 to 49 and 1500 ppm ZnO from 50 to 63 days (OZ + F); 4) basal diet supplemented with 800 ppm encapsulated Zn from 21 to 35 days and 500 ppm encapsulated Zn from 36 to 63 days (ZE); 5) basal diet supplemented with 8000 ppm dietary fiber and 800 ppm encapsulated Zn from 21 to 35 days, 6000 ppm dietary fiber and 500 ppm encapsulated Zn the 36 to 49 days and 500 ppm encapsulated Zn from 50 to 63 days (ZE + F), and seven repetitions with the bays as experimental plots. In the sixth and seventh day of the experiment, all animals were challenged with E. coli K88+ (1 mL, 106 CFU/mL for each day). The animals were weighed at the beginning and at 6, 14, 21, 28 and 42 days of experiment to assess the performance and once a day there was the evaluation of fecal score to determine the incidence of diarrhea. One animal per experimental unit was slaughtered at fourteen days after inoculation to evaluate the production of volatile fatty acids, microbial population, intestinal morphology and digestibility. The performance analysis showed lower consumption of the animals in the ZE treatment at 6 days (P <0.05). Regarding the incidence of diarrhea, the OZ treatment had a lower rate when compared to the ZE treatment. It was not found effect of treatments in the other variables of performance. The results of microbiological analysis of volatile fatty acids and histology were not affected by treatments. Thus, the zinc oxide 72% is effective in the control of post-weaning diarrhea, unlike the encapsulated zinc, which only provides a good performance of the animals when associated with dietary fibers.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12020
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Fontes de zinco e fibra dietética em rações de leitões desmamados....pdf1,06 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.