Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12094
Título : Osmolality and composition of the extender during the cold storage of Prochilodus lineatus (Characiformes: Prochilodontidae) sperm
Autor: Viveiros, Ana Tereza de Mendonça
Taffarel, Tais Regina
Leal, Marcelo de Castro
Palavras-chave: Computer-assisted sperm analyzer
Cooling
Motility
Semen
Velocity
Publicador: Sociedade Brasileira de Ictiologia
Data da publicação: 2014
Referência: VIVEIROS, A. T. de M.; TAFFAREL, T. R.; LEAL, M. de C. Osmolality and composition of the extender during the cold storage of Prochilodus lineatus (Characiformes: Prochilodontidae) sperm. Neotropical Ichthyology, Porto Alegre, v. 12, n. 3, p. 643-648, 2014.
Resumo : Neste trabalho avaliou-se os efeitos da osmolalidade e da composição do diluidor no sêmen de Prochilodus lineatus, após o resfriamento. O sêmen foi diluído em seis diluidores: duas composições (água de coco em pó® = ACP; Beltsville Thawing Solution® = BTS) x três osmolalidades (285, 325 e 365 mOsm/kg) mais uma alíquota sem diluição como controle e armazenadas a 6-8°C. A taxa de motilidade e velocidades (curvilinear, retilinear e média de percurso) foram determinadas a cada dois dias. A osmolalidade não afetou a qualidade do sêmen resfriado, dessa forma foi feito um ‘pool’ desses dados. A motilidade foi maior no d 0 comparado aos outros dias e as amostras diluídas (85-90%) apresentaram as maiores motilidades do que o controle (75%). No d 2, a motilidade foi maior nas amostras diluídas em BTS e controle, mas nos d 4 e 6, o sêmen controle apresentou as maiores motilidades. As velocidades diminuíram do d 0 para o d 6 nas amostras diluídas, mas não no controle. No d 0, as velocidades foram maiores nas amostras diluídas em BTS, mas, nos d 2, 4 e 6, o controle apresentou as maiores velocidades apesar da grande variação entre os machos. Assim, o sêmen de P. lineatus deve ser resfriado em BTS ou sem diluição (controle), por no máximo dois dias a 6-8°C. A osmolalidade do diluidor entre 285 e 365 mOsm/kg não afeta a qualidade do sêmen durante o resfriamento.
Abstract: This study evaluates the effects of extender osmolality and composition on the cooling of Prochilodus lineatus sperm. Sperm was diluted in six extenders: two compositions (powdered coconut water™ = ACP; Beltsville Thawing Solution™ = BTS) x three osmolalities (285, 325, and 365 mOsm/kg) plus an undiluted control, and stored at 6-8°C. Motility rate and velocities (curvilinear, straight line, and average path) were determined every other day. Osmolality did not affect the quality of cooled sperm, thus data were pooled. Motility was higher on d 0 compared to the other days and diluted samples (85-90%) yielded higher motility than control (75%). On d 2, motility was higher in BTS-diluted samples and control, but on d 4 and 6, control yielded the highest motility. Velocities decreased from d 0 to 6 in diluted samples, but not in control. On d 0, velocities were higher in BTS-diluted sperm, but, on d 2, 4, and 6, control yielded higher velocities despite of the large variation among males. Thus P. lineatus sperm should be stored in BTS or without dilution, for a maximum of two days at 6-8°C. Extender osmolality between 285 and 365 mOsm/kg does not affect sperm quality during cold storage.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12094
Idioma: en_US
Aparece nas coleções:DZO - Artigos publicados em periódicos



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons