Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DMV - Departamento de Medicina Veterinária >
DMV - Programa de Pós-graduação >
DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12097

Título: Efeito da associação de minerais sobre o desempenho e a qualidade da carne de suínos
Título Alternativo: Effect of mineral association on performance and quality of pork meat
Autor(es): Nogueira, Tatiane Mendonça
Lattes: http://lattes.cnpq.br/5118201909095279
Orientador: Faria, Peter Bitencourt
Membro da banca: Faria, Peter Bitencourt
Membro da banca: Ramos, Eduardo Mendes
Membro da banca: Fonseca, Leonardo da Silva
Membro da banca: Cantarelli, Vinicius de Souza
Assunto: Suíno – Nutrição
Carne – Qualidade
Carcaça – Qualidade
Swine – Nutrition
Meat – Quality
Carcass – Quality
Data de Defesa: 16-Set-2016
Data de publicação: 16-Dez-2016
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: NOGUEIRA, T. M. Efeito da associação de minerais sobre o desempenho e a qualidade da carne de suínos. 2016. 102 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: A suinocultura brasileira vem investindo intensamente na produção de animais com melhores características de carcaça, aliado a um menor custo e maior rendimento de tecido magro em detrimento ao tecido adiposo sem, contudo, afetar as características de qualidade de carne. Sendo assim, objetivouse com este trabalho, estudar os efeitos da suplementação dietética de suínos machos em terminação com a associação de minerais orgânicos: cromo (Cr), ferro (Fe), magnésio (Mg) e selênio (Se), sobre desempenho, características de carcaça e viabilidade econômica de seu uso, e também sobre a qualidade, perfil lipídico e display life da carne. O delineamento experimental foi em blocos completos casualizados (DBC), com 4 tratamentos (dietas) e 11 repetições. A parcela experimental para o estudo de desempenho foi representada por dois animais, totalizando 88 animais, enquanto para o estudo de carcaça e qualidade de carne, foi representada por um animal, somando 44 animais. Os animais foram aleatoriamente divididos em quatro grupos, recebendo os seguintes tratamentos: 1) Controle: dieta basal sem suplementação mineral durante 28 dias; 2) CrFe: dieta basal suplementada com 400 ppb de cromo e 100 ppm de ferro durante 28 dias; 3) MgSe: dieta basal durante 28 dias, suplementada com 300 ppm de magnésio e 3 ppm de selênio nos últimos 7 dias antes do abate; 4) CrFeMgSe: dieta basal suplementada com 400 ppb de cromo e 100 ppm de ferro durante 28 dias e 300 ppm de magnésio e 3 ppm de selênio nos últimos 7 dias antes do abate. A associação dos quatro minerais promoveu redução no desempenho, peso e quantidade de carne das carcaças, com consequente aumento no custo de produção. O uso de magnésio com selênio promoveu uma redução no extrato etéreo da carne e uma modificação no perfil lipídico, reduzindo os ácidos graxos aterogênicos (C14:0 e C16:0) e aumentando C17:1, C18:2ω6, C20:2ω6, C20:3ω6, C20:4ω6, C22:0 e C22:6ω3, sem interferir na qualidade e oxidação da carne. Houve ainda aumento no total de ácidos graxos poli-insaturados, no total de ω6 e ω3, na relação POL:SAT e na atividade da enzima tioesterase, enquanto o índice de aterogenicidade foi reduzido, indicando que esses minerais podem ser utilizados como uma ferramenta, tornando a carne suína um alimento funcional e com aspectos mais adequados ao consumo humano. Contudo, estudos mais aprofundados são necessários a fim de elucidar o mecanismo envolvido entre esses minerais e as modificações no perfil lipídico da carne, já que não se encontra dados na literatura com essa associação.
Abstract: Brazilian pig farming has been intensively investing in the production of animals with better carcass characteristics, joining low costs and a higher yield of lean tissue in prejudice to adipose tissue, however, without affecting meat quality characteristics. So, this paper aimed to study the effects of dietary supplementation of finishing male swine with the joining of organic minerals: chromium (Cr), iron (Fe), magnesium (Mg) and selenium (Se), on the performance, carcass characteristics and the economic viability of its use, and also on the quality, lipid profile and display life of meat. The experiment was designed in randomized complete blocks (DBC), with four treatments (diets) and 11 replications. The experimental unit for the performance study was represented by two animals, in a total of 88 animals, whereas for the study of carcass and meat quality, it was represented by one animal, totaling 44 animals. The animals were randomly separated in four groups, receiving the following treatments: 1) Control: basal diet without mineral supplementation during 28 days; 2) CrFe: basal diet supplement with 400 ppb of chromium and 100 ppm of iron during 28 days; 3) MgSe: basal diet during 28 days supplement with 300 ppm of magnesium and 3 ppm of selenium in the last seven days before slaughter; 4) CrFeMgSe: basal diet supplement with 400 ppb of chromium and 100 ppm of iron during 28 days, and 300 ppm of magnesium and 3 ppm of selenium in the last seven days before slaughter. The combination of the four minerals caused a decrease of performance, weight and meat quantity of the carcasses, with a higher production cost. The combined use of magnesium and selenium reduced the ethereal extract of meat and caused a modification in the lipid profile, reducing atherogenic fatty acids (C14:0 e C16:0) and increasing C17:1, C18:2ω6, C20:2ω6, C20:3ω6, C20:4ω6, C22:0 and C22:6ω3, without interfering in the quality and oxidation of meat. There was also an increase in total poly-unsaturated fatty acids, totaling ω6 and ω3, in the relation POL:SAT and in the thioesterase enzyme activity, while the atherogenicity index was reduced, indicating that these minerals can be used as a tool making pork meat a functional food and with more suitable aspects for human consumption. However, further studies are needed to elucidate the mechanism involved between these minerals and the changes in the lipid profile of meat, since there is no data in the literature with this combination.
Informações adicionais: Arquivo retido a pedido da autora até novembro de 2017.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12097
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback